Conheça o mítico retiro espiritual dos Beatles na Índia que acaba de ser reaberto ao público

Se a história dos Beatles é mitologia fundamental para qualquer banda ou amante de rock que se preze, um dos mais curiosos e prolíficos capítulos dessa história é a viagem da banda a Rishikesh, no norte da Índia, em fevereiro de 1968.

Junto deles viajaram suas esposas, e ainda Mike Love, dos Beach Boys, Mia Farrow e sua irmã, Prudence (que inspirou a canção ‘Dear Prudence’) e o cantor Donovan. Atrás, o Maharishi Mahesh Yogi.

Os Beatles em Rishikesh, na Índia. Junto deles viajaram suas esposas, e ainda Mike Love, dos Beach Boys, Mia Farrow e sua irmã, Prudence (que inspirou a canção 'Dear Prudence') e o cantor Donovan. Atrás, o Maharishi Mahesh Yogi ©Arquivo Hutton / Getty Images
Os Beatles em Rishikesh, na Índia. Foto © Arquivo Hutton / Getty Images

George

John+Cinthia

Ringo

De cima pra baixo: George, John com Cynthia Lennon, então sua mulher, Ringo Starr e Paul McCartney, durante a estadia no Ashram © Divulgação
De cima pra baixo: George, John com Cynthia Lennon, então sua mulher, Ringo Starr e Paul McCartney, durante a estadia no Ashram. Todas as fotos: Divulgação

Inspirada pelo interesse crescente do guitarrista George Harrison na cultura e nos sons orientais, a banda viajou para lá a fim de fugir do olho do furacão midiático em que viviam, e aprender meditação transcendental com o mestre Maharishi Mahesh Yogi, em seu Ashram, centro de meditação, à beira do Himalaia e do sagrado rio Ganges.

Os Beatles com o Maharishi. © Divulgação
Os Beatles com o Maharishi. FotoDivulgação

Lá eles compuseram quase 50 canções – levantando praticamente todo o repertório do que viria a ser o Álbum Branco – e, apesar do mal estar estomacal que tomou conta de Ringo por conta da dieta indiana, e de terem suspendido suas férias espirituais subitamente, após suspeitas sobre o comportamento financeiro e sexual do Maharishi (sobre as quais, anos mais tarde, Paul e George viriam a público se desculpar), os Beatles para sempre levariam consigo o hábito de meditarem, e a estadia na Índia se tornaria uma boa lembrança de um período um pouco mais leve e alegre, antes do amargo fim da banda.

Ashram2_AntonyMeadley_AgCatersNews

Ashram3_AntonyMeadley_AgCatersNews

Ashram4BOM_AntonyMeadley_AgCatersNews

O Ashram hoje em dia © Antony Meadley / Agência Caters News
O Ashram hoje em dia. Foto © Antony Meadley / Agência Caters News

Pois se por muitos anos os fãs tiveram de subornar guardas ou pular os muros para visitar o Ashram – que permaneceu por décadas abandonado depois que a concessão de uso, cedida pelo governo para o Maharishi, expirou – e conhecer esse cenário mítico e espiritual, agora enfim o centro de meditação foi reformado e reaberto para o público. Por dois dólares para os indianos e 10 para estrangeiros, qualquer um pode conhecer o local onde foram compostos clássicos como Dear Prudence, Back In The USSR, I’m So Tired, Ob-la-di Ob-la-da e Revolution.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Ashram_CEN3

© CEN

Foto © CEN

Placa sobre a estadia da banda no Ashram ("Os Beatles em Rishikesh. Eles vieram para cá em 1968, para estudar meditação transcedental com o Maharishi Mahesh Yogi. Durante sua estadia aqui, escreveram muitas canções célebres, lançadas no Álbum Branco e Abbey Road") © STR-AFP-Getty Images

Placa sobre a estadia da banda no Ashram (“Os Beatles em Rishikesh”. Eles vieram para cá em 1968, para estudar meditação transcedental com o Maharishi Mahesh Yogi. Durante sua estadia aqui, escreveram muitas canções célebres, lançadas no Álbum Branco e Abbey Road”)

Foto © STR-AFP-Getty Images

Divulgação5

Divulgação4

Divulgação3

Divulgação2

© Divulgação
Fotos: Divulgação

A abertura pública do local aconteceu no dia 08 de Dezembro de 2015, exatos 35 anos após o assassinato de John Lennon. A ideia é tornar o local um grande centro de Yoga e meditação, além de revitalizar o turismo da região.

Dá uma olhada nessas reportagens da época sobre os Beatles no Ashram:

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s