E se eles fossem reais? 24 imagens que comparam desenhos animados com pessoas da vida real

boo

Algumas pessoas da vida real se parecem muito com personagens de ficção, inclusive de desenhos animados. Veja só essa comparação de imagens que vai te deixar impressionado:

 
por: Jéssica Chiareli
4 dias atrás
 

Você já viu aqui na Fatos Desconhecidos o homem da vida real que deu origem ao personagem Shrek. Além dele, existem outras pessoas que se parecem muito com personagens de desenhos animados e da ficção em geral.

Claro que grande parte deles não passa de uma coincidência, mas nem por isso a semelhança diminui. Veja algumas imagens que vão te deixar em dúvida sobre o quem é real ou não:

1. Vovó da Looney Tunes

p1

2. Carl, Up – Altas Aventurascarl

3. Russel, Up- Altas Aventuras

up

4. Linguini, Ratatouille

linguini

5. Mr. Burns, Os Simpsons

burns

6. Boo, Mostros S.A.

boo

7. Banguela, Como treinar o seu dragão

baguela

8. Edna, Os Incríveis

edna

9. Batman

batman

10. Cartman, South Park

cartman

11. Jonny Bravo

jhonnie

12. Senhora Cabeça de Batata

batata

13. Peter Grinffin, Family Guy

peter

14. Linda Belcher, Bob’s Burgers

linda

15. Elsa, Frozen

elsa

16. Consuela, Family Guy

consuela

17. Scar, Rei Leão

rei

18. Sid, A Era do Gelo

sid

19. Mestre Shifu, Kung Fu Panda

shifu

20. Walter White como Ned Flanders

ned

21. Senhor Spacely, Os Jetsons

spacely

22. Mr. Satan, Dragon Ball Z

dra

23. Scruff, Futurama

sccruff

24. Patty e Selma, Os Simpsons

selma

 

 

 

 

Anúncios

cápsulas orgânicas

Existe um projeto que desenvolveu cápsulas orgânicas que transformam pessoas mortas em árvores. A ideia é que no futuro, em vez de visitar os entes queridos em cemitérios, poderemos visitá-los em bosques sagrados.

Norte-americano causa polêmica ao criar lista explicando porque odiou o Brasil

br1

Norte-americano causa polêmica ao criar lista explicando porque odiou o Brasil

Uma lista criada por um estado-unidense com dezenas de motivos para odiar o Brasil não causou boa impressão entre os brasileiros. Conheça a lista e entenda o porquê:

 
 

Um homem estado-unidense que morou 3 anos em São Paulo publicou uma lista em seu blog com os motivos pelos quais odiou o Brasil depois que voltou para os Estados Unidos. Talvez, tenha se tratado apenas de um choque de culturas, com as qual ele não conseguiu lidar muito bem.

Mas é inegável que essa história pode ter contribuído para alimentar uma visão bastante negativa do nosso país, que já é bastante estereotipado nos países estrangeiros.

Veja a lista publicada pelo norte-americano e entenda porque ela causou tanta polêmica:

br1

1. Os brasileiros não têm consideração com as pessoas fora do seu círculo de amizades e muitas vezes são simplesmente rudes. Por exemplo, um vizinho que toca música alta durante toda a noite… E mesmo se você vá pedir-lhe educadamente para abaixar o volume, ele diz-lhe para você ir se fu… E educação básica? Um simples “desculpe-me”, quando alguém esbarra com tudo em você na rua simplesmente não existe.

2.Os brasileiros são agressivos e oportunistas, e, geralmente, à custa de outras pessoas. É como um “instinto de sobrevivência” em alta velocidade, o tempo todo. O melhor exemplo é o transporte público. Se eles veem uma maneira de passar por você e furar a fila, eles o farão, mesmo que isso signifique quase matá-lo, e mesmo se eles não estiverem com pressa. Então, por que eles fazem isso? É só porque eles podem, porque eles veem a oportunidade, por que eles querem ganhar vantagem em tudo. Eles sentem que precisam sempre de tomar tudo o que podem, sempre que possível, independentemente de quem é prejudicado como resultado.

3.Os brasileiros não têm respeito por seu ambiente. Eles despejam grandes cargas de lixo em qualquer lugar e em todos os lugares, e o lixo é inacreditável. As ruas são muito sujas. Os recursos naturais abundantes, como são, estão sendo desperdiçados em uma velocidade surpreendente, com pouco ou nenhum recurso.

4.Brasileiros toleram uma quantidade incrível de corrupção nos negócios e governo. Enquanto todos os governos têm funcionários corruptos, é mais comum e desenfreado no Brasil do que na maioria dos outros países, e ainda assim a população continua a reeleger as mesmas pessoas.

5.As mulheres brasileiras são excessivamente obcecadas com seus corpos e são muito críticas (e competitivas com) as outras.6.Os brasileiros, principalmente os homens, são altamente propensos a casos extraconjugais. A menos que o homem nunca saia de casa, as chances de que ele tenha uma amante são enormes.

7.Os brasileiros são muito expressivos de suas opiniões negativas a respeito de outras pessoas, com total desrespeito sobre a possibilidade de ferir os sentimentos de alguém.

8.Brasileiros, especialmente as pessoas que realizam serviços, são geralmente malandras, preguiçosas e quase sempre atrasadas.9.Os brasileiros têm um sistema de classes muito proeminente. Os ricos têm um senso de direito que está além do imaginável. Eles acham que as regras não se aplicam a eles, que eles estão acima do sistema, e são muito arrogantes e insensíveis, especialmente com o próximo.

10.Brasileiros constantemente interrompem o outro para poder falar. Tentar ter uma conversa é como uma competição para ser ouvido; uma competição de gritos.

br2

11.A polícia brasileira é essencialmente inexistente quando se trata de fazer cumprir as leis para proteger a população, como fazer cumprir as leis de trânsito, encontrar e prender os ladrões, etc. Existem Leis, mas ninguém as aplica, o sistema judicial é uma piada e não há normalmente nenhum recurso para o cidadão que é roubado, enganado ou prejudicado. As pessoas vivem com medo e constroem muros em torno de suas casas ou pagam taxas elevadas para viver em comunidades fechadas.

12.Os brasileiros fazem tudo inconveniente e difícil. Nada é simplificado ou concebido com a conveniência do cliente em mente, e os brasileiros têm uma alta tolerância para níveis surpreendentes de burocracia desnecessária e redundante. Brasileiros pagam impostos altos e taxas de importação que fazem tudo, especialmente produtos para o lar, eletrônicos e carros, incrivelmente caros. E para os empresários, seguindo as regras e pagando todos os seus impostos faz com que seja quase impossível de ser rentável. Como resultado, a corrupção e subornos em empresas e governo são comuns.

13.Está quente como o inferno durante nove meses do ano, e ar condicionado nas casas não existe aqui, porque as casas não são construídas para ser hermeticamente isoladas ou incluir dutos de ar.14.A comida pode ser mais fresca, menos processada e, geralmente, mais saudável do que o alimento americano ou europeu, mas é sem graça, repetitivo e muito inconveniente. Alimentos processados, congelados ou prontos no supermercado são poucos, caros e geralmente terríveis.

15.Os brasileiros são super sociais e raramente passam algum tempo sozinhos, especialmente nas refeições e fins de semana. Isso não é necessariamente uma má qualidade, mas, pessoalmente, eu odeio isso porque eu gosto do meu espaço e privacidade, mas a expectativa cultural é que você vai assistir (ou pior, convidar amigos e família) para cada refeição e você é criticado por não se comportar “normalmente” se você optar por ficar sozinho.

16.Brasileiros ficam muito perto, emocionalmente e geograficamente, de suas famílias de origem durante toda a vida. Como no #16, isso não é necessariamente uma má qualidade, mas pessoalmente eu odeio porque me deixa desconfortável e afeta meu casamento. Adultos brasileiros nunca “cortam o cordão” emocional e sua família de origem (especialmente as mães) continuam a se envolvido em suas vidas diariamente, nos problemas, decisões, atividades, etc. Como você pode imaginar, este é um item difícil para o cônjuge de outra cultura onde geralmente vivemos em famílias nucleares e temos uma dinâmica diferente com as nossas famílias de origem.

17.Eletricidade e serviços de internet são absurdamente caros e ruins.

18.A qualidade da água é questionável. Os brasileiros bebem, mas não morrem, com certeza, mas com base na total falta de aplicação de leis e a abundância de corrupção, eu não confio no governo que diz que é totalmente seguro e não vai te fazer mal ao longo prazo.

19.E, finalmente, os brasileiros só tem um tipo de cerveja (aguada) e realmente é uma porcaria, e claro, cervejas importadas são extremamente caras.

20.A maioria dos motoristas de ônibus dirige como se eles estivessem tentando quebrar o ônibus e todos dentro dele.

br3
21.Calçadas no meu bairro são cobertos com urina e cocô de cães que latem dia e noite.

22.Engarrafamentos de Três horas e meia toda vez que chove.

23.Raramente as coisas são feitas corretamente da primeira vez. Você tem que voltar para o banco, consulado, escritório, mandar e-mail ou telefonar 2-10 vezes para as pessoas a fazerem o seu trabalho.

24.Qualidade do ar muito ruim. O ar muitas vezes cheira a plástico queimado.

25.Ir a Shoppings e restaurantes são as principais atividades. Não há nada pra fazer se você não gastar. Há um parque principal e está horrivelmente lotado.

26.O acabamento das casas é péssimo. Janelas, portas , dobradiças , tubos, energia elétrica, calçadas, são todos construídos com o menor esforço possível.

27.Árvores, postes, telefones, plantas e caixas de lixo são colocados no centro das calçadas, tornando-as intransitáveis.

28.Você paga o triplo para os produtos que vão quebrar dentro de 1-2 anos, talvez.

29.Os brasileiros amam estar bem no seu caminho. Eles não dão espaço para você passar.

30.A melhor maneira de inspirar ódio no Brasil? Educadamente recusar-se a comer alimentos oferecidos a você. Não importa o quão válida é a sua razão, este é considerado um pecado imperdoável aos olhos dos brasileiros e eles vão continuar agressivamente incomodando você para comê-lo.

31.As pessoas vão apertar e empurrar você sem pedir desculpas. No transporte público você vai tão apertado que você é incapaz de mover qualquer coisa, além da sua cabeça.

32.O Brasil é um país de 3° mundo com preços ridiculamente inflacionados para itens de qualidade. Para se ter uma ideia, São Paulo é classificada como a 10ª cidade mais cara do mundo. (New York é a 32ª).

33.A infidelidade galopante. Este não é apenas um estereótipo, tanto quanto eu gostaria que fosse. Homens na sociedade brasileira são condicionados a acreditar que eles são mais ”viris” por saírem com várias mulheres.

34.Zero respeito aos pedestres. Sim, eles não param para você passar. Na melhor das hipóteses, eles vão buzinar.

br4
35.Quando calçadas estão em construção espera-se que você ande na rua. Alguns motoristas se recusam a fazer o menor desvio a sua presença, acelerando a poucos centímetros de você, mesmo quando a pista ao lado está livre.

36.Nem pense em dizer a alguém quando você estiver viajando para o EUA. Todo mundo vai pedir para você trazer iPods, X-Box, laptops, roupas, itens de mercearia, etc. em sua mala, porque eles são muito caros ou não disponíveis no Brasil.

37. A menos que você goste muito de futebol ou reality shows (ou seja, do Big Brother), não há nada muito que conversar com os brasileiros em geral. Você pode aprender fluentemente Português, mas no final, a conversa fica muito limitada, muito rapidamente.

38.Tudo é construído para carros e motoristas, mesmo os carros sendo 3x o preço de qualquer outro país. Os ônibus intermunicipais de luxo são eficientes, mas o transporte público é inconveniente, caro e desconfortável para andar. Consequentemente, o tráfego em São Paulo e Rio é hoje considerado um dos piores da Terra (SP, possivelmente, o pior). Mesmo ao meio-dia podem ter engarrafamentos enormes que torna impossível você andar mesmo em um pequeno trajeto limitado, a menos que você tenha uma motocicleta.

39. Todas as cidades brasileiras (com exceção talvez do Rio e o antigo bairro do Pelourinho em Salvador) são feias, cheias de concreto, hipermodernas e desprovidas de arquitetura, árvores ou charme. A maioria é monótona e completamente idêntica na aparência. Qualquer história colonial ou bela mansão antiga é rapidamente demolida para dar lugar a um estacionamento ou um shopping center.

O Pitohui

O Pitohui é 1º pássaro venenoso descoberto pela ciência.
Seu veneno está localizado em sua pele e penas e pode provocar paralisia no corpo e no coração.

O maior filantropo da história

Você sabe quem é o maior filantropo da história? Este senhor de cartola na esquerda da foto doou um valor total de incríveis U$ 1,4 bilhão ao longo de toda a sua vida, ou US$ 664 bilhões em valores atualizados ( R$ 1,2 trilhão), um recorde até hoje.

A baleia-jubarte

A baleia-jubarte não está mais ameaçada de extinção graças ao Brasil.

"A baleia-jubarte não está mais ameaçada de extinção graças ao Brasil."

JACK, O ESTRIPADOR

Jack, o Estripador foi o pseudônimo dado a um assassino em série não-identificado que agiu no distrito de Whitechapel em Londres na segunda metade de 1888. O nome foi tirado de uma carta, enviada à Agência Central de Notícias de Londres por alguém que se dizia o criminoso.

Suas vítimas eram mulheres que ganhavam a vida como prostitutas. Duas delas tiveram a garganta cortada e o corpo mutilado. Teorias sugerem que, para não provocar barulho, as vítimas eram primeiro estranguladas, o que talvez explique a falta de sangue nos locais dos crimes.

A remoção de órgãos internos de três vítimas levou oficiais da época a acreditarem que o assassino possuía conhecimentos anatômicos ou cirúrgicos, os jornais, cuja circulação crescia consideravelmente durante aquela época, deram ampla cobertura ao caso, devido à natureza selvagem dos crimes e ao fracasso da polícia em efetuar a captura do criminoso que tornou-se notório justamente por conseguir escapar impune.

Devido ao mistério em torno do assassino nunca ter sido desvendado, as lendas envolvendo seus crimes tornaram-se um emaranhado complexo de pesquisas históricas genuínas, teorias conspiratórias e folclores duvidosos. Diversos autores, historiadores e detetives amadores apresentaram hipóteses acerca da identidade do assassino e de suas vítimas.

Ao longo da história muitos foram apontados como suspeitos tanto pela polícia como por historiadores investigadores, porém até hoje nada foi comprovado oficialmente. Muitas das teorias foram baseadas nas cartas enviadas ao escritório da Agência Central de Notícias, e sugerem que o assassino seria um homem, jovem e de classe baixa, com um nível de educação rudimentar.

Estudos avançados e recentes vêm a crer que pode ter sido um médico da época que concretizou o primeiro ataque e os restantes virem de seguida a aproveitar a maré psicopata.

"JACK, O ESTRIPADOR 

Jack, o Estripador foi o pseudônimo dado a um assassino em série não-identificado que agiu no distrito de Whitechapel em Londres na segunda metade de 1888. O nome foi tirado de uma carta, enviada à Agência Central de Notícias de Londres por alguém que se dizia o criminoso.

Suas vítimas eram mulheres que ganhavam a vida como prostitutas. Duas delas tiveram a garganta cortada e o corpo mutilado. Teorias sugerem que, para não provocar barulho, as vítimas eram primeiro estranguladas, o que talvez explique a falta de sangue nos locais dos crimes. 

A remoção de órgãos internos de três vítimas levou oficiais da época a acreditarem que o assassino possuía conhecimentos anatômicos ou cirúrgicos, os jornais, cuja circulação crescia consideravelmente durante aquela época, deram ampla cobertura ao caso, devido à natureza selvagem dos crimes e ao fracasso da polícia em efetuar a captura do criminoso que tornou-se notório justamente por conseguir escapar impune.

Devido ao mistério em torno do assassino nunca ter sido desvendado, as lendas envolvendo seus crimes tornaram-se um emaranhado complexo de pesquisas históricas genuínas, teorias conspiratórias e folclores duvidosos. Diversos autores, historiadores e detetives amadores apresentaram hipóteses acerca da identidade do assassino e de suas vítimas.

Ao longo da história muitos foram apontados como suspeitos tanto pela polícia como por historiadores investigadores, porém até hoje nada foi comprovado oficialmente. Muitas das teorias foram baseadas nas cartas enviadas ao escritório da Agência Central de Notícias, e sugerem que o assassino seria um homem, jovem e de classe baixa, com um nível de educação rudimentar. 

Estudos avançados e recentes vêm a crer que pode ter sido um médico da época que concretizou o primeiro ataque e os restantes virem de seguida a aproveitar a maré psicopata."