NADA ESTÁ PERDIDO

Reparem neste jovem negro no centro desta foto.Este é o meu irmão mais novo (Clayton) que esta em vias de concluir o curso de medicina em uma renomada universidade publica no interior de Minas Gerais.
Ele trabalha de barman no período noturno.

A 50 anos atrás nossos avós sustentaram nosso pai e tios com os recursos adquiridos das esmolas que recebiam dos transeuntes na rua (Seu nome era Raimundo ele era deficiente fisico e não tinha proteção social minha avó Emiliana cuidava dos filhos e lavava roupa para as madames).


Nosso pai conheceu a fome (ele nunca nos deixou esquecer isso) aos 12 anos descarregava caminhões de areia para ajudar em casa, aos 14 era ajudante de pedreiro.Voces já ouviram aquele cântico que diz que “o filho do pedreiro também vai poder virar doutor”?
Ta aí.
É real.
Sem a força coletiva, não somos nada. Só a luta transforma.

Em Tempo me tornei ontem o mais novo secretario executivo do Conselho Nacional de Direitos Humanos da Presidência da Republica do Brasil.Na figura do meu irmão quero homenagear meus familiares e todos os negros e negras deste país, de toda as partes do mundo que comeram e ainda comem o pão que o diabo amassou, enfrentaram todo tipo de adversidades, o racismo a fome mas nunca desistiram. Nunca duvidaram.Quando negras e negros avançam o racismo, as desigualdades e injustiças retrocedem.

Texto de Cledisson Junior

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s