Série de fotos emocionante retrata o que refugiados estão levando consigo de suas casas

Sabe aquela brincadeira sobre o que você levaria consigo para uma nave espacial se precisasse deixar o planeta Terra? Mais de 100 mil refugiados de países do Oriente Médio, do norte da África e do sul da Ásia precisaram levar a sério esse passatempo infantil. Esses homens, mulheres e crianças fogem da guerra, da fome e da opressão, buscando na Europa um pouco de paz e a chance de recomeçar. Mas, para isso, eles precisam viajar com pouco.

Nas embarcações clandestinas não há lugar para muitas bagagens, por isso, refugiados carregam consigo apenas o essencial. Esse desapego trágico a que são forçados em busca de paz e dignidade foi documentado em uma emocionante série de fotos da International Rescue Committee, que acompanhou alguns refugiados e os convidou a compartilhar suas mochilas e suas (tristes) histórias.

Aboessa, 20 (Síria)

refugiados-mochila

Aboessa, seu marido e sua filha de 10 meses fugiram de um campo de refugiados em Damasco, capital da Síria. Ao cruzarem a fronteira da Turquia, tomaram uma embarcação clandestina para a Europa. A polícia turca chegou a confiscar o motor da embarcação, na tentativa de que os refugiados desistissem da travessia, mas usando remos improvisados, eles conseguiram chegar em solo europeu.

“Tudo é para proteger minha filha de doenças. Quando nós chegamos à Grécia, um homem bondoso nos deu duas jarras de comida. Outro homem nos deu biscoitos e água quando ele viu meu bebê”

refugiados-mochila2

Itens:

  • Um chapéu de bebê
  • Medicamentos
  • Panos de fralda
  • Meias para o bebê
  • Analgésico, filtro solar e pasta de dente
  • Documentos
  • Carteira
  • Carregador de celular
  • Faixa amarela de cabelo

Omran, 6 (Síria)

refugiados-mochila3

Omran foge da guerra na Síria para viver com alguns parentes na Alemanha. Ele e sua família pretendiam viajar por florestas para não serem interceptados – por isso, a grande quantidade de curativos que o garoto carrega consigo.

refugiados-mochila4

Itens:

  • Uma calça, uma camiseta
  • Uma seringa para emergência
  • Marshmallows (o doce favorito de Omran)
  • Sabonete, pasta e escova de dentes
  • Curativos

Iqbal, 17 (Afeganistão)

refugiados-mochila5

Iqbal tem um irmão que estuda na Flórida e um amigo que está na Alemanha, mas ainda não sabe para onde vai, agora que conseguiu chegar à Ilha de Lesbos, na Grécia. Após sair da província de Kunduz, no norte do Afeganistão, onde fugiu de tiroteios e caminhou por quilômetros, ele busca um lugar para recomeçar.

“Eu quero que minha pele seja branca e que meu cabelo fique arrepiado – eu não quero que saibam que eu sou um refugiado. Eu acho que alguém pode me descobrir e ligar para a polícia por seu ser ilegal.”

refugiados-mochila6

Itens:

  • Uma calça, uma camiseta, um par de sapatos e um par de meias
  • Shampoo e gel de cabelo, pasta e escova de dentes e creme branqueador
  • Escova de cabelo e cortador de unha
  • 100 dólares
  • 130 liras turcas
  • Smartphone e celular reserva
  • Cartões SIM de operadoras afegã, iraniana e turca

Anônimo, 34 (Síria)

refugiados-mochila7

Ele se aventurou em uma superlotada e clandestina embarcação para ir da Turquia à Alemanha. Levando consigo poucos itens e a esperança de uma vida melhor, ele partiu com sua família. A polícia interceptou o barco e o afundou, deixando todos na água. Foram mais de 45 minutos à deriva até serem resgatados e e conseguirem chegar à terra firme. “Eu tive que deixar meus pais e minha irmã na Turquia. Eu pensei: se eu morrer nesse barco, pelo menos vou morrer com as fotos da minha família perto de mim.”

refugiados-mochila8

Itens:

  • Dinheiro embalado em plástico
  • Celular antigo e um smartphone novo
  • Carregador e fone de ouvido
  • Pendrive com fotos da família

Nour, 20 (Síria)

refugiados-mochila9

Apaixonado por música e arte, Nour deixou a Síria assim que as bombas começaram a explodir, levando consigo alguns itens que evocam memórias. “Eu saí da Síria com duas malas, mas me disseram que eu só poderia ficar com uma. A outra mala tinha todas as minhas roupas. Isso é tudo o que sobrou.”

refugiados-mochila10

Itens:

  • Carteira de documentos
  • Um rosário que ganhou de sua namorada
  • O relógio de sua namorada
  • Uma bandeira da Síria, um chaveiro palestino e pulseiras que ganhou de amigos
  • Palhetas de guitarra
  • Celular e cartão SIM sírio
  • Documento de identidade
  • Uma camiseta

Família (Síria)

refugiados-mochila11

Esta família síria perdeu quase tudo o que carregava consigo durante a travessia até a Grécia. A embarcação em que estavam começou a afundar e isso foi o que conseguiram salvar de seus pertences. “Eu espero que morramos. Essa vida não vale mais a pena. Todos fecharam as portas na nossa cara, não há futuro.

refugiados-mochila12

  • Uma camiseta, uma calça jeans, um par de sapatos
  • Produtos de higiene
  • Uma fralda, duas caixinhas de leite e alguns biscoitos
  • Documentos e dinheiro
  • Absorventes e um pente

Hassan, 25 (Síria)

refugiados-mochila13

“Isso é tudo o que eu tenho. Eles disseram que poderíamos trazer dois itens, uma camisa e uma calça extra.”Todas as fotos © Tyler Jump [Via International Rescue Committee/Medium]

FOTOS DO DIA

National Geographic

FOTO DA NOITE

National Geographic

FOTO DO DIA

Meta Penca

FOTOS DO DIA

National Geographic

O artista de rua que espalha “portais” coloridos pelas cidades

 

Desde 2009, o artista 1010 começou a colorir as ruas da cidade Hamburgo, na Alemanha, criando imagens que pareciam portais coloridos. A sensação é de que realmente é possível entrar nas paredes, mas tudo não passa de uma ilusão criada pelas muitas camadas de tintas de diversas cores utilizadas pelo artista na composição das imagens.

Agora, suas pinturas impressionantes já estão espalhadas por países como Alemanha, Panamá e Estados Unidos, colorindo o cenário urbano com muita criatividade. Recentemente, o artista foi convidado a expor suas criações no Hashimoto Contemporary, localizado em São Francisco. A mostra, que inclui a imagem abaixo, ganhou o nome de Limbus e já está desperando a curiosidade de quem passa pelo local.

Dá uma olhada:

limbus1

limbus8

limbus2

limbus3

limbus7

limbus6

limbus5

limbus4

limbus13

limbus12

limbus11

limbus16

limbus15

limbus14

Todas as imagens via Juxtapoz Magazine

FOTO DO DIA.

Monges dividindo guarda-chuva na região de Ladakh, Índia. Flagra de Monique Barros. A imagem é a vencedora do dia no Concurso Cultural.