Bar na beira de um penhasco oferece vista de tirar o fôlego

Todo mundo gosta de comer e beber bem, especialmente na hora de viajar e provar novos sabores. Com uma vista de tirar o fôlego, o Rock Bar Bali, na Indonésia, atrai o público primeiramente pelo visual impressionante que sua localização traz, suspenso no meio de um penhasco, de frente para o Oceano Índico.

O bar, que fica dentro das dependências do AYANA Resort & Spa, figura entre listas de “melhor bar” do mundo, além de ter conquistado críticos na área de design e arquitetura, tendo em sua concepção um nome de peso, a empresa japonesa Spin Design Studio, que tratou de incorporar o empreendimento ao ambiente de uma maneira consciente e impecável. Materiais naturais comopedra e madeira compõem o ambiente minimalista, que possui algumas divisões de ambiente mesmo num espaço não tão grande.

Além de parecer perfeitamente adaptado nas áreas de design e entretenimento – com DJs que se revezam na programação -, o Rock Bar esbanja ainda uma carta de drinks refrescantes de dar inveja, com mais de 40 coquetéis que transitam entre o clássico e criações contemporâneas. Focando especialmente em Martini, as bebidas incluem vinho, cervejas locais e internacionais, champanhe e espumante, que acompanham um menu gastronômico compacto, com opções de tapas e pratos asiáticos.

Com uma vista deslumbrante e um ambiente ao ar livre, totalmente convidativo, o fim de tarde se tornou a hora ideal para petiscar e beber na beira do mar. Mas, se você quer uma chance, saiba que as filas são inevitáveis na hora de conseguir um lugar, cedido prioritariamente aos hóspedes do hotel.

rock bar bali13

RockBali_Extra

rock bar bali16

rock bar bali717

rock bar bali716

rock bar bali10

rock bar bali6

rock bar bali4

rock bar bali5

rock bar bali7

rock bar bali8

rock bar bali12

rock bar bali11

rock bar bali14

rock bar bali9

rock bar bali2

rock bar bali

rock bar bali3

rockbar16

rockbar

Todas as fotos © Rock Bar Bali

*Esse post é um oferecimento de SKYY VODKA Brasil.

MENSAGEM DE REFLEXÃO

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2016/01/649d5-children-smiling3.jpg

Não é o que você tem, onde você está ou o que você faz, que irá determinar a sua felicidade, mas sim o que você pensa sobre isto. Tudo o que você tem depende da maneira como você olha, da maneira como você valoriza. Se você tem amor e sobrevive nesta vida com dignidade, tem atitudes positivas e partilha com benevolência suas coisas, então você tem tudo!

Suçuarana com dentes crescendo na testa é encontrada nos EUA

https://i1.wp.com/hypescience.com/wp-content/uploads/2016/01/sucuarana-dentes-testa.jpgUma suçuarana foi morta no estado americano de Idaho recentemente. Ela tinha uma aparência muito bizarra: um conjunto de dentes totalmente formados crescia para fora de sua testa.

A caça

O animal foi legalmente morto a tiros por um caçador no último 30 de dezembro. O Departamento de Pesca e Caça de Idaho disse que os dentes poderiam ser os restos de um irmão gêmeo que morreu no útero, ou, possivelmente, um tipo de tumor.

Anteriormente, biólogos da região nunca haviam visto nada parecido com essa deformidade em particular.A suçuarana foi caçada após atacar um cão perto da cidade de Weston. O cão sobreviveu, mas um homem decidiu perseguir e matar o felino algumas horas mais tarde.

Um oficial do Departamento de Pesca e Caça verificou o corpo do bicho mais tarde, conforme exigido por lei, e encontrou o conjunto de dentes, bem como o que parecia ser um bigode no lado esquerdo da testa do animal.

https://i0.wp.com/hypescience.com/wp-content/uploads/2016/01/sucuarana-dentes-testa2.png

Elusivas

As suçuaranas, chamadas nos EUA de “leões-da-montanha”, são uma espécie felina nativa relativamente comum em Idaho, mas que raramente entram em contato com os seres humanos.Elas são territoriais e necessitam de grandes extensões de terra para prosperar, de acordo com a Federação Nacional de Vida Selvagem dos EUA.

No inverno, os animais que elas costumam predar, como cervos e perus, se movem para baixo das montanhas para escapar de temperaturas mais frias. Isso faz com que as suçuaranas muitas vezes habitem as bordas de aldeias ou cidades.

Isso pode colocá-las em conflito com pessoas e animais de estimação, como ocorreu mês passado em Idaho. [BBC]

Jovem com marca de nascença abandona a maquiagem que usou durante 14 anos pra esconder o rosto

As pessoas são diferentes nesse mundo, mas tem gente que não aprendeu a respeitar isso ainda. A história de Lauren Foster, uma inglesa de 20 anos, crescida em Liverpool, é uma prova disso mesmo. Mas a boa notícia é que ela está sendo usada para ajudar a transformar a sociedade.

Nascida com uma mancha vermelha profunda no rosto, desde seus seis anos, Foster se acostumou a cobrir o rosto com maquiagem com medo do bullying que sofreria na escola (e após os primeiros problemas com ele). Sua marca de nascença é conhecida como mancha vinho do porto, que acontece por conta de vazos sanguíneos anormais que aparecem sob a pele ou malformações capilares que se revelam desta forma. É uma doença rara que afeta 1 em cada 1000 bebês no Reino Unido por ano.

Durante toda sua vida, a realidade era esta:

lauren

Mas o que Lauren mostrava era isto:

lauren2

Foi mais de metade da vida passada a esconder algo tão próprio e importante no nosso corpo: o rosto. “Algumas pessoas se esforçavam para fazer contato visual comigo enquanto outras preferiam simplesmente não conversar“, conta Lauren.

Após muitas tentativas ao longo dos anos – sim, a maquiagem nem sempre conseguia esconder absolutamente tudo -, Lauren finalmente encontrou uma forma que assentava na perfeição (ver foto acima). Mas, adivinha só? Foi precisamente aí que ela entendeu que é possível ser livre e ter autoestima independente das suas marcas. Pelo contrário, ela hoje olha para a vermelhidão como um traço único e parte importante de quem ela é.

Hoje o objetivo da britânica é fazer com que as pessoas com essas e outras características aprendam a se aceitar, se sintam empoderadas e que tornem a maquiagem uma escolha, não uma obrigação.

LaurenExtra1

lauren8

lauren4

lauren5

lauren7

lauren10

Todas as imagens © Caters News via DailyMail

Após sair da prisão, homem muda de vida e passa 20 anos sozinho em um lugar místico

A adaptação de pessoas que saem da prisão e sua reinserção na sociedade não costuma ser um processo fácil, após anos de confinamento. Para Maksim, porém, isso foi algo tão natural quanto poderia ser.

Ele estava decidido a mudar de vida assim que fosse solto e levou isso muito a sério ao seguir os passos dos Estilitas. Também conhecidos como Santos do Pilar, eles são um tipo de ascetas cristãos que permaneciam em pilares pregando, jejuando e rezando anos a fio durante os primeiros anos do Império Bizantino, por acreditar que a mortificação do corpo era uma maneira de garantir a salvação da alma.

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/pilar2.png

Maksim seguiu esse caminho há 20 anos e até hoje não se arrepende nada da escolha. O local escolhido por ele para professar sua fé foi a Coluna Katskhi, localizada a cerca de 10 quilômetros da cidade de Chiatura, na Geórgia. “Em minha juventude havia muita bebida e venda de drogas. Quando isso me levou à prisão, eu sabia que era hora de mudar“, conta ele. O religioso lembra ainda que costumava ir ao local para beber com os amigos e sempre invejou o monge que vivia lá quando olhava para a coluna.

Foi só em 1993 que Maksim realmente se mudou para o local e começou a cuidar do restauro de uma capela de 1.200 anos com a ajuda dos moradores locais. Apesar de passar os últimos 20 anos praticamente recluso, muitas pessoas o buscam para pedir conselhos e ele desce do pilar cerca de 2 vezes por semana para falar com as pessoas e ajudá-las quando necessário. Desde que se mudou para lá, o pilar ganhou um novo apelido: os locais o chamam de Pilar da Vida, enquanto outros o conhecem como Escadarias para o Céu.

Vem descobrir o porquê do apelido nas fotos abaixo:

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/pilar3.png

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/pilar4.png

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/pilar5.png

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/pilar6.png

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/pilar7.png

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/pilar8.png

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/pilar9.png

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/pilar11.png

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/pilar12.png

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/pilar13.png

Todas as fotos © Temo Bardzimashvili

Conheça Wally, o coelhinho com orelhas que mais parecem ASAS de anjo

coelho angora wally (1)

Wally é um coelho angorá inglês que vive em Massachusetts, nos EUA, com sua dona Molly.

Normalmente, coelhos angorá já são fofos, mas Wally ganha com suas orelhas gigantes mais parecidas com asas de anjo.

Essa raça de coelho é criada por sua lã longa e macia, mais suave do que a caxemira. É um dos mais antigos tipos de coelho doméstico, que surgiu pela primeira vez em Ancara, na atual Turquia. Mais tarde, tornou-se popular na França do século 18 e hoje é um animal de estimação frequente em casas de todo o mundo.

Molly e Wally ficaram recentemente famosos no Instagram, com suas imagens explodindo fofura e penteados engraçados. Wally tem menos de um ano, uma vez que nasceu em julho de 2014.

coelho angora wally (1)

coelho angora wally (2)

coelho angora wally (3)

coelho angora wally (4)

coelho angora wally (5)

coelho angora wally (6)

coelho angora wally (7)

coelho angora wally (8)

coelho angora wally (9)

coelho angora wally (10)

Conta no Instagram revela a beleza escondida no caos de São Paulo

Terra da Garoa, Sampa, Pauliceia, Cidade Cinza, Selva de Pedra… Os apelidos para São Paulo são inúmeros, assim como seus encantos. Caótica e sempre em movimento, a cidade parece não dar muita chance para a contemplação. Mas é uma fração de segundo, um pequeno detalhe ou momento passageiro podem fazer a gente se apaixonar por ela, revelando a verdadeira beleza no caos.

Com o intuito de mostrar a metrópole por diversos ângulos, olhares e cliques, o projeto Beleza no Caos mostra o quanto essa cidade é especial. São muitas nações num só espaço. Uma diversidade sem tamanho que corre por suas ruas e que, consequentemente, acaba indo parar em fotos no Instagram e demais redes sociais.

Assim fica fácil de enxergar a poesia no dia a dia dessa selva, verde, azul, rosa, cinza ou da cor que você quiser, porque nessa terra tem todas as cores, vibrando. Por meio de fotografias muito bem tiradas, a página promove um outro olhar sobre São Paulo e qualquer pessoa pode enviar uma foto que capte essa essência.

As melhores imagens serão expostas no Armazém da Cidade, na Vila Madalena, em exposição que será inaugurada no fim de semana do aniversário de São Paulo.

Beleza no Caos (3)

Foto © Tomás Castelo

Beleza no Caos (8)

Foto © Vinicius Serafim

Beleza no Caos (9)

Foto © Fabio Martins

Beleza no Caos (5)

Foto © Francisco Toledo

Beleza no Caos (6)

Foto © Ariely Mileny Rocha

Beleza no Caos (4)

Foto © Christine Fazzi

Beleza no Caos (1)

Foto © André Luiz

beleza-no-caos11

Foto © PaulaLyn

Beleza no Caos (2)

Foto © Chandra Blanc

beleza-no-caos12

Foto © Matheus José Maria

Beleza no Caos (10)

Foto © Cinthia Castro