As mais Belas Paisagens Naturais do Mundo

Estas dez imagens parecem ser cenários de filmes que se passam em um fantástico mundo distante. Um planeta onde rochas têm forma de onda, pirâmides se erguem no meio do mar e pedras de 300 quilos se movem sozinhas. Acontece que estes lugares existem e estão aqui na Terra, mais próximos do que poderíamos imaginar.

As incríveis paisagens se formaram com o passar de milhões de anos, devido a processos de erosão e glaciação ou foram transformadas pela erupção de vulcões. Algumas, no entanto, ainda são um mistério para os cientistas, como o lago cor-de-rosa na Austrália. A única certeza é que são formações geológicas. Aqui, a arquitetura impressionante foi criada sem o dedo do homem.

Veja algumas das mais belas e impressionantes paisagens naturais:

A Onda, em Utah, nos Estados Unidos
A erosão deu à pedra o formato de uma onda
A erosão deu à pedra o formato de uma onda

A onda é uma formação de rocha de arenito localizado perto da fronteira Arizona-Utah, nas encostas do Coyote Buttes. esta pedra é famosa entre os caminhantes e fotógrafos pelas suas cores, formas ondulantes, e o caminho robusto e sem trilhas necessário para lá chegar. A formação geológica tem aproximadamente 190 milhões de anos e data da Era Jurássica.

Lago Crater, em Oregon, nos Estados Unidos
Este lindo lago azul, cercado por montanhas, foi formado há cerca de 150 anos pela erupção do vulcão Mount Mazama, ao centro

Este lago é o principal atrativo do Parque nacional do lago Crater e é famoso pela sua cor azul profunda e claridade da água. Não há rios que fluam para dentro ou para fora do lago; a evaporação é compensada pela chuva e neve, a uma taxa tal que a quantidade total de água é substituído a cada 250 anos. É o lago mais profundo dos Estados Unidos e o sétimo do mundo.

3 – Pirâmide Ball, na Austrália
É a pedra no mar mais alta do mundo e tem formato de pirâmide

O topo alcança 562 metros de altura. A ilha foi formada por processos geomorfológicos, como tempo, vento e água há sete milhões de anos atrás.

4 – O Grande Buraco Azul, em Belize
Tem 300 metros de diâmetro e 124 metros de profundidade
Tem 300 metros de diâmetro e 124 metros de profundidade

Este buraco submarino é uma das principais atrações do mundo para mergulhadores que buscam aventura. A formação geológica era, na verdade, uma caverna vertical nos períodos glaciais, quando o nível do mar era bem mais baixo. É visível do espaço.

5 -Tsingy, no Parque Nacional de Ankarana, em Madagascar
É um carpete de rochas pontiagudas, onde é impossível qualquer forma de vida, além de algumas poucas plantas que suportam o solo árido
É um carpete de rochas pontiagudas, onde é impossível qualquer forma de vida, além de algumas poucas plantas que suportam o solo árido

O Parque Nacional de Ankarana é uma das áreas protegidas mais acessíveis de Madagáscar.Em vários pontos da ilha há um fenómeno natural resultante da corrosão de rochas calcárias pela água da chuva: os tsingy, áreas de relevo cárstico que aqui são extensas e espetaculares.

6- Puente del Inca, Argentina
A ponte de pedra natural, coberta por tapetes de bactérias alaranjadas e amarelas brilhantes criadas por fontes de enxofre naturais

É um arco natural que forma uma ponte sobre o rio Vacas, um afluente do rio Mendoza. Está localizado na província de Mendoza, Argentina, perto de Las Cuevas.

7 – Anfiteatro Bryce, no Parque Nacional Bryce Canyon, em Utah, nos Estados Unidos
A erosão das pedras criou um lindo cenário, como se cada peça tivesse sido esculpida à mão
A erosão das pedras criou um lindo cenário, como se cada peça tivesse sido esculpida à mão

O Bryce Canyon é um dos mais pequenos parques dos Estados Unidos, mas também é um dos mais bonitos. está localizado na parte sudoeste do Utah. O que vemos é o resultado do TRABALHO feito pela erosão de água, gelo e outras intempéries.

8 –  Lago Hiller, na Austrália
Até hoje, cientistas não conseguiram explicar o porquê da água deste lago ser rosa. Só o que se sabe é que a cor não é consequência da presença de algas
A cor rosa vem de uma alga chamada Dunaliella salina

O lago é separado do Oceano Atlântico apenas por um estreito corredor de dunas, e é nomeado por suas águas cor de rosa, causadas por Dunaliella salina algas. As algas produzem um pigmento vermelho para auxiliar na absorção de luz, que fornece energia para criar ATP. A cor é particularmente visível durante a estação seca (de novembro a junho) e é menos visível durante a estação chuvosa (julho a outubro).

9 – Pedras Deslizantes, no Vale da Morte, na California, nos Estados Unidos
Estas pedras pesam cerca de 300 quilos cada
Estas pedras pesam cerca de 300 quilos cada

No entanto, as marcas no chão comprovam que elas estão se movendo. Parece que o segredo das pedras deslizantes já foi descoberto: cacos de gelo parecidos com os estilhaços de uma vidraça carregam as pedras (do mineral dolomita) pelo terreno conforme sopra um vento leve, fazendo com que elas “velejem” na lama.

10 – Pedra Elefante, Vale do Parque do Fire State, Estados Unidos
A formação rochosa de arenito natural,  que se parece com um elefante
A formação rochosa de arenito natural, que se parece com um elefante

Seu nome deriva de formações de arenito vermelho, formados a partir de grandes dunas de areia durante a idade dos dinossauros.

Estas características, que são a peça central das atrações do parque, e muitas vezes parecem estar a arder quando se refletem os raios de sol.

 

.

 

Príncipe saudita

Príncipe saudita vai doar fortuna de 100 bilhões de reais, Alwaleed bin Talal declarou nesta quarta-feira que pretende doar toda a sua fortuna para organizações de caridade que trabalham na área da educação, na luta contra doenças e no âmbito dos direitos da mulher.