Especies Raros de Repteis

Phrynocephalus

 

Phrynocephalus é um lagarto de médio porte do Agamidae família. O comprimento do corpoé 8-11 cm, a cauda é aproximadamente igual ao comprimento do corpo. Habita as dunas de areia da Ásia Central e no Cazaquistão. A coloração deste lagarto não é muito brilhante – é decor de areia, mas o seu comportamento é muito interessante. Ele é chamado de “farpado” por causa das dobras nos cantos da boca. Quando o lagarto tem medo, estas dobras são preenchidas com sangue e aumentar o seu tamanho. Agamas Sapo desdobrá-los longe desempre. Mais frequentemente com a visão de um predador que se enterram na areia pelos movimentos laterais do corpo durante um par de segundos.
Em contraste com a maioria dos lagartos, todos Āgamas sapo do género Phrynocephaluscomunicam um com o outro por meio de ondulação da cauda. Sapo barbudo agama tem um comportamento muito impressionante, especialmente os homens. Freqüentemente pela manhã um homem está de pé em um duna e girando sua cauda informar a todos que a área é ocupada. Depois rodou com sua cauda em um lugar, ele vai para outro. Com isso, ele está girando para direções diferentes, de modo que todos os concorrentes podem vê-lo. Às vezes, ele visita o território da fêmea. No território de um macho geralmente estão localizados 2-4sites individuais de fêmeas e muitos sites individuais dos espécimes jovens. Fêmeas enrolarsuas caudas com menos freqüência, e seus movimentos são menos diversificadas.Praticamente não existem encontros entre eles. 

Camaleão-de-jackson

O Camaleão-de-jackson ou Chamaleo jacksonii (nome científico) pode chegar até 32 centímetros.Este réptil tem três chifres de até 5 centímetros, por isso que também é chamado de Camaleão de três chifres.Pode viver até 10 anos em cativeiro e 6 na natureza.Alimenta-se de insetos, aranhas e escorpiões.Vive em Madagáscar.Réptil de cara espinhosa, persegue as presas a uma velocidade tão baixa que a incrível rapidez do ataque final é uma surpresa explosiva.O camaleão supera as presas em esperteza, com uma mortal combinação da camuflagem fria e calculista, e um armamento sofisticado.O camaleão se aproxima das vítimas com um cuidado enorme.Ao se aproximar, os olhos travam na presa.Então, em um lampejo, ele solta a língua, sua arma secreta.

Lagarto espinhoso do Texas

O lagarto conhecido como “lagarto espinhoso do Texas” (Phrynosoma cornutum) (figura 1) é uma das 14 espécies de largatos espinhosos dos EUA, onde também é conhecido como “sapo espinhoso” apesar de, obviamente, não ser um sapo (esse é apenas um exemplo da confusão que os nomes comuns das espécies podem causar, mas isso fica pra outro post). Como vocês saberão lendo esse post, é um animal muito bem adaptado ao ambiente em que vive.

Essa espécie de lagarto alimentam-se apenas de insetos, sendo que cerca de 70% destes são formigas do gênero Pogonomyrmex. Essas formigas são conhecidas por possuírem um veneno muito forte, mas não causam nenhum perigo para o Phrynosoma cornutum, que as captura com a língua e as engole imediatamente. As formigas vão direto para a garganta do lagarto, onde há um tipo de muco que as imobilizam efetivamente. Dessa forma, o lagarto pode alimentar-se de várias dessas formigas por vez sem se machucar. O restante da dieta é complementa com gafanhotos, besouros e cupins. 

Lagarto-Tatu

Lagarto-tatu Cordylus cataphractus é uma espécie de lagarto pertencente ao gênero Cordylus, da família Cordylidae. Entre 15 e 20 centímetros de comprimento, esses lagartos habitam os desertos do sul da África, possuem escamas pontudas para proteção, são ovovivíparos e se alimentam principalmente de insetos. Vivem em pequenos grupos e hibernam durante o inverno.

Esse lagarto exibe características marcantes, como o cuidado com a prole, muito raro em répteis, mas a característica que lhe trouxe fama e o apelido de “lagarto-tatu” é o mecanismo de defesa no qual este lagarto morde a ponta da cauda e se enrola formando uma bola de escamas pontiagudas. Acredita-se que ele faça isso para proteger sua barriga desarmada dos predadores, um comportamento também observado em crustáceos como o tatuzinho e mamíferos como o tatu.

Dragão voador (Draco sp.)


Dragão voador (Draco sp.), estes lagartos parecem com dragões como os das mitologias, e realmente existem: encontrados na Ásia, possuem as “asas” (membranas cientificamente chamadas de patágio) que permitem que o animal consiga planar de um galho ao outro, escapando assim de predadores. Esses lagartos se alimentam de insetos, chegam a medir cerca de 20 cm e, apesar da cor forte e da crença de nativos dos locais ondem esses animais vivem, não são venenosos. As espécies mais conhecidas deste gênero são o ‘D. volans’ e o ‘D. beccarii’

Basilisco

O basilisco (Basiliscus basiliscus) é uma espécie de lagarto da família Corytophanidae encontrado próximo a rios e lagos nas selvas das Américas central e do sul. Alimenta-se de insetos, ovos, flores e pequenos vertebrados como aves e peixes. Seu tempo de vida em cativeiro dura entre 7-8 anos, mas na natureza ele raramente vive tanto, pois possui muitos predadores naturais como aves de rapina, serpentes e mamíferos carnívoros. Possui normalmente 25 centímetros de comprimento, mas alguns indivíduos podem chegar a 75.
Sua característica mais famosa é a habilidade (compartilhada com os outros lagartos do gênero Basiliscus) de correr sobre a água sem afundar. Habilidade que lhe rendeu o apelido em inglês de Jesus Christ lizard (lagarto Jesus Cristo). Essa habilidade incrível ocorre devido à anatomia das patas traseiras do lagarto, com seus dedos bem alongados e unidos uns aos outros por membranas de pele, para distribuir melhor o peso do animal. Quanto menor (e mais leve) o indivíduo, maior a distância percorrida sem afundar. Para um ser humano possuir essa mesma habilidade, precisaria correr a 104km/h.

Green iguana

Iguana é um género de répteis da família Iguanidae, característico das zonas tropicais das Américas: América Central, norte do Brasil e região central do México.
O iguana da espécie Iguana iguana, também chamado de iguana-verde, é um dos répteis mais criados em cativeiro.
Têm hábitos arborícolas, isto é, vivem em árvores, podendo atingir 180 cm. Quando novos, os iguanas possuem uma coloração verde intensa, já quando maiores, apresentam, ao longo do corpo, listras escuras. A cauda de uma iguana possui dois terços do comprimento total do corpo. Iguanas podem ser criadas em terrário tropical húmido, por habitar florestas tropicais.

Iargato de gola

Chlamydosaurus kingii ou lagarto-de-gola1 é uma famosa espécie de lagarto da família Agamidae que habita os desertos da Austrália e é popularmente chamado de lagarto de gola ou lagarto-dragão-australiano. É a única espécie do gênero Chlamydosaurus.Esta espécie é famosa pela sua extensão de pele suportada por estruturas decartilagem saindo da parte de traz da cabeça, que o lagarto pode abrir para parecer maior e assustar seus predadores. Alguns acreditam que a estrutura também ajuda o lagarto a regular a temperatura de seu corpo.

Iargato de nariz saliente (Lyriocephalus scutatus)

 

Uma em cada cinco espécies de répteis pode sumir. 

Durante milênios, os répteis conseguiram viver sossegados nos mais variados habitats terrestres e marinhos do planeta. Não mais. Atualmente, uma em cada cinco espécies de répteis está ameaçada de extinção, segundo um levantamento inédito divulgado hoje pela Sociedade Zoológica de Londres (ZSL), juntamente com a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

O estudo, publicado na revista Biological Conservation, é o primeiro de seu tipo a apresentar o estado de conservação de répteis em todo o mundo. Mais de 200 especialistas avaliaram o risco de extinção de 1.500 espécies de répteis, selecionados de forma aleatória.

Lagarto-pinóquio

O raro lagarto-pinóquio (Anolis proboscis), descoberto em 1953 e considerado extinto há pelo menos 50 anos pelos biólogos, foi fotografado por integrantes de uma companhia ecoturística no Equador. Conhecido como anole-de-chifre-equatoriano, essa estranha criatura recebeu esse nome devido a uma protuberância como a de um rinoceronte, que cresce em seu focinho. Por ter uma aparência semelhante ao famoso boneco com nariz grande, o animal foi chamado de pinóquio.

LAGARTO TATU

 deserto é o lar de diferentes espécies e animais incomuns que sobrevivem em situações completamente adversas. Um exemplo perfeito dessa teoria é o lagarto mais difícil de ser encontrado no deserto, que é o lagarto tatu. Só de olhar para a sua aparência física, o lagarto mostra um exterior resistente que pode se proteger de um ataque ou das condições climáticas mais adversas.

Este réptil só pode ser encontrado nos desertos do Sul da África e tem a capacidade de moldar-se como uma bola com a cauda em sua boca para se proteger. Foi dado vários apelidos, devido à sua aparência. Alguns desses são o tatu lagarto dourado, tatu da cauda espinhosa e tatu cinto de lagarto.

O exterior acastanhado e cheio de espinhos deste lagarto torna mais fácil para ele se camuflar no deserto. Eles costumam crescer até 9 centímetros e pode ser muito perigoso. Mesmo com seu exterior resistente, esta criatura está sendo vendida em lojas de animais, porque eles podem ser facilmente domesticados.

Apesar de ser uma especial diferente e interessante, o lagarto tatu deve ser mantido em seu habitat natural para evitar a extinção e para manter o equilíbrio dos ecossistemas.

Camaleão-pigmeu-ocidental

Um dos camaleões mais pequenos do mundo, o camaleão-pigmeu-ocidental (Rhampholeon spectrum), mede cerca de 7-10 cm de comprimento e vive em florestas de chuva, perfeitamente camuflado pela sua cor e forma de folha. Possui uma capacidade de mudar de cor muito limitada e caça entre a manta morta e em ramos baixos, passando a noite escondido em arbustos.

Camaleão de Parson

Pouco mais pequeno que o camaleão-gigante, o camaleão de parson (Calumma parsonii) mede cerca de 50-60 cm de comprimento, sendo um animal muito robusto e corpulento. A sua cor é geralmente esverdeada, mas pode ser também azulado. O macho é mais colorido, com um casco maior no cimo da cabeça e um corno achatado e verrugoso ao contrário da fêmea. Vive quase sempre nas árvores e caso se sinta ameaçado, dilata o corpo, silva ou morde e pode-se tornar mais colorido para afugentar os inimigos. 

lagarto iridescente

Lagarto

Uma nova espécie de lagarto foi descoberta em florestas tropicais do nordeste do Camboja. O animal, que possui pele iridescente (que reflete as cores do arco-íris), cauda longa e patas muito curtas, recebeu o nome científico de Lygosoma veunsaiensis, em homenagem à área de conservação onde foi encontrado, chamada Veun Sai-Siem.

O réptil foi descoberto durante pesquisas realizadas pelas organizações Fauna & Flora International (FFI) e Conservation International (CI) em 2010, mas foi anunciado somente nesta quarta-feira. “Estas criaturas são difíceis de encontrar porque passam grande parte de sua vida no subsolo”, explicou Neang Thy, funcionário cambojano da FFI, o primeiro especialista em répteis a ver o lagarto.

Além da pele iridescente, a nova espécie é incomum porque tem membros muito curtos – menos de meio centímetro de comprimento – e uma cauda muito maior do que o tronco. “Tivemos muita sorte de encontrar um deles”, disse Thy. O lagarto foi a terceira nova espécie encontrada nos últimos dois anos na região de Veun Sai, seguindo a descoberta de um novo tipo de morcego e de um gibão.

Agama mwanzae

O de cabeça chata agama rocha Mwanza (Agama mwanzae) ou o agama Spider-Man, por causa de sua coloração, é um lagarto na família Agamidae , encontrado em Tanzânia , Ruanda e Quênia . 

Vive em semideserts e muitas vezes pode ser visto no calor do dia se aquecendo em rochas ou kopjes . Cabeça, pescoço e ombros do macho são vermelho brilhante ou violeta, enquanto o corpo é azul escuro. A fêmea é principalmente marrom e é difícil de distinguir de agamas fêmeas de outras espécies. Este lagarto é muitas vezes confundido com o agama rocha de cabeça vermelha ( Agama agama ). 

As espécies tornou-se um animal de estimação da moda devido a sua coloração, que se assemelha a de quadrinhos de super-herói Homem-Aranha .

Anolis carolinensis

Anolis carolinensis é uma espécie de lagartos pertencentes ao vasto gênero Anolis, da família Polychrotidae. De hábitos solitários e arborícolas, esse lagarto pode ser encontrado no sudeste dos Estados Unidos da América e em diversas ilhas do Caribe. É muitas vezes erroneamente chamado de camaleão, devido a sua habilidade de mudar de cor e de mover seus olhos independentemente, porém não é parente próximo dos camaleões.O Anolis carolinensis existe apenas na América do Norte, no sudeste dos Estados Unidos e no Caribe. Pode ser facilmente encontrado em áreas costeiras da Carolina do Norte até a Flórida e também no Texas. Não existia no Hawaii, mas foi introduzido. Ele também pode, como vários outros lagartos, ser domesticado.

O Anolis carolinensis possui 24 centímetros de comprimento, geralmente exibe coloração verde, mas pode mudar de cor dependendo do humor e da temperatura ambiente. Além da mudança de cor, também é famoso pela sua garganta vermelha inflável.

Assim como muitos lagartos, o Anolis carolinensis consegue auto-amputar suacauda na presença de um predador, fugindo e deixando a cauda para traz. Ela continua se retorcendo depois de amputada, prendendo a atenção do predador e dando tempo para o lagarto fugir. Uma nova cauda cresce posteriormente no lugar da antiga,

Lagarto de chifres (Phrynosoma coronatum)

As escamas do corpo do lagarto se desenvolveram em afiados espinhos.
– Na sua cabeça são onde se encontram os verdadeiros chifres. Jurassic Park style mesmo.

– Ele literalmente espirra sangue pelos olhos quando é ameaçado.
– O lagarto tem uma mira precisa e o jato de sangue pode chegar a até 2m de distância.A razão pela qual o lagarto de chifres tem esse estranho poder mutante, é que ele consegue aumentar o fluxo de sangue para a cabeça e, por pressão, estourar algum vaso sanguíneo da sua pálpebra e soltar um poderoso jato de sangue. Ele usa o jato para se defender dos predadores os confundindo, e também o gosto não é atrativo para caninos e felinos. Infelizmente o ataque não surte efeitos em pássaros, por alguma razão.Ele tem um corpo gordo e achatado, e muitas vezes pode ser confundido com um sapo ou rã, mas é na realidade um lagarto. Ele ainda pode desferir seu special move várias vezes em um curto período de tempo.

Eublepharis

Sobre Eublepharis, conhecido vulgarmente ver Lagartixa-leopardo, OSGA-leopardo, OU Geco-leopardo (UO leopardo gecko, em inglês) e Um réptil pertencente A Família Gekkonidae . Esse réptil , originario para Oriente Médio (Paquistão , Afeganistão e Irã ) e da INDIANA mede Approximatif 22 centimetros , podendo alcançar e OS 27 centimetros a manutenção-se de Insetos, Como Baratas , grilos e tenébrios. Apresenta manchas Amarelas , Roxas , Azuis e pretaspara os campos, Fazendo com that each Membro pode especi SEJA Único.

Este Lagarto terrestre ENCONTRE-se normalmente nos áreas desérticas e montanhosas ao Paquistão, oeste da Índia e Afeganistão. Tem Entre 1 e 2 ovos POR Cada postura, acabando eclodir ver ao Fim de 42 a 84 dias de Incubação. Tem hum Período de vida de Até 20 anos.

Características 

E hum carnívoro animal. A lagartixa-leopardo TEM ESSE nome, Porque SUA Coloração selvagem adulto QUANDO E, normalmente creme amarelado com bolas e Listras pretas. No entanto, e Seleção artificial Feit eu Cativeiro, deu Origem e hum grande Número de variedades e Esquemas de cor, distintas dos Padrões Selvagens. Algumas destas inclue: Amarelo forte, laranja, listrado, Padrão (sem manchas OU SEM Listras), lavanda, Granizado (manchas sólidas de preto e branco) e amelanístico (sem pigmentação preta nos marcas).

Stenocercus fimbriatus

Stenocercus fimbriatus, a folha lagarto ocidental, é uma espécie de lagarto no Tropiduridae família dentro do gêneroStenocercus . É encontrado em Brasil e Peru .

Pelviceps Kentropyx

Ameiva ameiva

Ameiva ameiva é o nome científico de uma espécie de lagartos do gênero Ameiva, família Teiidae encontrados nafloresta amazônica, na caatinga e em algumas partes do cerrado. Com 45-50 centímetros de comprimento, esses lagartos costuman alimentar-se de insetos, aranhas e rãs.

Micrablepharus maximiliani

Micrablepharus maximiliani é uma espécie de lagarto da família de Gymnophthalmidae

Mabuya nigropunctata

Mabuya nigropunctata é uma espécie de skink encontrada na América do Sul . Tem bronze brilhante ou pele de cobre, com uma faixa longitudinal escura ao longo de cada flanco que é muitas vezes limitada por linhas de cor creme.

Ele foi até recentemente confundido com M. bistriata , muitas populações dos quais já foram realocados para M.nigropunctata. Também pode ser considerada um sinónimo com a estreitamente relacionada com M. Mabouya , que é encontrada nas Caraíbas. Esta taxonomia passou por revisão significativa nos últimos anos e continua por resolver.

Ele foi registrado como presente no Brasil , Guiana Francesa , Guiana , Suriname , Venezuela , Bolívia , Peru , Trinidad eTobago .

lagarto de língua azul

O lagarto de língua azul compreende o gênero Australasian, Tiliqua, que contém alguns dos maiores membros da família skink (Scincidae). Uma característica de destaque do gênero é uma grande língua azul que pode ser utilizada como um blefe de alerta para potenciais inimigos.São originário de Madagascar, mas foram trazidos para Land Down Under na Austrália como animais de estimação.

Os línguas azuis têm proporções do corpo um tanto incomuns: possui uma cabeça grande e um corpo alongado com pernas muito curtas e pés pequenos. A sua cauda uniformemente afunilada é mais curta do que o corpo. Lagartos machos têm uma cabeça proporcionalmente maior do que as fêmeas, mas as fêmeas são maiores em geral.A característica mais notável destes lagartos é a língua azul no interior da boca cor-de-rosa brilhante.Como todos os répteis, não produzem nenhum calor no corpo.Sua temperatura corporal depende da temperatura ambiente e eles podem ser encontrados no período da manhã ou durante os dias mais quentes. Em dias frios permanecem inativos em seu abrigo. (Eles necessitam uma temperatura do corpo, de 30 a 35 ° C para serem ativos).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s