Entre a repulsa e a reflexão, quadrinho catalão se torna fenômeno na internet através de humor extremo

No meio da chuva de banalidades que quase sempre compõe nossos feeds de Facebook, volta e meia surge essa história em quadrinhos que prende nossa atenção. Super colorida, sem qualquer balão de diálogo, com personagens sorridentes oferecendo um humor sádico, fantástico, mórbido e até poético em seu bizarro retrato da condição humana.

Assim é a obra do cartunista e ilustrador catalão Joan Cornellà, fenômeno nas redes sociais, que usa um traço quase ingênuo e suavemente pop para retratar o absurdo de nossas hipocrisias, tabus, moralismos e demagogias. Não há limites para as profundezas do que retrata Cornellà em seus quadrinhos, recheados de drogas, violência, críticas sociais e surreais pitadas de humor escatológico.

CORNELLA8

CORNELLA7

As influências que Cornellà apresenta podem causar estranheza, em se tratando de um cartunista, mas de fato abrangem o estranho leque de sentimentos que seus quadrinhos podem provocar. Das esquetes do grupo inglês Monty Python, passando pelo humor apocalíptico e profundo do dramaturgo irlandês Samuel Beckett, os labirínticos e fantásticos retratos humanos do escritor tcheco Franz Kafka, até a ética punk e hardcore da banda americana Minor Threat, segundo o próprio. Se tal reunião pode parecer incoerente em princípio, todos esses artistas, de maneiras diversas, procuram desnudar justamente as hipocrisias e injustiças que costumamos esconder.

CORNELLA6

A estranheza de seu conteúdo mordaz e provocador provoca ao mesmo tempo repulsa e identificação. Não por acaso, sua página no Facebook possui mais de 3 milhões de likes, ao mesmo tempo que Cornellà volta e meia recebe mensagens de ódio e ameaças de morte pelas redes sociais.

CORNELLA5

CORNELLA4

CORNELLA3

Em janeiro Joan Cornellà levantou impressionantes 91 mil libras (mais de 500 mil reais) em um projeto de financiamento coletivo para realizar animações, como essa abaixo:

Ele também está lançando seu livro Zonzo, que pode ser adquirido em pré-venda pela página da editora Mino.

CORNELLA2
Anúncios

Ele retrata prédios e monumentos históricos pelo mundo através de seus reflexos

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/reflexo11.jpg

Se você já estava cansado de ver aquelas fotografias de viagens tão parecidas umas com as outras, é hora de conhecer o trabalho do diretor criativo Daniel Evans, que usa reflexos para criar uma nova perspectiva sobre edifícios e monumentos históricos ao redor do mundo.

Daniel vive em Londres e publica as fotografias capturadas desta forma inusitada em sua conta do Instagram, chamada @reflections_on_life. As imagens clicadas por ele têm um quê de surreal, mas prometem deixar qualquer um encantado e com vontade de ver aquela construção ao vivo em sua forma natural.

Dá uma olhada em alguns dos cliques do cara:

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/reflexo1.jpg

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/reflexo2.jpg

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/reflexo4.jpg

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/reflexo5.jpg

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/reflexo6.jpg

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/reflexo7.jpg

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/reflexo8.jpg

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/reflexo9.jpg

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/reflexo10.jpg

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/reflexo11.jpg

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/reflexo12.jpg

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/reflexo3.jpg

Todas as fotos © Daniel Evans

Sim, o Acre existe e abriga parte da região de maior biodiversidade do planeta

A ‘lenda’, que se tornou meme na internet, diz que o Acre não existe. Um pouco por conta das distâncias, poucos foram até lá para conhecer o lugar com seus próprios olhos. Mas o que pouca gente sabe é que o Estado guarda consigo um trecho surpreendente da biodiversidade brasileira, logo na fronteira com o Peru. Conheça a Serra do Divisor e descubra o que você está perdendo por aquelas bandas.

Englobando partes mais profundas da floresta amazônica e no sopé da Cordilheira dos Andes, o parque nacional – também chamado de Serra do Moa ou Serra da Contamana – tem 1,3 milhões de hectares, o que o torna um dos maiores blocos contíguos de terras protegidas na América Latina. As paisagens exuberantes incluem canyons, montanhas vulcânicas, cachoeiras, lagos e floresta tropical, que se dividem entre o Acre e a cidade vizinha.

O vulcão dormente El Cono, coberto de verde, fica na parte peruana e é tido como símbolo da Serra do Divisor. Esta afastada relíquia natural ficou desconhecida até 10 anos atrás e abriga espécies raras que surpreendem cientistas e pesquisadores, assim como tribos indígenas que vivem isoladas. Além disso, chega a conter 165 milhões de toneladas métricas de carbono lançadas por mais de 127 milhões de veículos segundo dados da Agência de Proteção Ambiental dos EUA.

A má notícia é que as terras, mesmo de difícil acesso, são constantemente invadidas e alvo de desmatamento, pesca e caça ilegal, extração de minérios e tráfico de drogas. Há esforços sendo feitos pelos governos envolvidos para proteger a região e mantê-la viva. Para ajudar, assine a petição que pede pela sanção do projeto de lei de proteção a área. 

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Serra-do-Divisor.jpg

Foto via

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Serra-do-Divisor2.jpg

Foto ©

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Serra-do-Divisor3.jpg

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Serra-do-Divisor4.jpg

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Serra-do-Divisor5.jpg

Fotos © Rainforest Trust

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Serra-do-Divisor7.jpg

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Serra-do-Divisor9.jpg

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Serra-do-Divisor6.jpg

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Serra-do-Divisor10.jpg

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Serra-do-Divisor11.jpg

Fotos © Diego Perez

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Serra-do-Divisor8.jpg

Foto © Thomas Muller

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Serra-do-Divisor15.jpg

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Serra-do-Divisor13.jpg

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Serra-do-Divisor14.jpg

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Serra-do-Divisor12.jpg

Fotos: SECOM/Acre

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/01/Serra-do-Divisor16.jpg

JOVEM TRANSFORMA VAN DA SUA AVÓ EM CASA MÓVEL PARA VIAJAR E TRABALHAR AO MESMO TEMPO

Quando a avó do fotógrafo Travis Burke comprou uma van Dodge Ram de 1994, ela nunca imaginaria que o veículo iria se transformar tanto. Hoje, o automóvel ganhou status de casa e permite que Travis trabalhe enquanto viaja pelo mundo.

Para que isso fosse possível, a van foi customizada e ganhou painéis para captação de energia solar, uma pia, uma cama dobrável e até mesmo uma mini-geladeira. A transformação levou 3 meses para ficar completa e custou cerca de £ 5 mil.

Hoje, aos 28 anos, o fotógrafo já está na estrada há 16 meses, tendo viajado quase 100 mil quilômetros pela América do Norte. Durante o percurso, Travis aproveita para registrar fotografias das paisagens estonteantes por onde passa ou mesmo fotos noturnas do céu.

“Eu realmente espero inspirar as pessoas a sair e explorar seu próprio quintal. Você não precisa planejar umas férias elaboradas para encontrar uma paisagem bonita e original”, conta ele, que já soma mais de 200 mil seguidores no Instagram.

Dá uma olhada em algumas imagens incríveis clicadas por ele:

travis1

travis2

travis3

travis4

travis5

travis6

travis7

travis11

travis12

travis14