5 lugares fascinantes e intocados pelo mundo

Quando a gente acha que já viu de tudo, descobre uma porção de lugares novos e percebe que ainda há muito a ser explorado neste mundão. Mesmo aqueles que deram a volta por todos os continentes acabam deixando muitas cidades, aldeias, ilhas e vilarejos para trás. E como nem tudo é tão fácil quanto parece, se prepare para conhecer cinco lugares fascinantes e intocados pelo mundo.

Se o homem mal chega até lá, é porque o trajeto não deve ser nada tranquilo. Aliás, alguns destinos são tão remotos, que não há como acessá-los, então no máximo se consegue avistar de longe ou tirar fotos aéreas. Caso a adrenalina fale mais alto e a aventura te chame para uma nova jornada, esteja avisado para deixar a preguiça em casa, a quilômetros de distância, porque as caminhadas são longas.

1. Vulcão Dallol, Etiópia

O deserto de Danakil, na parte oriental da Etiópia, reserva um dos lugares mais fascinantes e mais quentes da Terra. Com temperaturas que podem chegar a 60ºC, o vulcão Dallol surpreende por seu terreno ardente forrado de cores brilhantes, do laranja ao verde. A paisagem se forma devido o impacto de magma basáltico nas minas de sal e a atividade hidrotermal no subsolo.

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/Dallol.jpg

2. Reserva Natural Integral do Tsingy de Bemaraha, Madagascar

Com uma porção de lanças de pedra apontando para o alto, a região da reserva natural do Tsingy de Bemaraha traz um visual surreal. As rochas de calcário se formaram durante milhões de anos atrás e entre a floresta de mangue vivem milhares de espécies raras.

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/Tsingy.jpg

3. Cataratas Honokohau, Maui

Com uma queda livre de 341 metros de altura, as cataratas de Honokohau são paraísos intocados em meio a uma paisagem verde deslumbrante. As quedas mais altas de Maui ficam no meio de montanhas inacessíveis, portanto só são observadas a distância ou por helicópteros que sobrevoam a região.

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/honokohau.jpg

4. Tepui, Venezuela

As montanhas de mesa plana no Planalto das Guianas, na Venezuela, tem nome de origem indígena, que significa “casa dos deuses”. O ponto mais alto chega a ter 3 mil metros de altura. Somente três picos podem ser alcançados a pé, incluindo o Monte Roraima, na fronteira com o Brasil, que está a 2.180 metros acima do nível do mar.

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/Tepui2.jpg

5. Rock Islands, Palau

Em Chalbacheb, Palau, está um fascinante arquipélago que pouca gente alcança e pouca gente sabe sobre. O paraíso intocado ganhou fama após imagens aéreas capturas por fotógrafos começarem a circular na internet. São 250 pequenas ilhas no Oceano Pacífico, com uma população de aproximadamente 20 mil habitantes. Operadoras de turismo fazem passeios de barco até o local.

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/Rock-Islands.jpg

Todas as fotos: Reprodução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s