AS MULHERES DA MONGÓLIA SÃO AS MAIS BONITAS?

A Mongólia é um país distante que fica entre a China a Rússia. Por aqui, muitos só conhecem o termo “mongol” para sacanear amigos e amigas quando crianças.

Mas a Mongólia é muito mais do que isso. Um país cheio de cultura e tradições que a extrema maioria de nós não faz ideia. Hoje iremos focar num aspecto mais óbvio desse povo: a aparência. Como se parece uma mulher mongol? Muitos não sabem. Os homens, por outro lado, são mais reconhecidos como mongóis, talvez pelas feições mais marcantes mesmo.

Você não sabe o que está perdendo…mulheres mongóis são lindas, exuberantes e têm algo extremamente marcante, uma química que transcende o olhar. Tá na hora de você conhecê-las:

mongólia

mongólia

mongólia

mongólia

theres-something-exotic-about-mongolian-women-14

theres-something-exotic-about-mongolian-women-13

theres-something-exotic-about-mongolian-women-12

theres-something-exotic-about-mongolian-women-11

theres-something-exotic-about-mongolian-women-2

theres-something-exotic-about-mongolian-women-5

theres-something-exotic-about-mongolian-women-3

theres-something-exotic-about-mongolian-women-26

theres-something-exotic-about-mongolian-women-10

theres-something-exotic-about-mongolian-women-1

E aí, são ou não são lindas? É extremamente curioso como as vezes não fazemos ideia de como se parecem os seres humanos que vivem no mesmo planeta que nós…

Dr. Masaichi Fukushi, o médico japonês que colecionava peles tatuadas.

O Dr. Fukushi foi um patologista nascido em 1878 que, devido a seu estudo a respeito de sinais como verrugas e manchas na pele humana, em 1907, acabou se interessando pela tatuagem, ao descobrir que era possível comparar com mais facilidade o movimento do pigmento dos sinais por meio do estudo do movimento do pigmento aplicado em peles tatuadas.

Em 1920, o Dr. Fukushi aceitou um cargo no Mitsui Memorial Hospital, no centro de Tóquio, onde teve contato com diversas pessoas tatuadas nos moldes japoneses tradicionais. O hospital Mitsui era uma instituição de caridade que atendia as classes mais baixas e, à medida em que os tatuados faleciam, por doença ou velhice, Fukushi realizava as autópsias e preservava suas peles.

Também desenvolveu um método de tratamento e preservação especificamente da camada dermal que continha a tatuagem, podendo esticá-las e colocá-las em molduras sobrepostas com vidros, possibilitando que pesquisas médicas posteriores também pudessem ser feitas.

O projeto de Fukushi teve total cooperação dos tatuados, com quem mantinha boas relações e dividia o pesar de que trabalhos feitos tão meticulosamente fossem perdidos com a morte de quem os carregava. O médico até chegou a ajudar financeiramente aqueles que não tinham condições de terminarem suas tatuagens, pagando para completarem seus fechamentos. Com sua atitude, Fukushi se tornou extremamente respeitado e admirado entre os grandes mestres japoneses da tatuagem, sendo convidado, inclusive, para ser jurado em convenções.

Ao longo de sua vida, o doutor catalogou mais de 2 mil desenhos, juntamente com informações detalhadas sobre os “donos” das tatuagens e suas peles, além de ter colecionado mais de 3 mil fotos.

A custódia da coleção de peles tatuadas do médico passou para as mãos de seu filho, Katsunari Fukushi, que, tendo visitado vários estúdios com seu pai quando era apenas um garoto, acabou por seguir seus passos, tornando-se um patologista que se dedicou a estudar o câncer e um amante da arte da tatuagem japonesa. Ele chegou também a preservar e guardar peles tatuadas, adicionando mais de vinte exemplares à coleção. Ironicamente, pai e filho nunca chegaram a fazer tatuagens em si.

Homem Negro

Homem Negro chora observando um protesto da Klu Klux Klan. Duas horas depois ele foi morto por membros da seita.

China

A China está prestes a inaugurar a maior e mais alta ponte de vidro do mundo. Com 370 metros de comprimento e mais de 400 metros de altura, localizada no Parque Nacional de Zhangjiajie.

O DONO MAIS CRUEL DO MUNDO É DESMASCARADO

Um homem foi declarado culpado de tortura animal após ser acusado de fechar o focinho de um cachorro com fita adesiva. E mereceu, né? As imagens da bull terrier…
feat1

Um homem foi declarado culpado de tortura animal após ser acusado de fechar o focinho de um cachorro com fita adesiva. E mereceu, né? As imagens da bull terrier Caitlyn foram rapidamente espalhadas pela Internet, onde instantaneamente despertaram a pena e a raiva de muita gente.

A polícia acredita que um homem de 41 anos chamado William Leonard Dodson seja o responsável pelo crime. Ele foi preso nessa segunda-feira. A língua da cachorrinha tinha ficado presa entre seus dentes por dias até que ela foi descoberta.

1a

Caitlyn foi encontrada abandonada na vizinhança, e um morador preocupado a levou para o consultório veterinário de uma ONG chamada Charleston Animal Society. Os médicos do local vêm cuidando muito bem dela, mas ainda estão com medo de que ela perca a língua por conta dos ferimentos. “Nós temos muitas esperanças,” disse um porta-voz da ONG.

“Mas ainda estamos esperando para ver como o corpo dela irá se recuperar por conta própria,” acrescentou. A população local se mobilizou e agradeceu à polícia por terem prendido o responsável. Todos estavam completamente indignados com o que fizeram com a pobre Caitlyn.

E esse é o rosto do canalha, William Leonard Dodson:

1b

A seguir você confere um vídeo que mostra um pouco da recuperação de Caitlyn:VEJA O VÍDEO NO COMENTÁRIO 

Os Vingadores

“Os Vingadores” era o nome de uma equipe de assassinos judeus que matava criminosos de guerra nazistas após a 2ª Guerra Mundial.

Cratera de Darvaz

Cratera de Darvaz, Turcomenistão, também conhecida de Porta para o Inferno, é um campo de gás natural. Com 70 metros de diâmetro, a cratera vem queimando continuamente desde 1971, alimentada pelos ricos depósitos de gás natural. Ela exala um forte cheiro de enxofre que pode ser sentido a quilômetros de distância.