Nascer do sol

“Esse cachorro apareceu do nada e nos seguiu uma semana inteira durante nossa semana de expedição no Himalaia, e um dia, quando eu decidi me levantar às 4 da manhã para subir uma montanha, e caminhamos por cerca de 5 kms, para poder ver o nascer do sol, ele me acompanhou também, e no topo, ele ficou sentado nessa posição por 30 minutos.”

Só pela capacidade de apreciar a beleza da criação mostra que esse cachorro tem uma alma e muito mais pura q a nossa…

Campos de extermínio

Campos de extermínio nazistas instalados perto de bordéis eram para aumentar a produtividade e fornecer ao prisioneiro “terapia” para os gays!

Se o Brasil ainda fosse um império, quem seria o imperador do Brasil?

 

Normalmente estudamos muito pouco sobre a proclamação da república no colégio, o fato é que no ano 1889, ou seja, apenas 125 anos atrás, na época da sua bisavô ou trisavô, o Brasil tinha um imperador chamado Dom Pedro II.

Nessa época os militares, então liderados por Manuel Deodoro da Fonseca, foram até a praça que hoje é conhecida como Praça da República, (No Rio de Janeiro), e proclamaram a república, tomando o poder do país para os militares, isso é claro, foi um golpe militar, assim como o que aconteceu anos mais tarde.

D. PEDRO II (1825-1891)

1

Então, o último imperador do Brasil, foi o chamado Dom Pedro II, que governou por 58 anos essa nação, ele então morreu já destronado no ano 1891, ele tinha como filha mais velha a conhecida pela maioria de vocês, Princesa Isabel.

PRINCESA ISABEL (1846-1921)

1
Ela mesma a princesa que aboliu a escravidão enquanto seu pai viajava, essa por sua vez se casou com Gastão de Orleans, membro da realeza francesa por ser neto de Luís Filipe I, rei dos franceses, juntos eles tiveram 3 filhos, Pedro, Príncipe do Grão-Pará, Luís e Antônio Gastão.

D. LUIZ DE ORLEANS E BRAGANÇA (1878-1920)

1
Ele era um cavalheiro, foi para a Primeira Guerra Mundial e se casou com a princesa Maria Pia de Bourbon-Sicílias. Mas morreu jovem, aos 42 anos, e não usufruiu nem um dia do direito ao Império Brasileiro. Sendo assim ele pode ser considerado um marco.

D. PEDRO HENRIQUE (1909-1981)
1

Filho mais velho de d. Luiz, Pedro Henrique teria sido Pedro III por longos 60 anos, de 1921 a 1981. Casou-se com Maria Elizabeth, princesa da Baviera, em 1937, e teve 12 filhos com ela.

Quando nasceu, a família imperial brasileira já estava exilada na França, havia 20 anos. Como seu tio, Pedro de Alcântara, havia renunciado aos seus eventuais direitos ao trono do Brasil em 1908, seu pai, Luís, foi elevado a Príncipe Imperial do Brasil, e ele ao nascer recebeu o título de Príncipe do Grão-Pará, conforme o artigo 105 da Constituição de 1824. Foi batizado na capela do Castelo d’Eu com as águas levadas do Chafariz do Largo da Carioca, no Rio de Janeiro, tendo como padrinhos sua avó paterna, a princesa Isabel do Brasil, e o avô materno, Alfonso, conde de Caserta e chefe da Casa Real das Duas Sicílias.
O príncipe e sua família viviam entre o Castelo d’Eu e o palacete de Boulogne-sur-Seine, ambos pertencentes à Família Imperial. Foi educado primeiramente por sua avó, a princesa Isabel Leopoldina, e por inúmeros preceptores imbuídos em educá-lo como futuro imperador do Brasil.
Em 1920, seu pai faleceu em Cannes, França, vitimado pelos ferimentos adquiridos nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial. Ainda em 1920, o decreto de banimento é revogado, pelo então presidente da República Epitácio Pessoa. O avô de D. Pedro Henrique, conde d’Eu, conduz parte da Família Imperial de volta ao Brasil; todavia, sua avó, a princesa Isabel Leopoldina, não vai, pois estava idosa e adoentada, fazendo com que a viagem não lhe fosse recomendada. Mesmo assim, ficaram pouco no Brasil, pois suas vidas estavam consolidadas na Europa, e resolveram para lá voltar.
Tendo em vista o falecimento do pai em 1920, tornou-se Príncipe Imperial do Brasil, mas em 14 de novembro de 1921, falece no Castelo d’Eu a princesa Isabel, e aos 12 anos ele se torna o Chefe da Casa Imperial do Brasil.
Com a revogação, em 3 de setembro de 1920, do banimento imposto à Família Imperial em 21 de dezembro de 1889, sua mãe, D. Maria Pia de Bourbon-Sicílias, resolveu continuar morando na França, onde achava que ele poderia receber educação mais adequada, com seus irmãos Luís Gastão de Orléans e Bragança e Pia Maria de Orléans e Bragança. Formou-se em Ciências Políticas e Sociais pela Universidade de Sorbonne, na França. Em 1925, aos 16 anos, o governo brasileiro indeferiu o seu pedido para servir nas Forças Armadas.

E então, quem seria o atual imperador do Brasil?

Senhoras e senhores, sem mais delongas apresento a vocês D. Luiz de Orleans e Bragança, nascido em 1938, ainda vivo e forte.

1
Atual chefe da Casa Imperial do Brasil, d. Luiz nasceu na cidade de Mandelieu, na França, em 6 de junho de 1938. Ele só conheceu o Brasil quando veio para cá no fim da Segunda Guerra Mundial. Mais tarde, voltou à Europa para estudar química na Universidade de Munique. Desde 1967, vive em São Paulo, se hoje em dia ainda existisse o trono no Brasil ele pertenceria a D. Luiz de Orleans e  Bragança por direito.

Se fosse imperador, estaria reinando como Sua Majestade Imperial e Real, Dom Luís I, Por Graça de Deus, e Unânime Aclamação dos Povos, Imperador Constitucional e Defensor Perpétuo do Brasil.

Um apartamento francês trancado desde a 2° Guerra Mundial

Um apartamento de luxo em Paris foi descoberto quase 70 anos após a última vez que alguém entrou nele. Uma verdadeira cápsula do tempo. O imóvel foi abandonado quando as tropas nazistas ameaçaram conquistar a França, a dona do local fugiu para o sul do país em busca de refúgio e nunca mais voltou ao apartamento, que se manteve trancado até o ano de 2010, quando a proprietária morreu. Ele foi aberto por peritos para avaliar a propriedade da falecida, eles definiram o local como “um lugar onde o tempo parou em 1900″.

No local foram encontrados objetos raríssimos de alto valor histórico, um fogão a lenha, tapeçaria nobre, animais em taxidermia e até mesmo uma obra desconhecida do pintor Giovanni Boldini, que viveu no século 19. A pintura foi vendida a um preço recorde entre as obras do italiano, 2,1 milhões de euros.

ap2

ap3

ap4

ap5

ap6

Fonte: História Ilustrada

Ian Somerhalder

O ator Ian Somerhalder, que todo mundo já conhece, está a frente de uma campanha MUNDIAL pedindo às pessoas que assinem uma petição para o governo da China proibir o ato de matar cães!

É uma campanha mega séria, importante e que está sendo acolhida por artistas, políticos e personalidades de todo o planeta.Ajude também: https://www.change.org/p/president-of-the-people-s-republic-of-china-stop-the-yulin-dog-meat-eating-festival

Quer saber o que deixa seu cão animado? Veja nessas fotos

Muitos de nós tratam nossos cães como pessoas. Sendo assim, por que não deixá-los se aproveitar da moda de fotografar tudo que os chame a atenção, também?

Mas do que os cães querem tirar fotos? Com um novo sistema de câmera fotográfica anexada a monitor cardíaco, a Nikon pode te ajudar a descobrir.

cao tira fotografias nikon

Ao colocar esse produto nos animais de estimação, a câmera tira uma foto automaticamente quando algo lhes interessa.

O monitor de frequência cardíaca é usado como uma cinta em volta do pescoço do cão. A câmera é colocada no peito do animal, e as duas tecnologias se comunicam via Bluetooth. Quando a frequência cardíaca do animal sobe – o que pode acontecer quando ele está animado ou com medo -, a câmera tira uma foto.

Confira as imagens feitas pelo aparelho quando um cachorro chamado Grizzler o estava usando:

cao foto batidas do coracao (1)

cao foto batidas do coracao (2)

cao foto batidas do coracao (3)

cao foto batidas do coracao (4)

cao foto batidas do coracao (5)

cao foto batidas do coracao (6)

cao foto batidas do coracao (7)

cao foto batidas do coracao (8)

cao foto batidas do coracao (9)

cao foto batidas do coracao (10)

cao foto batidas do coracao (11)

cao foto batidas do coracao (12)

cao foto batidas do coracao (13)

Ainda não foi divulgado se o sistema estará disponível para venda. Aposto que muitos proprietários de cães se interessariam pelo produto, para descobrir o que faz seus animaizinhos pularem de alegria, ou de pavor!

Peixe gigante engole TUBARÃO em uma única bocada

mero engole tubarao

Pescadores esportivos na costa de Bonita Springs, na Flórida (EUA), capturaram imagens de um mero abocanhando um tubarão galha-preta no início deste mês.

O mero (Epinephelus itajara) é um peixe, mas não qualquer peixe: é uma das maiores espécies marinhas, podendo chegar a mais de 400 quilos e medir até quase 3 metros.

Já o tubarão-galha-preta (Carcharhinus melanopterus) do vídeo não parece tão grande, mas esse animal também não é indefeso: se alimenta de peixes e tubarões jovens de outras espécies e pode medir até 3 metros.

Por isso, as imagens são tão interessantes: elas transformam nossa expectativa do tubarão como o predador de topo.

Quando pensamos em tubarões, geralmente os imaginamos como os animais que comem e matam o que quiserem. Mas não é sempre assim. Na realidade, diferentes espécies de tubarões vivem em diferentes ecossistemas oceânicos, e podem ocupar qualquer lugar dentro de uma determinada cadeia alimentar, não necessariamente o topo.

Em habitats como as águas costeiras rasas da Flórida, por exemplo, peixes grandes como o mero são conhecidos por predar tubarões galha-preta.