7 animais criados por meio de seleção artificial

 

A seleção artificial é muito utilizada para fazer transformações nas características de vegetais e animais no decorrer dos anos. O processo é feito para que a planta ou o animal tenham características que desejam ter, selecionando quais organismos irão se reproduzir.

A seleção artificial é bem diferente da natural, pois na primeira é feita pelo próprio homem, enquanto que na segunda, tudo que se produz acontece sem a intervenção do homem.

Iremos mostrar para você estes animais que são exemplos vivos de seleção artificial que possuem uma variedade de cores, formas e bicos. É surpreendente o efeito do fenômeno artificial.

Confira aí alguns animais que foram criados pela intervenção artificial:

1 – A Cabra de Damasco

cabra

Ela é conhecida como a “Cabra Mais Bonito do Mundo” em competições de cabra do Oriente Médio. Esses tipos de cabras foram geneticamente criados para serem assim. A seleção artificial foi usada nelas para que tivessem narizes extremamente curtos e mandíbulas inferiores avantajadas.

2 – A galinha depenada

chicken

Se você sempre quis ver uma galinha que jamais formasse penas em seu corpo, essa é a oportunidade. Ela foi criada por seleção artificial para não ter nenhum tipo de pena.

Não crescem penas, escamas ou mesmo esporas e a pele não consegue se formar corretamente enquanto o embrião está se formando. Esse traço de animal sem penas é considerado vantajoso para os criadores porque eles possuem uma maior capacidade de frangos sem penas de tolerarem o calor. O aquecimento é um dos principais problemas para a produção eficiente de carnes de aves em climas mais quentes.

3 – O canário de Gibber Italicus

02

Essas variedades de canários foram criadas artificialmente por cerca de longos anos. A seleção artificial foi trabalhada nessas aves com o propósito de adquirirem uma voz muito bonita, além de outras variedades, com o número de penas, rigidez em alguns biotipos e dureza em outros, formação do esqueleto e o tamanho e o estilo de canção do pássaro.

Esses canários passam por grandes problemas como penas encravadas e podem exibir altos níveis de lesões e infecções.

4 – O peixe “olho de bolha”

doublebubble

Essa espécie de peixinho foi criada para a ornamentação que leva a uma incrível variedade de formas e tamanhos bem complexos e estranhos. Como você pode ver na imagem, esse peixe com um olho de bolha é um exemplo deles. O que mais assusta é que essas bolhas podem desinflar eventualmente e sacos cheios de líquido podem crescer.

Além desse estranho detalhe nos olhos, esses peixinhos possuem uma espinha curvada e nenhuma nadadeira dorsal em seu corpinho.

5 – O Pombo-de-Budapeste

373967475_94a876fe9a_b

O Pombo de Budapeste foi criado no início do século 20 pelos irmãos Poltl da Hungria. Eles sao aves voadoras capazes de permanecer no ar pelo período de até cinco horas e alcançar grandes alturas.

A cabeça dele é formada por 75% pelos globos oculares. Para algumas pessoas esse tipo de pombo é uma das belas raças que existe. Ele é o resultado de algumas décadas de intensa seleção artificial de um tipo de pássaro com um bico abaulado, crânio pequeno e olhos brancos.

6 – Porquinho da Índia

GEDC1754

Esses tipos de animais trabalharam com a seleção artificial que incentiva o crescimento do cabelo ao longo de gerações que o resultado foi este famoso porquinho chamado Texel Guinea. Eles se parecem com um pedaço de peruca e possuem os pêlos avantajados.

blog_yummypets_cobaye_skinny_05_2014-660x410

Essa variação de seleção natural é o porco magro. Ele recebe este nome porque sua pelagem foi totalmente retirada geneticamente por seleção artificial exatamente com o intuito de deixar a pele exposta. Eles possuem um pouquinho só de pêlos e mesmo assim em uma quantidade bem ralinha. Eles são resultados de cruzamentos estranhos entre os bichinhos.

7 – Porcos de Meishan

28jun2013---um-porco-da-raca-meishan-e-fotografado-em-seu-recinto-no-zoologico-de-tierpark-em-berlim-nesta-sexta-feira-28-1372433977885_956x500

O porco Meishan atinge sua maturidade sexual de dois e meio a três meses logo após o nascimento. Além disso, eles possuem vida útil reprodutiva bem longa e podem parir até 16 leitões por vez. Eles foram alterados por seleção natural para se reproduzirem de forma relâmpago, além de produzirem muita gordura corporal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s