O CÃO-GUIA QUE VOLTOU PARA SALVAR O DONO NO ATAQUE DE 11 DE SETEMBRO

No dia 11 de setembro de 2001, Omar Eduardo Rivera, um técnico de informática cego, estava trabalhando no 71 º andar do World Trade Center com seu cão-guia, Dorado. Quando o avião sequestrado atingiu a torre, Rivera sabia que levaria muito tempo para evacuar o prédio, mas ele queria que seu labrador corresse para ter uma chance de sair. Foi assim que ele soltou a coleira do cachorro ao descer as escadas lotadas e deu ordem para que ele seguisse.

Nesse momento, Dorado foi arrastado pela massa que tentava a todo custo sair do local, mas poucos minutos depois Rivera sentiu o cão acariciando suas pernas. O cachorro e um colega de trabalho ajudaram o cego a descer 70 lances de escadas, o que levou quase uma hora. Logo depois que eles escaparam da torre, o prédio desabou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s