Fotógrafa passa 10 anos retratando moradores de rua e descobre o próprio pai entre eles

A fotógrafa Diana Kim, natural da ilha de Maui, sempre conviveu com uma lacuna em sua vida: a ausência de seu pai. Desde que os pais haviam se separado, ela havia perdido o contato com ele e seus destinos nunca mais haviam se cruzado novamente. Até que um projeto fotográfico mudou a vida dos dois.

A mudança começou lá em 2003, quando Diana teve a ideia de um projeto de fotografia de longo prazo retratando pessoas sem-teto. Foi apenas nove anos depois, em 2012, que ela descobriu o seu pai em meio aos moradores de rua que fotografava em Honolulu.

Ele sofria de esquizofrenia grave. Houve muitos casos em que parecia que ele estava discutindo com alguém, mas ninguém estava lá“, conta ela. Depois do reencontro, a fotógrafa passou a levar comida para seu pai e tentou convencê-lo a buscar tratamento médico – mas seus apelos só foram ouvidos depois de ele sofrer um ataque cardíaco em outubro de 2014.

Hoje, recuperado, o pai de Diana, que também era fotógrafo, continua com o tratamento enquanto procura um emprego de meio turno e planeja visitar a família na Coreia do Sul. Confere só o antes e depois desta recuperação:

pai1pai2

pai3

pai4

pai5

pai6

pai7

pai8

pai9

pai10

pai11

pai12

pai13

Todas as fotos via

5 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s