Relógios criativos: 24 exemplos que vão impressionar você

Depois que os relógios ficaram obsoletos, os artífices resolveram renovar a linha destes objetos, criando produtos de desejo que ostentam sua inutilidade da mais bela forma.

Aproveitando o máximo o conhecimento de como fazer engenhos mecânicos minúsculos, cada um destes relógios é uma obra prima da arte e da engenharia, com planetas, cavaleiros andantes, pássaros ou seres de contos de fadas.

E eles não servem apenas para informar as horas – há os que apontam a fase da lua, a hora mundial, ou então a data atual (dia, mês e ano).

Nesta reinvenção do relógio, até mesmo o relógio digital ganhou uma nova releitura, com desenhos modernos, luzes, e informações novas. Eles até mesmo podem ser flexíveis ou transparentes.

Confira aqui uma lista com 24 relógios criativos de colocar no pulso:

1. O Relógio Astronômico que mostra com precisão os movimentos do sistema solar no seu pulso

relógios criativos

1-

1--

O Hype já fez uma matéria sobre este incrível relógio que mostra os movimentos do sistema solar.

Projeto da Van Cleef & Arpels.

2. Relógio “derretido” inspirado no trabalho Persistência da Memória de Salvador Dalí

2

2-
Combinando Arte Moderna e Surrealismo, um relógio para quem adora o trabalho de Salvador Dalí.

Disponível aqui.

3. Eye Of A Storm: um relógio sem mostrador

3

3-
Um relógio original, que usa LEDs para marcar horas e minutos.

Projetado por Yiran Qian.

4. ZIIIRO Mercury Watch

4

4-
A ponta da “espiral” marca a hora e os minutos neste relógio.

Disponível aqui.

5. Excalibur Watch

5

5-
Que tal ter a Távola Redonda do Rei Artur no pulso?

Projetado por Roger Dubuis.

6. Relógio Whatever, I’m Late Anyway

6
Para quem vive lutando contra os relógios, uma peça que se solidariza com o dono: “Seja como for, eu já estou atrasado mesmo”.

 

Disponível aqui.

7. O relógio Ora Unica

7

7-
Um visual único, feito para não ser preciso, quase como um relógio sem horas.

Projetado por Denis Guidone.

8.Este relógio Bird Repeater vale meio milhão de dólares

8--

8

8-
Madrepérola trabalhada e pintada à mão, ônix, e ouro completam esta obra de arte.

Projetado por Jaquet Droz.

9. Relógio Free Time

9
Os anéis deste relógio tem uma interrupção que marca a posição em que estaria o ponteiro.

Disponível aqui.

10. Relógio Terra e Lua

10

10-
Um display colorido mostra a parte da Terra em que você está, graças a um sensor de GPS. A lua é o ponteiro das horas, e a sombra da Terra representa os minutos. Como se não bastasse isso, a hora do relógio é sincronizada por satélite.

Projetado por Alexander Sorokin.

11. Relógio Dragon Gate Legend

11
Projetado por Cornelius & Cie, uma dupla de engenheiros vivendo em Genebra.

12. Relógio SOH – A Second Of Happiness

12

12-

12--
Um segundo de alegria é o nome do relógio, e os olhos marcam as horas e minutos. É possível trocar o mostrador.

Projetado por Mathilde Ampe.

13. Time Traveller

13
Este relógio permite ver que horas são em qualquer lugar do mundo e é um pouco diferente. Ele marca 24 horas com o topo, onde seria 12 horas, sendo meio dia na hora universal. Onde seria 3h, é na verdade 18h, e onde seria 9h, é na verdade 6h. Para saber que horas são, procure um marco que existe no fuso horário em que você está, como a Torre Eiffel, se você está em Paris, e leia a hora em que está este marco.

Projetado por Mr Jones Watches.

14. Relógio Pintado à Mão Poetic Wish

14

14-
O homem caminha de uma hora à outra, observando o cometa que marca os minutos. Não é lindo?

Projetado por Van Cleef & Arpels.

15. Relógio Ora Latea

15
Feito pelo Denis Guidone, autor do Ora Unica, este relógio é super minimalista, com um ponto mostrando o centro do relógio, outro mostrando a hora, e um terceiro mostrando os segundos. Sentiu falta de alguma coisa?

Disponível aqui.

16. Relógio Geeky Equation

16
Para quem gosta de perguntas em vez de respostas, descobrir que horas são envolve, no mínimo, operações algébricas comuns. Mas pode ser pior, bem pior…

Disponível aqui.

17. Relógios Skull

17

17-

 

17--
Estes relógios são feitos pela artista Fiona em edição limitada, e por um bom motivo – ela acompanha cada peça, do projeto ao envio.

Projetado por Fiona Kruger.

18. Relógio Nadir

18

18-
Quem entende de astronomia se ligou que o ponteiro aponta para a hora, minuto e segundo, só que, da mesma forma que um astrônomo aponta para os pés quando perguntado onde é o nadir, os ponteiros deste relógio também apontam “para baixo”.

Disponível aqui.

19. Relógio Vingt Mille

19

19-
Uma homenagem ao livro do Júlio Verne, “20.000 Milhas Submarinas” (em francês é “Vingt mille lieues sous les mers”), os ponteiros são os homens agarrados pelo polvo.

Projetado por: Mr Jones Watches.

20. Relógio Digital Destruction

20

20-
O relógio digital detonando o relógio analógico. Literalmente.

Projetado por Ross McBride.

21. Relógio Boombox

21
Projetado por Flud Watches.

22. Angular Momentum Handmade Timepieces

22

22-

22--
Peças elegantes e belas, feitas à mão por uma empresa de um homem só. Estes relógios são mais do que bonitos, são exclusivos.

Projetado por angularmomentum.com.

23. The Accurate Watch

23
“Memento Mori”, ou “Lembre-se que você vai morrer” era um tema comum de gravuras na Idade Média. Agora, temos um relógio para nos lembrar que é bom aproveitar nosso tempo agora, porque um dia morreremos.

Projetado por Mr Jones Watches.

24. The Bradley

24

24-
Este é um relógio projetado para cegos. Vários protótipos foram feitos, e o projeto final foi financiado por “crowfunding”. As esferas ficam do lado de fora e são movimentadas por magnetos.

Créditos da imagem: Eone Timepieces.

Universidade de Oxford

A Universidade de Oxford é tão antiga que ninguém sabe com certeza quando foi fundada.

Três espécies de anfíbios consideradas extintas foram redescobertas

Anfíbios em todo o mundo estão ameaçados pela poluição, mudança climática, perda de habitat devido ao desenvolvimento, e por uma infecção que provoca quitridiomicose, uma doença que tem dizimado populações inteiras, e até mesmo espécies de anfíbios.Agora, uma busca global está tentando encontrar 100 espécies de anfíbios que podem estar sobrevivendo em pequenas populações. O programa, nomeado “Procura-se sapos perdidos”, já encontrou três espécies que os cientistas imaginavam estarem extintas.

Até o momento, foram redescobertos uma salamandra mexicana que não era vista desde que foi descoberta em 1941, um sapo da Costa do Marfim , desaparecido desde 1967, e uma rã da República Democrática do Congo, perdida desde 1979.

Um cientista da Universidade Nacional Autônoma do México foi quem encontrou a salamandra marrom que tem um pé largo, chato e cor-de-rosa (Chiropterotriton Mosaueri), em um sistema de cavernas que só é acessível por um buraco grande.Já o sapo pequeno e bem camuflado da Costa do Marfim (Hyperolius Nimbae) foi redescoberto por um cientista local da Universidade de Abobo-Adjame.

Por fim, quando ouviu o seu chamado, um funcionário do Museu de História Natural da Dinamarca redescobriu a última espécie, o Omaniundu (Hyperolius sankuruensis), do Congo, um sapo marrom escuro com manchas verde-claro quase fluorescentes.

Sendo que mais de um terço de todos os anfíbios estão ameaçados de extinção, os resultados são bons, mas ainda insuficientes. Ainda assim, os achados são fantásticos e podem ter implicações importantes para as pessoas, bem como para os anfíbios. Alguns desses animais podem fornecer novos compostos medicinais, e pelo menos um deles vive em uma área que é importante proteger, uma vez que fornece água potável para áreas urbanas.

Juan

Juan trabalhava numa fábrica de distribuição de carne. Um dia, quando terminou o seu horário de trabalho, foi a um dos frigoríficos para inspecionar algo, mas num momento de azar a porta fechou-se e ele ficou trancado lá dentro. Ainda que tenha gritado e batido na porta com todas as suas forças, jamais poderiam ouvi-lo. A maioria dos trabalhadores já tinha ido embora, e no exterior da arca frigorífica era impossível ouvir o que estava acontecendo lá dentro. Cinco horas mais tarde, quando Juan já se encontrava à beira da morte, alguém abriu a porta. Era o segurança da fábrica, que salvou a vida de Juan. Juan perguntou ao segurança como foi possível ele passar e abrir a porta, se isso não fazia parte da sua rotina de trabalho, e ele explicou: “Eu trabalho nesta fábrica há 35 anos, centenas de trabalhadores entram e saem a cada dia, mas você é um dos poucos que me cumprimenta pela manhã e se despede de mim à noite. Muitos me tratam como se eu fosse invisível. Hoje, como todos os dias, você me disse seu simples ‘olá’ na entrada, mas hoje curiosamente, não tinha ouvido o seu ‘até amanhã’. Espero o seu ‘olá’ e ‘até amanhã’ todos os dias. Para você eu sou alguém. Ao não ouvir a sua despedida, eu sabia que algo tinha acontecido… Procurei e encontrei!” Fica esta reflexão: sejam humildes e amem o próximo. A vida é curta demais e temos um impacto que não conseguimos sequer imaginar sobre as pessoas com as quais cruzamos todos os dias.