População de Governador Valadares

População de Governador Valadares se ajoelha em praça pública pedindo misericórdia a Deus. Moradores necessitam de água potável pois o Rio Doce (unica fonte de abastecimento) foi contaminado por resíduos despejados pela barragem rompida em Mariana. — com Nilce Maria Kupfer.

Anúncios

Japão recebe o maior (e um dos mais incríveis!) festival de arte do mundo

Já parou para pensar em quanto seria chato e entediante um mundo sem arte? Valorizando o potencial artístico e a livre expressão, o evento Echigo-Tsumari Art Triennale reuniu centenas de obras num espaço de cerca de 80 mil hectares em Niigata, no Japão, se consolidando assim como o maior festival de arte do mundo.

Iniciado originalmente no ano 2.000, o festival acontece a cada três anos, chegando a 6ª edição, que teve obras e instalações de 160 artistas das mais diversas nacionalidades. O espaço contou com 200 vilas onde foram expostas as peças de arte, que tiveram como tema central “os humanos como parte da natureza”.

Durante 50 dias entre junho e setembro de 2015, o público sedento por novidade conferiu o evento, que acaba promovendo a interação de pessoas com pessoas, e pessoas e lugares, tornando-se assim uma plataforma de trocas que se complementam. Após 15 anos de festival, o curador e diretor Fram Kitagawa lançou o livro Art Place Japan, reunindo os 800 projetos que foram feitos dentro de sua programação ao longo do tempo.

Echigo

Echigo9

Echigo2

Fotos © Osamu Nakamura

Echigo3

Echigo4

Fotos © Anzai

Echigo5

Foto © Takenori Miyamoto

Echigo10

Foto © T. Kuratani

Echigo6

Foto © Masanori Ikeda

Echigo7

Foto © Hisao Ogose

Echigo8

Foto © T. Kobayashi

Echigo11

Echigo13

Echigo12

Fotos: Divulgação

7 momentos inesquecíveis com os quais você está gastando mais dinheiro que o necessário

Dando um passo para trás e olhando a vida como um todo, vemos a rotina salteada por diversos momentos especiais. Ao longo da vida, são essas datas, conquistas e acontecimentos que nos marcam e nos mudam.

São eventos como passar no vestibular, graduar-se na faculdade, casar, ter filhos, mudar de casa, adotar um cãozinho ou gato, viajar nas férias ou comemorar um aniversário. Por serem momentos únicos e importantes, costumamos abrir a carteira e, por vezes, acabamos por gastar mais do que o necessário.

Mas saiba que é possível curtir esses eventos sem gastar muito – e você nem precisa se esforçar, só precisa saber o que usar!

1. Casa nova

multiplus-economizar

Foto © Nathan O’Nions/Flickr

Mudar de casa não só dá um trabalhão como também é um evento capaz de raspar até o último centavo da sua carteira. Afinal, tudo custa muito caro: frete, móveis novos, pintura, pequenas reformas e decoração.

Para economizar, vale tentar coisas simples como pintar você mesmo as paredes, tentar consertos rápidos com a ajuda de vídeos do YouTube e buscar alternativas de decoração com materiais reaproveitados – nessas horas, criatividade e bom gosto contam bastante!

2. Adoção de um pet 

multiplus-economizar2

Foto © WPlynn/Flickr

Cãozinho ou gato novo no pedaço significa muita alegria em casa, mas também é mais um estômago roncando e uma pilha de acessórios. Da caminha macia ao pote para água e brinquedos, ter um pet novo pode comprometer bastante o orçamento, principalmente nos primeiros meses.

A dica é comprar os acessórios aos poucos, pesquisar bastante os preços e não se deixar iludir com brinquedos e coleiras estilosos.

3. Nascimento do bebê

multiplus-economizar3

Foto © Derek Swanson/Flickr

Se a chegada de um pet custa caro, imagine a de um bebê! Além dos brinquedos, a quantidade de fraldas e roupinhas exige uma boa reserva financeira. Mas isso pode ser amenizado com algumas táticas simples.

Os amigos são ótimos aliados nessas horas: convoque um chá de bebê e peça alguns itens para a criança. Pesquisar preços e fugir das marcas mais famosas também pode salvar bons reais!

4. Casamento dos melhores amigos

multiplus-economizar5

Foto © John Hope/Flickr

Eles são seus amigos inseparáveis, aqueles que são companheiros para todas as horas e nunca te deixam na mão. O casamento deles sem dúvida é um marco importante, mas nem por isso você precisa ficar na pindaíba. Vale lembrar: um presente inesquecível nem sempre é aquele que deixa um furo na conta bancária!

5. Jantares especiais

multiplus-economizar4

Foto © Star5112/Flickr

Quer comemorar? Um bom jantar e um vinho especial sempre vão bem. Mas isso não precisa necessariamente acontecer naquele restaurante chiquérrimo e super caro.

Por que não fazer jantares especiais em casa? Capriche nas receitas, pense em um tema, mude a decoração e seus jantares serão memoráveis – e menos caros, pode apostar!

6. Viagens de férias

multiplus-economizar6

Foto © Rodrigo Soldon/Flickr

Trabalhou duro o ano inteiro e quer planejar suas merecidas férias? Vá com calma nesses gastos. Época do ano, destinos mais ou menos badalados e a antecipação do planejamento podem fazer toda a diferença no preço das viagens. Economize nos voos e hospedagem e tenha mais dinheiro para curtir a boa gastronomia, drinks e compras.

7. Cursos

multiplus-economizar7

Foto © Riccardo Fm/Flickr

Aprender é uma das melhores coisas do mundo – e surpreendentemente, não precisa ser uma das mais caras. Embora cursos privados possam custar uma boa quantia de dinheiro, milhares de cursos de qualidade são ofertados na internet gratuitamente. Em vez de pagar por aulas presenciais, você pode simplesmente estudar por conta com o material de algumas das melhores universidades do mundo, sem pagar nada por isso.

Mas a melhor dica é que você pode economizar de verdade em todos esses momentos usando o Multiplus. No programa de fidelidade, além de poder resgatar passagens aéreas, é possível trocar pontos por eletrodomésticos para a sua casa nova, itens para o seu pet, brinquedos e produtos infantis, objetos para a cozinha e até mesmo livros para você aprender sobre o mundo, o universo e tudo mais.

São milhares de produtos que você pode resgatar com os pontos acumulados nos gastos do dia a dia – ainda não acumula pontos? Cadastre-se aqui.

E se você já tem uma boa quantia de pontos guardados e um evento especial em vista, vale ficar ligado nas promoções imperdíveis que a Multiplus está preparando para a Black Friday, em 27 de novembro. Mais do que economizar, você nem vai precisar colocar a mão no bolso!

Multiplus1

Origem dos cachorros poderia ser traçada até a Ásia Central, diz estudo

cães

De acordo com uma das pesquisas genéticas mais abrangentes já feitas, os cães de hoje podem traçar suas origens até a Ásia Central. Os cães são os animais mais diversos do planeta – um legado de milhares de anos de reprodução seletiva por seres humanos. Contudo, eles derivam de lobos selvagens que foram gradualmente domesticados e convocados para grupos de caça humanos – talvez perto da Mongólia ou do Nepal.

Os resultados vêm de uma análise de DNA de milhares de cães e foram publicados no periódico “PNAS”. O pesquisador Adam Boyko, da Universidade de Cornell, e seus colegas estudaram 4.676 cães de raça pura de raças reconhecidas, bem como 549 “cães de rua” – animais soltos no ambiente que vivem no entorno instalações humanas. Este último grupo é o menos estudado, mas representa uma parte crucial no quadro da diversidade canina moderna.

 

“Pelo fato de que nós analisamos tantos cães de rua de tantas regiões diferentes, pudemos estreitar os padrões de diversidade nestes cães indígenas”, disse Boyko à BBC News. A domesticação de cachorros é o tipo de evento que poderia ter ocorrido de forma independente em diferentes cantos do globo, mas o DNA de cães modernos não fornece qualquer suporte para esta ideia.

“Nós observamos exclusivamente para ver se havia evidência de múltiplos eventos de domesticação. E como qualquer outro grupo [de pesquisa] que procurou por isso, nós não encontramos nenhuma evidência”, afirmou o cientista. “Parece que há uma única origem, embora haja claramente situações onde houve… um pouco de fluxo gênico entre lobos e cães pós-domesticação”.

Quadro confuso

Os pesquisadores estudaram os genes que estão localizados perto um do outro nos cromossomos dos cachorros. Os padrões desses marcadores genéticos estreitamente ligados permitiu à equipe identificar e localizar o evento de domesticação da Ásia Central.

Porém, várias outras equipes têm enfrentado o mesmo problema e se deparado com resultados muito diferentes. Estudos anteriores já haviam sugerido diversas vezes uma origem dos cães no Oriente Médio – talvez revirando os restos alimentares dos primeiros agricultores -, no Leste da Ásia e na Europa.

É provável que estes últimos resultados não resolvam a questão, mas Boyko acredita que localizar a origem dos cães poderia estimular novas pesquisas. Uma dessas outras linhas de investigação poderia ser a análise de DNA antigo de restos de cães encontrados em sítios arqueológicos. Esta ferramenta poderia ajudar a apoiar ou refutar hipóteses sobre o papel da Ásia Central e outras regiões na domesticação do “melhor amigo do homem”.

Opiniões divergentes

Peter Savolainen, professor associado do KTH – Royal Institute of Technology, na Suécia, disse que o estudo havia mostrado que era possível encontrar populações de cães remotos que não tinham sido afetados pela mistura com variedades européias – um legado da era da colonização. Mas ele suspeita que as origens da domesticação estão no Leste da Ásia, talvez no sul da China.

“A Mongólia é tecnicamente no leste da Ásia e o Nepal é no Sul da Ásia, a apenas um mil quilômetros do Sul da China”, disse à BBC News. “Assim, nós temos um consenso de que a origem está em algum lugar naquela região. Mas uma coisa importante é que eles não têm um espécime da China, então, se tivessem, o que isso teria mostrado?”

A maioria dos pesquisadores concorda que os cães surgiram há pelo menos 15 mil anos. Mas as razões para seu surgimento permanecem vagas.

“Não há dúvida de que eles ficavam ao redor de acampamentos [de caça] e se tornavam gradualmente mais sintonizados com a vida humana. A questão é qual foi o primeiro passo para que isso acontecesse”, aponta Boyko. “É tentador perguntar se tinha algo a ver com a caça. Eu acho que é claro que [o fato de] os lobos revirarem e se alimentarem de carcaças [de grandes mamíferos] mortos por humanos poderia ter sido a força motriz”.

Ele acrescentou que alterações genéticas nesses lobos, que levaram à mansidão, ao tamanho do corpo reduzido e à idade precoce da primeira reprodução poderiam ter colocado estes animais num curso evolucionário menos compatível com um estilo de vida de caça. “Eles se ligaram a nós, o que acabou sendo uma boa jogada”, explica o pesquisador, acrescentando que atualmente há cerca de um bilhão de cães no mundo e, provavelmente, nem mesmo 10 milhões de lobos. [BBC News]

Euglossa bazinga

 
Euglossa bazinga é uma espécie de abelha. Descoberta pelos cientistas brasileiros André Nemésio e Rafael Ferrari, possui corpo de coloração metalizada verde-azulada e seu habitat é uma zona de transição entre a Amazônia e o Cerrado. Seu epíteto específico faz referência a um bordão do personagem Sheldon Cooper da série de televisão The Big Bang Theory.Ironicamente, o personagem é alérgico à picada de abelha.

FOTOS DO DIA QUE CORRE PELO MUNDO

https://i0.wp.com/og.infg.com.br/in/18002889-6c7-d94/FT1086A/420/dog2.jpg

https://i0.wp.com/imgsapp.em.com.br/app/noticia_127983242361/2015/11/09/706062/20151109233711479856a.jpg

https://i0.wp.com/imguol.com/c/noticias/56/2015/11/09/9nov2015---bombeiro-resgata-uma-cadela-de-dentro-da-lama-em-paracatu-de-baixo-minas-gerais-dias-apos-o-rompimento-de-duas-barragens-da-mineradora-samarco-destruir-a-vila-de-bento-rodrigues-e-outras-1447090525461_615x300.jpg

https://i1.wp.com/imguol.com/c/noticias/59/2015/11/09/9nov2015---bombeiro-resgata-uma-cadela-de-dentro-da-lama-em-paracatu-de-baixo-minas-gerais-dias-apos-o-rompimento-de-duas-barragens-da-mineradora-samarco-destruir-a-vila-de-bento-rodrigues-e-outras-1447090514013_615x470.jpg

https://i1.wp.com/msalx.veja.abril.com.br/2015/11/09/1333/pe6Cx/alx_brasil-barragem-20151108-13_original.jpeg

https://i0.wp.com/imguol.com/c/noticias/28/2015/11/10/10nov2015---os-bombeiros-usaram-um-trator-para-resgatar-um-potro-que-estava-preso-na-lama-desde-o-rompimento-das-duas-barragens-em-bento-rodrigues-distrito-de-mariana-em-minas-gerais-homens-do-corpo-1447180865421_1920x1281.jpg

Ensaio criativo mostra pessoas banhadas em cinza

Já mostramos diversos ensaios fotográficos aqui no vivimetaliun, por acreditarmos na fotografia como uma arte capaz de exteriorizar sentimentos e provocar reflexões profundas. É o caso dos ensaios feito pelo fotógrafo parisiense Olivier Valsecchi, onde não apenas contemplamos as belas imagens de corpos sendo banhados por cinzas, mas também nos abre para meditação sobre nascimento – vida – morte e renascimento, que em algumas tradições filosóficas indianas é conhecido como Samsara.

Olivier acredita na reencarnação, e afirma que a ideia de imortalizar imagens de pessoas nuas sendo banhadas por cinzas veio afirmar que ele estava indo para um caminho certo em sua vida, pois com o projeto ele conseguiu demonstrar suas crenças de forma extremamente criativa, o que lhe rendeu exposições e diversos prêmios ao redor do mundo.

O projeto chama-se I am Dust (algo como, eu sou poeira) e também é, segundo ele, um auto-retrato, mesmo não aparecendo seu rosto (ele disse que, se apenas aparecesse ele, ficaria chato), portanto, seus ensaios não são auto-retratos literais, mas representam um parentesco espiritual: “Eu conheço um monte de gente em quem eu posso me ver, e eu sinto instintivamente que temos algo em comum para compartilhar”.  Separamos algumas fotos desse fantástico projeto:

543a87b8ee49d69bbbfd69d81e

981489

Articolo_OV-6

Articolo_OV-7

dust11

maxresdefault

olivier5

oliviervalsecchi01

oliviervalsecchi03

uJCyJ4u8Hsw

O segundo ensaio do projeto, chama-se Time of War (Tempo de Guerra), onde o fotógrafo buscou inspiração na definição de Caos do poema Metamorfoses de Ovídio (mitologia greco-romana), onde afirma que uma massa confusa de nevoeiro e líquido, luz e trevas, ordem e desordem explodiu e deu origem ao Planeta Terra. “Esta turbulência interna e angústia é vividamente expressa na forma como as cinzas parecem mortalha nos modelos” afirma Olivier. Veja as outras imagens:

543a87b8ee49d69bbbfd69d91f

543a87b8ee49d69bbbfd69d914

Olivier-Valsecchi-Time-of-war-2013Ed.-of-3-39.3x39.3-in-100x100cm-Ed.-of-7-27.5x27.5-in-70x70cm.-600x600

timeofwar02

timeofwar05

timeofwar07

timeofwar08

timeofwar10

timthumb (1)

timthumb

tow09

tow16

Todas as fotos © Olivier Valsecchi