Morgan Freeman

Morgan Freeman é um fumante de maconha casual e já foi citado dizendo: “Nunca desista da ganja”.

Anúncios

Essa ponte fica no Japão e ela é “proibida” para pessoas que não gostam de montanha russa.

O CHOCANTE FIM DO BODYBUILDER QUE MORREU DE CÂNCER

 

Quando se pensa em um bodybuilder, ou fisioculturista, a imagem que vem na mente é sempre a de um cara super saudável, sarado, sem doença nenhuma. Mas infelizmente, isso não passa de uma fantasia. E recentemente, um ex-fisioculturista que recentemente morreu, aos 39 anos, por causa de um câncer no fígado, teve suas fotos divulgadas na internet.

Falamos de Dean Wharmby, pai de um filho, que em novembro do ano passado recebeu a notícia de que teria apenas mais algumas semanas de vida por causa de um tumor gigantesco encontrado em seu fígado. Mas Dean, um ex-personal trainer, guerreiro do jeito que era, lutou e só se foi no domingo passado, ao lado de sua esposa Charlotte Rigby.

Ele tinha uma página no Facebook chamada Dean’s Journey, na qual compartilhava todos os detalhes de sua experiência; do momento do diagnóstico até as dores finais. Veja como Dean era antes:

2a

2c

2e

2d

E como ele ficou com a doença:

2f

2b

Chocante, não é? Antigamente, Dean sobrevivia de uma dieta terrível – 10 mil calorias por dia, consumidas em forma de hambúrgueres, pizzas e sanduíches de bacon. Isso sem contar com cerca de 7 ou 8 latas de energético. Antes de morrer, Dean admitiu que sua jornada para criar o físico perfeito pode ter sido a causa de seu câncer.

Ele admite ter tomado esteroides, porque na época, “todo mundo tomava”. “Dean nunca se mostrou uma pessoa negativa,” disse Charlotte, sua esposa. “Mesmo nos piores momentos, ele se mostrou um cara batalhador. Ele lutou contra cada momento difícil com um sorriso no rosto, e nunca desistiu. Seja onde ele estiver agora, tenho a certeza de que ele está feliz.”

Comovente. Serve para lembrar que tudo tem um preço. E você, o que achou?

Majella Lynch

 

Os índices de violência só crescem a cada dia. E os métodos usados para espalhar tal violência vêm ficando cada vez mais criativos. O assassino da vez é um rapaz chamado Daniel McBride, de 43 anos, acusado de assassinar brutalmente uma mulher vulnerável ao introduzir o conteúdo inteiro de uma garrafa de shampoo pelo reto da mulher. E o pior? De acordo com Daniel, ele era o “herói que estava salvando ela”. O que as drogas não fazem, né…

Majella Lynch é o nome da vítima. Com 51 anos, ela morreu por envenenamento sanguíneo depois que os 400ml de shampoo foram introduzidos à força em seu organismo. A história contada por Daniel é a seguinte: certa noite, ele tinha saído com sua namorada. Os dois haviam consumido bastante cocaína. No caminho de casa, ele passou pelo apartamento de Majella, e a ouviu pedir ajuda.

Majella então apareceu na porta da frente, aparentando estar com muitas dores no estômago. Ela disse que alguém tinha atirado uma lata de cerveja nela, e que as pessoas estavam tentando roubar coisas dela. Daniel então decidiu ser o herói: e ofereceu cocaína para Majella, que recusou – o que não o impediu de consumir um pouco.

4a

Majella Lynch

Daí pra frente, ele simplesmente continuou cheirando até desmaiar em um dos quartos, e alega não se lembrar de nada. Majella foi encontrada morta alguns dias depois, por amigos que a visitavam. A causa da morte foi uma garrafa de shampoo que de algum jeito foi parar dentro dela. Agora, o que aconteceu…

E você, o que acha? Será que Daniel fez isso drogado e não lembra? Será que ele lembra, mas tá tentando se safar? Ou será que ela simplesmente fez isso? Deixem suas opiniões…