Por que existem as gárgulas?

Na idade média, elas eram vistas como figuras monstruosas, animalescas ou humanas que estavam sempre presentes na arquitetura de estilo gótico. Segundo crenças antigas, as gárgulas eram colocadas nas Catedrais Medievais para simbolizar que o demônio jamais dormia e estava sempre de olho, exigindo a atenção redobrada das pessoas, mesmo estando em solo sagrado.

Já outras teorias afirmam que as gárgulas eram usadas para afastarem o mal e agirem como uma espécie de guardiãs da igreja mantendo espíritos malignos à distância.  Elas estão por aí espalhadas até hoje e muita gente não sabe ao certo o que é uma gárgula e porque elas existem. Você já viu alguma? Sabe a origem de uma gárgula? Afinal, o que é uma gárgula?

Veja na matéria: Chapelle-de-Bethléem-GRemlins-2

1 – O que são as gárgulas?

gargouille

A gárgula é uma estátua com face ou figura de animal projetada a partir da caleira, em especial de edifícios góticos. Elas podem ser encontradas em muitas igrejas e prédios. Mesmo possuindo imagens que pareçam grotescas, a palavra gárgula abrange todo tipo de imagem. Elas são esculpidas como monges, já outras combinam animais de forma real ou até mesmo pessoas. Muitas delas carregam um perfil cômico ou mesmo assustador.

2 – Origens

gargulas_arquitetura_01

Elas são chamadas, na Alemanha, de “wasserpeier“(vomitador de água) um termo que é bem parecido com o holandês”waterspuwer“(cuspidor de água). Em francês, a palavra é “gargoille”, originalmente conhecida como “garganta”. As gárgulas são ícones utilizados em catedrais para desaguar os telhados, no entanto, suas formas demoníacas relatam outra história.

3 – Mensageiras para os incrédulos

gargulas_arquitetura_02

Elas eram tidas como monstros em eterna vigilância sobre catedrais góticas e barrocas que enviavam uma mensagem aos incrédulos. As gárgulas eram uma espécie de animais com garras que eram sinal de advertência contra o comportamento dos pecadores. Elas simbolizavam perigo para quem quer que se aproximasse da igreja com a consciência suja. Esses ícones também serviam como protetoras dos sacerdotes e crentes dos seres malignos que quisessem entrar em sua igreja.

gargulas_arquitetura_23

gargulas_arquitetura_24

gargulas_arquitetura_21

gargulas_arquitetura_16

gargulas_arquitetura_14

gargulas_arquitetura_03

2 comentários

Deixe uma resposta para marielfernandes Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s