Quem foi a pessoa que mais matou no mundo?

Mao Tsé-Tung matou 78 milhões, enquanto Josef Stalin 23 milhões e Hitler 17 milhões.

3 comentários

  1. Não posso concordar pois quando estudei aprendi que em registros arqueólogos o pior holocausto registrado que se tem notícias depois do extermínio entre os Homo sapiens contra os Homo neanderthalensis, foi o efetuado pelo então Soba Ce Niamby na África Bantu com mais de 350 milhões de Mbuti (Pigmeus) no antigo Reino do Kongo e que depois passou a ser de Ndongo e de Matamba pela Rainha N’Zinga.
    Interessante que lemos separamos como documentação e quando tentamos apresentar não achamos, mas fica aqui pelo menos uma matéria atual sobre a pratica que ainda ocorre por lá.

    “Pigmeus denunciam canibalismo no Congo

    Nas montanhas das densas florestas do nordeste do Congo, Amzati Njogi viu rebeldes comerem sua mãe, seu irmão, sua irmã e seus dois filhos pequenos. Quando os rebeldes chegaram, Njogi, um pigmeu da região de Ituri, estava fora, caçando. “Vou lhes contar o que vi exatamente”, disse, enrijecendo o corpo de 1,2 metro de altura. “Vi coisas más acontecendo. Ouvi pessoas gritando. Minha mãe, minha irmã. Decidi me aproximar para ver o que estava acontecendo. Tudo estava quieto.”
    Ao se aproximar da casa de sua família, Njogi viu homens armados. “Vi-os com facões cortando a garganta de alguém. E havia uma grande fogueira. Pedi a Deus que me salvasse.” O pigmeu aproximou-se ainda mais. “Observei tudo por um tempo. Então vi que eles os estavam cozinhando no fogo e jogando sal”, declarou. “Vi-os matá-los, dividi-los e comê-los. Corri por um dia inteiro até chegar à casa de meu tio.”

    Njogi é uma das muitas testemunhas de atrocidades que aconteceram na região de Ituri nos últimos meses. Muitos contam casos de estupros, de meninas de 12 ou 14 anos, e histórias de saques em grande escala. Os rebeldes que atravessam o nordeste do Congo aterrorizaram a população civil, obrigando milhares de pessoas a abandonar suas casas e passar meses nas estradas.

    As histórias sobre casos de canibalismo, dos quais seriam vítimas apenas os pigmeus e os membros da tribo banto Nande, habitantes da região, viajaram o mundo. É difícil confirmar essas histórias ou determinar em que escala o canibalismo acontece.

    Autoridades enviadas para investigar os abusos de direitos humanos em Ituri disseram acreditar que o consumo de carne humana acontece em razão de motivos ritualísticos, e não por causa da falta de alimentos. Mas os relatos são assustadores o suficiente para colocar em fuga centenas de pigmeus. Acredita-se que há 40 mil deles vivendo em Ituri.

    A guerra no Congo, que envolveu seis Forças Armadas, vários grupos rebeldes e muitas milícias, começou em 1998 e já matou cerca de 2 milhões de pessoas.

    Reuters”

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s