O menor ‘país’ do mundo legalizou o casamento homossexual

pitcairn 1

Você já ouviu falar das Ilhas Pitcairn (ou Pitcárnia)? Se não, tudo bem, afinal esse território ultramarino britânico é considerado o menor “país” do mundo, com cerca de apenas 50 habitantes. Esse minúsculo conjunto de três ilhas (duas desativada), no entanto, chamou atenção após legalizar oficialmente o casamento homossexual. Apesar da decisão ter ocorrido há um mês, as notícias não conseguiram sair das ilha por conta de uma queda no website local.

pitcairn 2

O vice-governador de Pitcairn, Kevin Lynch, disse que o conselho das ilhas aprovou a legalização do casamento homossexual de forma unânime, um ano depois da mesma decisão ter acontecido no Reino Unido (Inglaterra, Escócia e País de Gales).

pitcairn 3

Curioso, no entanto, é o fato de que entre os poucos habitantes da ilha, nenhum diz ser homossexual. Apesar disso, a ilha pode ser como palco para o casamento de pares do mesmo sexo que estejam dispostos a voar até o meio do nada oceano.

pitcairn 4

 Distractify


Arqueólogo acredita ter encontrado tumba de Nefertiti

Arqueólogo acredita ter encontrado tumba de Nefertiti

Apesar de ser uma das mais famosas rainhas do Egito, a localização dos restos mortais de Nefertiti é um mistério para os pesquisadores. No entanto, uma nova teoria pode dar aos cientistas uma resposta por muito tempo esperada. O arqueólogo Nicholas Reeves acredita ter descoberto a tumba da rainha. De acordo com Reeves, ela poderia estar escondida atrás do túmulo do Rei Tutancâmon.

Tutancâmon foi um garoto que reinou o Egito, e morreu aos 17 anos de idade, acredita-se que tenha sido filho de Nefertiti. Sua tumba, descoberta em 1922, concedeu aos pesquisadores uma série de informações sobre a realeza egípcia da época. Os arqueólogos afirmam que a tumba do Rei Tut (como as vezes é chamado) foi a câmara funerária egípcia mais bem cuidada já descoberta, e deu aos pesquisadores cerca de 2 mil objetos para estudo.

nefertiti

Reeves, da Universidade do Arizona, detalhou seus achados em um artigo nomeado “A tumba de Nefertiti?”. Ele examinou imagens em alta resolução do túmulo de Tutancâmon e disse ter encontrado duas possíveis passagens secretas.

“Uma análise cuidadosa dos escaneamentos durante vários meses levantou resultados intrigantes: indícios de duas portas secretas antes desconhecidas – as duas parecendo intocadas desde a antiguidade”, escreveu Reeves. De acordo com o pesquisador, uma das entradas deve levar para uma espécie de depósito, onde objetos podem ter sido guardados, e a outra, é possivelmente uma outra câmara funerária.

Anteriormente, arqueólogos já haviam constatado que a tumba de Tutancâmon era realmente estranha, por conta do seu tamanho inferior em relação ao normal. Agora, se as possibilidades levantadas por Reeves se concretizarem, o tamanho estará explicado: a câmara de Tut pode ter sido apenas anexada a um túmulo já existente.

Ao jornal ‘The Economist‘, Reeves constata que suas ideias não são conclusivas e exatas, mas que, caso sejam confirmadas, pode significar a maior descoberta arqueológica já feita.Visto em IFLScience