7 lugares mais estranhos onde um cadaver ja foi encontrado

39103296E

Você já andou por aí nas ruas e lugares e encontrou alguns objetos, coisas perdidas ou pertences alheios, não é mesmo? E cadáver? Já encontrou algum por aí? Esperamos que não, pois é justamente sobre isso que nós vamos falar nessa matéria.

Se você assistiu ao filme filme Stand By Me é bom deixar de lado aquela história e concentrar nessa matéria. É comum achar dinheiro no chão, um celular esquecido em algum ambiente público ou particular, mas um cadáver não é algo normal. Encontrar um cadáver é uma coisa, mas quando ele está em um tanque de água de hotel ou uma mochila, é outra história. Já imaginou encontrar um corpo sentado em um sofá por 10 anos? Muito bizarro, não é mesmo? Então confira aí alguns lugares estranhos em que corpos já foram achados.

1 – O cadáver em uma esteira de ginástica

4dd0382e4702a4d28b9169228c3f
Este corpo aí na foto é de Kendrick Johnson. Ele foi encontrado enrolado em uma esteira de ginástica em Lowndes County High School, no sul da Geórgia, em janeiro de 2013. Segundo a perícia, depois de cair na esteira, na tentativa de recuperar uma sapatilha, Johnson ficou sufocado. Só que anos mais tarde, descobriram que os órgãos internos do rapaz foram recheados com jornal e a família começou a suspeitar de assassinato.

2 – O corpo no tanque de água

2is86iv

Geralmente, só se descobre um corpo afogado na água quando o seu estado já está bem avançado ou, em muitos casos, quando começa a afetar o gosto da água ou até mesmo o fluxo de distribuição. O corpo da turista canadense Elisa Lam foi retirado de uma cisterna no telhado do Cecil Hotel, bem no centro de Los Angeles. Ao notarem a baixa pressão da água, os turistas hospedados queixaram na direção do lugar sobre esse problema em seus quartos. Daí então, os trabalhadores do hotel foram investigar e encontraram Elisa submersa na água. As causas da morte foram afogamento e transtorno bipolar.

3 – O corpo congelado dentro do elevador

39103296E

Um armazém vago em Detroit se tornou um ambiente assustador depois de um corpo congelado ser descoberto dentro de um poço de elevador. O corpo foi achado por meio de uma reportagem de um telejornal local. Segundo as autoridades, o corpo ficou congelado por cerca de vários meses e a causa da morte foi desconhecida. Ninguém sabe a identificação dele e por qual motivo ele foi parar lá.

4 – No Hospital

Fire-Door-with-Accessories
Os hospitais são ambientes que recebem muitos cadáveres e onde morrem muitas pessoas também, infelizmente. Receber corpos o tempo todo já é mais do que algo normal. No entanto, no San Francisco General Hospital isso começou a mudar. O corpo de Lynne Spalding, de 57 anos de idade, foi encontrado no quarto andar de uma escada bloqueada. Segundo os legistas, a suspeita é de que Lynne estava morta havia vários dias e a causa seria por uma infecção da bexiga.

5 – Sentado em um sofá esperando por 10 anos

a98784_sofa
Policiais encontraram o cadáver de Alan Denis Pring, residente em Bristol, sentado em seu sofá com a estimativa de cerca de 10 anos. Segundo os depoimentos, o corpo estava em estado tão avançado de putrefação que parecia muito com uma pilha de sujeira com ossos saindo dele e à mostra em cima do móvel. O acusado era Alan Derrick, que deixou o homem lá morto e esperando ser encontrado por cerca de 10 anos. Segundo ele, o corpo ficou esquecido devido ao seu medo de contar a alguém sobre a morte, então ele resolveu virar o sofá e deixa-lo por lá.

6 – Dentro de uma mochila

the-north-face-base-camp-duffel-travelbag_3614968

Encontrado morto, preso dentro de um saco de mochila ao pé de sua banheira e em seu apartamento, o espião britânico Gareth Willians acabou tendo este fim curioso, por volta do ano de 2010.  De acordo com o depoimento das autoridades e a equipe de legistas, o ocorrido foi um acidente que pode ter sido uma ato feito por alguém que acabou dando errado ou uma prática sexual feita com uma pessoa que não ocorreu de forma esperada.  Que bizarro ser encontrado dentro de uma espécie de mala e a causa da sua morte ainda ser misteriosa, não é mesmo?

7 – Em um sistema de ar condicionado

1427438527

Um cadáver de um homem foi encontrado no interior do sistema de ar condicionado de um edifício. Em uma vistória de rotina, uma equipe de ajustadores de seguros descobriu o corpo em outubro de 2013. Segundo eles, o cara tentava invadir uma loja de conveniência. Os restos mortais do corpo já estavam decompostos e ficaram presos dentro do duto. A loja ficou fechada por meses.

Anúncios

Partido Nazista

Quando o partido Nazista assumiu a Alemanha, diversas Leis de proteção aos animais foram criadas, o próprio Hitler disse: “No novo Reich, nenhuma crueldade com animais será permitida”.

Pablo Escobar

O traficante de drogas colombiano Pablo Escobar ganhava tanto dinheiro que precisava gastar 2500 dólares por mês em elásticos para agrupar suas pilhas de notas.

ÓSMIO

O ósmio é um elemento químico, símbolo Os , de número atômico 76 (76 prótons e 76 elétrons), com massa atômica 190,23 u está situado no grupo 8 da classificação periódica dos elementos. Trata-se de um metal de transição classificado no grupo da platina. À temperatura ambiente o ósmio encontra-se no estado sólido.

É empregado em algumas ligas com a platina e irídio. Uma liga de ósmio-irídio é usado em implantes cirúrgicos. O seu óxido é usado como oxidante e catalisador em sínteses químicas, e como pós-fixador biológico pela sua capacidade de impregnação em membranas celulares, auxiliando na visualização ultra-estrutural de tecidos em um microscópio eletrônico de transmissão.

Foi descoberto em 1803 por Smithson Tennant analisando resíduos de platina.

Características principais

Na sua forma metálica o ósmio é muito denso, branco azulado, frágil, sólido e brilhante, inclusive a altas temperaturas, mesmo sendo difícil encontra-lo nesta forma. É mais fácil obter o ósmio na forma de pó, mesmo que exposto ao ar tende a formação do tetróxido de ósmio, OsO4. O tetróxido de ósmio é tóxico (perigoso para os olhos), oxidante energético e volátil com um forte odor.

O ósmio tem uma densidade muito alta, similar ao irídio. Tem o ponto de fusão mais elevado e a pressão de vapor mais baixa em relação aos outros metais do grupo da platina.

Os estados de oxidação mais comuns do ósmio são +4 e +3, entretanto os estados de oxidação de +1 a +8 são observados.

É muito resistente a corrosão e ao ataque dos ácidos, dissolvendo-se melhor por fusão.

Aplicações

Devido à extrema toxicidade do seu óxido, o ósmio raramente é usado na forma pura, frequentemente é usado aliado com outros metais, tais como irídio e platina, em aplicações nas quais é necessária uma grande dureza e durabilidade. As ligas de ósmio são quase que inteiramente empregadas em penas de canetas do tipo tinteiro, agulhas de toca-discos, agulhas de bússolas, eixos de diversos instrumentos e em contatos elétricos.

Uma liga de platina-ósmio contendo 10% de ósmio é usado em implantes cirúrgicos como marcapassos e válvulas pulmonares artificiais.

Nas ligas de ósmio com irídio, são denominadas “osmirídio” aquelas que contem maior quantidade de ósmio e “iridiósmio” aquelas que apresentam mais irídio.

O tetróxido de ósmio tem sido usado para a detecção de impressões digitais, nos processos de tingimento (coloração) de tecidos como fixador biológico para observações microscópicas, e em outras técnicas biomédicas.

O tetróxido e o osmato de potássio são oxidantes importantes para a síntese química. O tetróxido é usado comocatalisador na química orgânica.

História

O ósmio (do grego “osme”, que significa “cheiro”) foi descoberto em 1803 por Agnes Smithson Tennant em Londres (Inglaterra), juntamente com o irídio em resíduos de platina dissolvidos em água régia.

ELA ACORDOU TODA ROXA, MAS NÃO ERAM MACHUCADOS E SIM ALGO PIOR

vs

Thea Wilson é uma mulher normal de Burwarton, Shropshire, Inglaterra. Ela tem 37 anos, ganha a vida como vendedora, e resolveu sair com as amigas por uma noite. O problema é que, apesar de não ter bebido nada, quando Thea acordou, encontrou marcas roxas espalhadas pelo seu corpo inteiro. E ela não havia caído nem batido em lugar nenhum.

Isso aconteceu em outubro do ano passado. Ela esperou alguns dias, mas quando viu que as marcas não estavam sumindo, foi ao hospital, que inicialmente a diagnosticou errado. Eles disseram que aquilo era o resultado de um problema de pele, e que não era nada sério.

3a

2977EEAE00000578-0-image-a-4_1433840105118

Nada sério? Será mesmo?

Mas só para garantir, o pessoal do hospital resolveu fazer uma biópsia da medula óssea… E quando o resultado chegou, veio a verdadeira causa daqueles hematomas – leucemia. Ela tinha Leucemia promielocítica aguda, um tipo raríssimo do câncer que só afeta cerca de 100 pessoas por ano no mundo. Ela foi levada às pressas para uma sala isolada do hospital para receber quimioterapia intensiva.

O sangue de Thea não estava coagulando direito, o que a colocou em risco de hemorragias internas. Mas tudo deu certo, e com 6 meses de tratamentos, Thea finalmente entrou em remissão, e agora luta para levantar dinheiro para o hospital que salvou a sua vida.

2977EE1B00000578-0-image-a-14_1433840461651

2977ED8200000578-0-image-m-12_1433840265182

Thea durante a quimioterapia

“Eu realmente estava me sentindo meio pra baixo por meses,” conta ela. “Mas não tinha ideia do porquê. Também não entendi os machucados. Eles eram grandes e roxos, e estavam presentes no meu corpo inteiro… Essa experiência toda foi bem estranha. Mas felizmente deu tudo certo.”

A hematologista disse que ela está em perfeitas condições. Muita sorte de ter achado isso enquanto ainda havia tempo! E você leitor leve isso de lição – hematomas nunca são boa coisa!