Série de fotos inspiradora mostra o outro lado da Índia, que ninguém te conta

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india16.jpg

Um país tão grande quanto a Índia não poderia se restringir apenas a metrópoles cheias de gente. Apesar disso, normalmente são apenas essas as fotografias que vemos do país. O fotógrafo indiano Neelima Vallangi também estava cansado destas imagens sempre tão parecidas de sua terra natal. Foi assim que, depois de hesitar durante anos, ele decidiu viajar pelo país e descobrir alguns de seus recantos naturais quase intocados.

Em uma jornada que foi de Karnataka, no sul, aos Himalaias, no norte, o fotógrafo redescobre uma Índia repleta de paz e serenidade em meio à natureza. “Durante muito tempo, eu evitei viajar pela Índia. Só quando viajei para o Himalaia, em 2008, descobri lugares silenciosos da Índia. Lugares cheios de caráter ainda desprovidos da multidão que se tornou sinônimo do meu país“, conta.

Neelima compartilha as imagens capturadas durante essa aventura para que possamos descobrir mais sobre as belezas ocultas da Índia junto com ele.

Confere só:

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india1.jpg

Pin Valley

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india2.jpg

Cataratas Sathodi, Karnataka

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india3.jpg

Pôr-do-sol em Meghalaya

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india4.jpg

Lago Pangong, Ladakh

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india5.jpg

Ilhas Andaman e Nicobar

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india6.jpg

Long Island

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india7.jpg

Lago meio congelado em Kashmir

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india8.jpg

Gurudongmar Lake, Sikkim

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india9.jpg

Rio Kumaradhara

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india10.jpg

Kanha National Park, Madhya Pradesh

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india11.jpg

Kanha National Park, Madhya Pradesh

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india12.jpg

Uttarakhand

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india13.jpg

Lago Pangong Tso

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india14.jpg

Ilhas Andaman e Nicobar

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india15.jpg

Banjar Valley, Himachal Pradesh

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india16.jpg

Kinnaur, Himalayas

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india17.jpg

Nômades de Changthang 

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india18.jpg

Kudremukh National Park, Karnataka

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india19.jpg

Rio Sharavathi, Karnataka

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/india20.jpg

Florestas de Sikkim

 https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/02/banheiro-mtwhitney.jpg

 As pessoas estão postando fotos da vista de banheiros pelo mundo e o resultado é ótimo

Depois de conhecer banheiros de diferentes culturas e outros irresistíveis ao redor do mundo, vimos que os toilets aguçam bastante a curiosidade. Isso porque a gente repara muito no ambiente, que acima de tudo tem que estar limpo e, de preferência, ter o mínimo de privacidade. Mas o design também prende a atenção e as pessoas começaram a compartilhar fotos de banheiros com vistas incríveis.

Além de fazer as suas necessidades, alguns toilets conseguem te entreter. Você pode passar horas só contemplando o lugar ou o que há do outro lado da janela. As distrações são inúmeras, assim como a variedade de tipos de banheiro que existe por este mundão. O site Reddit tem um board onde as pessoas trocam fotos e informações de toilets impressionantes.

Olha só:

Califórnia (EUA)

banheiro-california

Suécia

banheiro-suecia

Melbourne (Austrália)

banheiro-melbourne

Japão

banheiro-japao

Coreia

banheiro-coreia

Monte Whitney (EUA)

banheiro-mtwhitney

África do Sul

banheiro-africa-do-sul

Santa Bárbara (EUA)

banheiro-stabarbara

Londres

banheiro-londres

China

banheiro-china

Fotos via
 

 Fotos antigas do Oscar mostram o glamour do passado da Academia

Houve um tempo em que para se andar de avião era de bom tom vestir sua melhor roupa, para desfilar com elegância pelo aeroportos e corredores. Não é difícil supor portanto o charme e a pompa que tinha uma festa como o Oscar antigamente.

Se hoje em dia o prêmio perdeu um tanto de seu significado e glamour, muito pelo sentido bastante comercial que o prêmio tomou, o fato é que o Oscar era a festa mais elegante do mundo.

E apesar de tudo, a cerimônia segue apaixonante, como poderemos ver em sua 88a edição, que acontecerá no dia 28 de fevereiro. Até lá, podemos nostalgicamente relembrar alguns dos mais precisos registros do charme e do refinamento do Oscar ao longo de seus anos:

Primeira reunião organizacional da academia, em 1927 Primeira reunião organizacional da academia, em 1927
A atriz Grace Kelly, antes de se tornar Princesa de Mônaco, comparecendo à festa em 1955 A atriz Grace Kelly, antes de se tornar Princesa de Mônaco, comparecendo à festa em 1955
O casal Humphrey Bogart e Lauren Bacall adentrando a cerimônia em 1952. Bogart viria a ganhar o Oscar de melhor ator por Uma Aventura na África O casal Humphrey Bogart e Lauren Bacall adentrando a cerimônia em 1952. Bogart viria a ganhar o Oscar de melhor ator por Uma Aventura
na África Elizabeth Taylor, um tanto desanimada, na 26a edição do Oscar, em 1954 Elizabeth Taylor
em 1954 O ator Jimmy Stewart apresentando a premiação em 1942, enquanto ainda servia ao exército americano O ator Jimmy Stewart apresentando a premiação em 1942, enquanto ainda servia ao exército americano
Em 1989, Jodie Foster ganhou o Oscar de melhor atriz pelo filme Os Acusados Em 1989, Jodie Foster ganhou o Oscar de melhor atriz pelo filme Os Acusados
Marlon Brando, acompanhado de sua estatueta de melhor ator pelo filme Sindicato de Ladrões Marlon Brando, acompanhado de sua estatueta de melhor ator pelo filme Sindicato de Ladrões
O cantor e compositor Isaac Hayes exibindo sua estatueta vencida pela canção original do filme “Shaft”, em 1972 O compositor Isaac Hayes com sua estatueta pela canção original do filme “Shaft”, em 1972
OSCAR11
Audrey Hepburn emocionada com o Oscar que venceu pelo filme A Princesa e o Plebeu, em 1954 Audrey Hepburn emocionada com o Oscar que venceu pelo filme A Princesa e o Plebeu, em 1954
C3PO (de gravata borboleta!), R2D2 e Mark Hammil com o engenheiro de som Benjamin Burtt Jr. no Oscar de 1978 C3PO (de gravata borboleta!), R2D2 e Mark Hammil com o engenheiro de som Benjamin Burtt Jr. no Oscar de 1978
Em 1973, a atriz de origem indígena Sacheen Littlefeather recusou, em nome de Marlon Brando, o prêmio que o ator receberia por O Poderoso Chefão. O motivo foi a maneira como os nativos americanos eram tratados nos filmes Em 1973, a atriz de origem indígena Sacheen Littlefeather recusou, em nome de Marlon Brando, o prêmio que o ator receberia por O Poderoso Chefão. O motivo foi a maneira como os nativos americanos eram tratados nos filmes
Os jovens e belos Anthony Hopkins e Charlotte Rampling nos bastidores da premiação, em 1976 Os jovens e belos Anthony Hopkins e Charlotte Rampling nos bastidores da premiação, em 1976
 Hattie McDaniel, ao vencer o Oscar de melhor atriz coadjuvante em 1940 pelo filme …E o Vento Levou, tornou-se a primeira atriz afro-americana a ganhar um prêmio da academia Hattie McDaniel, ao vencer o Oscar de melhor atriz coadjuvante em 1940 pelo filme …E o Vento Levou, tornou-se a primeira atriz afro-americana a ganhar um prêmio da academia
Muhammad Ali e Silvester Stallone, em 1977, quando Rocky, de Stallone, ganhou melhor filme e melhor diretor Muhammad Ali e Silvester Stallone, em 1977, quando Rocky ganhou melhor filme e melhor diretor
Frank Sinatra em 1955 Frank Sinatra em 1955
A exuberante Ava Gardner na platéia do prêmio em 1960 A exuberante Ava Gardner na platéia do prêmio em 1960
Audrey Hepburn e Grace Kelly, nos bastidores, em 1956 Audrey Hepburn e Grace Kelly, nos bastidores, em 1956
Raquel Welch, Gene Hackman e Cloris Leachman (com o prêmio de melhor atriz coadjuvante na mão, pelo filme A Última Sessão de Cinema), em 1972 Raquel Welch, Gene Hackman e Cloris Leachman (com o prêmio de melhor atriz coadjuvante na mão, pelo filme A Última Sessão de Cinema), em 1972
Elizabeth Taylor em uma comemoração após vencer o Oscar de melhor atriz pelo filme Disque Butterfield 8, em 1961 Elizabeth Taylor em uma comemoração após vencer o Oscar de melhor atriz pelo filme Disque Butterfield 8, em 1961

© Todas as fotos: divulgação

O incrível novo filme sobre Van Gogh onde cada frame foi pintado à óleo no mesmo estilo do artista

 Van-Gogh-s-Self-Portrait-with-Grey-Felt-Hat
Mesmo para quem não se liga muito em pintura, geralmente é fácil reconhecer o estilo de Vincent Van Gogh. Como homenagem ao artista, que nunca fez sucesso durante sua vida, produtores de cinema estão preparando um filme sobre ele, feito a partir de 57 mil frames pintados à óleo, como nas obras do holandês!

O roteiro de “Loving Vincent” é baseado em centenas de obras e cartas de autoria de Van Gogh. A diretora do projeto também é pintora, e usou as palavras dele para explicar a inspiração: “Em uma carta para seu irmão, Vincent disse que ‘só podemos falar através de nossas pinturas”.

Foi um desafio escolher os artistas que fariam parte do time, e os produtores estimam que precisarão de algo entre 50 e 60 pintores capazes de produzir arte do mais alto nível.

VanGogh_Frames
Estrutura necessária para a criação do filme. Imagem via

De acordo com a equipe, o projeto deve levar em torno de dois anos para ficar pronto, com muita paciência. Para produzir um segundo de vídeo são necessários doze frames. A ideia inicial era fazer um curta-metragem, mas a quantidade de fãs de Van Gogh ao redor do mundo fez os produtores mudarem de ideia.

Confira o trailer e algumas das obras do artista:

V
Todas as imagens: Reprodução YouTube

Conheça 7 histórias de animais que salvaram pessoas da morte

Você não tem que ser puxado para fora de um poço por uma collie corajosa para saber que existem animais heróis. Mas, quando pensamos neles, normalmente imaginamos cães de resgate ou cães-guia. Não imaginamos leões, gorilas e até mesmo baleias se jogando no caminho do perigo para poupar algum humano indefeso.

Confira abaixo alguns exemplos surpreendentes de salvadores do mundo animal:

7. Leões salvam garota de sequestradores

Lion roar

 

Quando você pensa sobre quais animais você menos quer que apareçam quando você está ferido e indefeso, leões ocupam tranquilamente o pódio. Eles passam dos 130 quilos, medem quase 2 metros de comprimento e olham para você como nada mais do que uma iguaria em um restaurante leonino extravagante chamado África. Mas, como temos observado antes, os leões também têm um lado mais mole que faz com que cuidem de algumas criaturas improváveis.

Neste caso, é uma menina queniana de 12 anos de idade que estava desaparecida há uma semana. Descobriu-se que ela havia sido sequestrada por vários homens que estavam tentando forçá-la a se casar com um deles (por que quem tem tempo para, sei lá, um jantar, flores e esperar a menina chegar à maioridade?). Mas quando as autoridades finalmente a encontraram, ela estava sozinha e seus sequestradores tinham fugido. Ela estava cercada por três leões que tinham assustado seus captores e feito com que eles saíssem correndo antes de virar jantar.

A polícia disse que os leões a haviam protegido durante aproximadamente metade do dia . Os animais não só se abstiveram de comê-la, como também certificaram-se de que nada nem ninguém chegasse perto dela – exceto a polícia. Quando eles finalmente encontraram o local, os leões partiram.

Especialistas dizem que os reis da selva poderiam ter reagido às lágrimas da menina, como se fossem os miados de um filhote de leão.

6. Gorila salva garoto de três anos de idade

animais herois 6
O motivo pelo qual podemos manter um animal selvagem em um jardim zoológico sem ele constantemente tentar atacar e assassinar os visitantes, é porque eles ganham um espaço para chamar de seu. A maioria dos animais são territoriais. Desde que essas fronteiras sejam respeitadas, eles ficam felizes em comer, divertir-se e reproduzir-se para o entretenimento dos espectadores boquiabertos.

Mas essa bolha territorial foi estourada por um menino de três anos de idade no jardim zoológico de Brookfield, em Illinois, nos Estados Unidos – ele estava bem ao lado do recinto do gorila quando caiu sobre a cerca. A queda de quase seis metros de altura o deixou inconsciente e com um ferimento crítico na cabeça. Como gorilas podem ser perigosamente individualistas com seu território, a polícia foi impedida de ação imediata – quem quer ver uma violenta batalha entre uma equipe da SWAT e um enorme rebanho de gorilas enquanto há uma criança desacordada no lugar?

Assim, com uma criança necessitada e nenhuma ajuda à vista, Binti Jua entrou em ação. E por mais que isso pareça um bom nome para um Super-Homem indiano, não era; Binti era um dos gorilas do zoológico.

O primata veio em auxílio do menino, o pegou nos braços e, em seguida, o trouxe até a porta de seu recinto, onde paramédicos podiam chegar até ele. A polícia e os funcionários observaram que, sem a ajuda de Binti, a situação poderia ter sido muito pior.

animais

E no caso de você estar achando que estamos apenas interpretando mal as ações do gorila, na verdade, este não é um incidente isolado. Na década de 1980, outro garoto caiu em um recinto de gorilas no Jersey Zoo, localizado em uma ilha do Canal da Mancha, atualmente um parque ecológico. Naquela ocasião, o gorila era um macho adulto que cuidou do garoto inconsciente e levou para longe o resto de sua tropa quando os paramédicos chegaram.

Só fica meio difícil saber se os gorilas realmente estavam preocupados com o bem-estar das crianças depois da queda ou com o quão estúpidos nós aparentemente somos.

5. Baleia salva mergulhador

animais herois 5
Não sei se você percebeu, mas a China está rapidamente suplantando o Japão como líder mundial em notícias estranhíssimas. Este é um exemplo perfeito, porque tudo sobre esta história é absurdo.

Ela começa com o Aquário Polarland em Harbin, na China, que realizou um concurso de mergulho em seu tanque de baleias com 6 metros de profundidade e temperaturas árticas. Dele, participaram sete mergulhadores que não foram autorizados a usar aparelho de respiração. O vencedor poderia se candidatar a um emprego como instrutor da baleia. O que será que os zeladores têm que fazer para se candidatar a seus empregos? Lutar até a morte com esfregões em chamas?

De qualquer forma, Yang Yun, de 26 anos, foi uma dos sete mergulhadores sortudos. Ao chegar ao fundo da piscina, ela teve câimbras na perna, o que lhe impediu de nadar corretamente. Não que fosse totalmente imprevisível que algo assim poderia acontecer em um concurso de mergulho sem equipamento de respiração realizado em água congelada.

Em seu pânico, ela começou a engasgar, o que teria levado ao seu iminente afogamento. Isto é, se Mila, uma das duas baleias beluga no tanque, não tivesse visto o problema e nadado em seu socorro.

Mila agarrou a perna de Yang Yun com sua boca e começou empurrá-la para a superfície. A mergulhadora sobreviveu, e provavelmente não teria o feito sem a ajuda de Mila. Neste ponto, podemos apenas supor que os donos do aquário deram de ombros e disseram: “Viram? A baleia a salvou. Qual é o problema com o nosso concurso?”.

4. Porca salva sua dona de ataque cardíaco

animais herois 4
Lulu, uma porca barriguda e feiosa, começou sua trajetória como um presente de aniversário dado a uma mulher que quis levá-la para casa. Então, a mãe da aniversariante, Jo Ann, ficou com a porca – em parte por piedade, em parte por expectativa de ter presunto para o almoço -, mesmo que ela não aparentasse ser muito útil num futuro próximo.

Aparentemente, o que faltava de glamour a Lulu, sobrava em habilidade. Quando Jo Ann teve um ataque cardíaco, Lulu deu uma olhada e entrou em ação, fazendo uma cirurgia no coração usando apenas o seu focinho. Brincadeirinha – Lulu correu para pedir ajuda, o que foi heroico por si só, considerando seu peso. O problema era que ela nunca tinha saído do jardim antes. Como uma bola de presunto de 70 quilos conseguiu destravar um portão? Nós nunca saberemos.

De qualquer forma, Lulu escapou de seu quintal e encontrou uma rodovia. Ela esperou por um carro passar por ali e, em seguida, foi para o meio da estrada e ficou deitada lá até os carros pararem. Quando ninguém parava, Lulu voltava imediatamente até Jo Ann para se certificar de que ela estava ok. Após 45 minutos de motoristas pensando que era perfeitamente natural ter que desviar para evitar um porco gigante na estrada, alguém finalmente parou para ver o que estava acontecendo.

O motorista seguiu Lulu até a casa e descobriu que Jo Ann tinha sofrido um ataque cardíaco. Ele chamou os paramédicos e Jo Ann foi salva. Como recompensa, Lulu recebeu sua comida favorita: um donut de geleia. É, nós também achamos que ela merecia pelo menos uma piscina das famigeradas rosquinhas, mas fazer o quê?

3. Mulher é salva de ataque de vaca por égua

animais herois 3
Nunca é demais mencionar que mais pessoas são mortas por vacas do que por tubarões. Assim, não ria da necessidade de alguém ser salvo de um ataque de vaca, porque havia um perigo real na situação. Só imagine ter meia tonelada de fúria bovina vindo em sua direção e esse sorrisinho malvado vai escorrer da sua cara.

Voltando ao assunto: Fiona Boyd, uma agricultora da Escócia, estava fazendo seu dever de fazendeira atendendo ao grito preocupado de um bezerro quando a vaca mãe decidiu que não estava num bom dia e atacou sua dona. Com seus 500 quilos, o animal investiu contra Fiona várias vezes e, em seguida, jogou o corpo dela e suas boas intenções no chão. Então, a vaca rolou em cima dela, só por garantia.

Quando Fiona achava que não tinha mais esperança alguma, sua égua, Kerry, ouviu seus gritos e correu em seu auxílio. Kerry começou a chutar a vaca até que ela se rendesse – uma briga que provavelmente resultou em um bife insanamente macio. Kerry acabou dando a Fiona tempo suficiente para rastejar por seis metros até a segurança de uma cerca elétrica.

Depois do ocorrido, Fiona foi tratada somente para cortes e contusões, ao invés de chegar ao hospital num pote de geleia, o que poderia ter acontecido caso sua égua salvadora não tivesse interferido.

2. Coelha salva homem de coma diabético

little bunny sitting
Coelhos geralmente vêm em um de dois formatos: almoço ou fofura. Um é usado em reuniões de família, e o outro é usado para entretenimento, variando de estrelas de vídeos no YouTube a assistentes de mágicos. Nenhum deles é considerado particularmente corajoso ou algo do gênero. Ou pelo menos eles não eram até um cara chamado Simon Steggall ter caído em um coma diabético potencialmente letal no sofá de sua casa, em Cambridgeshire, Inglaterra.

Victoria, sua esposa, estava por perto quando isso aconteceu, mas ela tinha tido a impressão de que ele tinha adormecido no sofá depois de um árduo dia de trabalho. Foi Dory, a coelha do casal, que sentiu algo errado e pulou em cima de Simon. Ela começou a bater as patinhas de forma enfática e lamber a boca de Simon, como uma versão orelhuda do Príncipe Encantado tentando trazer seu dono à consciência.

Victoria logo viu o comportamento estranho de Dory e descobriu que a coelha de alguma forma tinha um sentido mais agudo do estado médico de seu marido do que ela. Ela chamou os paramédicos e a vida de Simon foi salva.

Pelos seus esforços, Dory foi premiada como membro honorário da Associação e Fundo para o Bem-Estar dos Coelhos (juramos que é uma instituição real). E ainda que nós quiséssemos muito dizer esta é uma organização composta inteiramente de coelhos heroicos, a adesão é uma honra que é normalmente reservada para seres humanos – o que torna o título ainda mais impressionante.

1. Os golfinhos são os anjos do oceano

animais herois 1
Em 2004, quatro salva-vidas estavam nadando ao largo da costa da Nova Zelândia, quando um grupo de golfinhos os cercou debaixo d’água. Se tivessem passado algum tempo lendo matérias bizarras na internet, os salva-vidas teriam assumido que estavam prestes a ser estuprados por uma gangue de golfinhos. O melhor que eles poderiam esperar era que tudo acabasse rápido e restassem partes suficiente de seus corpos para um enterro decente.

Isso, é claro, até que um dos golfinhos pulou para fora da água e veio à tona na direção de um grande tubarão branco de três metros de comprimento. Assim que o tubarão avistou os salva-vidas, correu para eles, mas os golfinhos começaram a nadar em um frenesi, bloqueando seu caminho. Os golfinhos nadaram ao redor por cerca de 40 minutos, até que os salva-vidas estivessem em segurança.

Quase exatamente a mesma coisa aconteceu alguns anos mais tarde. Em 2007, um homem chamado Todd Endris estava surfando quando um grande tubarão branco o tirou de sua prancha com uma mordida. Depois de levar alguns pedaços de Todd, o tubarão foi repelido por um grupo de golfinhos que cercaram Todd até que ele chegasse à costa e fosse ajudado por um amigo.

Enquanto essas histórias poderiam ter sido inventadas por defensores de golfinho desonestos, há um grande número de relatos em primeira mãoque descrevem golfinhos agindo desta forma. Até mesmo o ator, cantor e comediante Dick Van Dyke teria sido salvo por botos depois de pegar no sono em cima de sua prancha.

Os cientistas não sabem ao certo porque os golfinhos salvam as pessoas, mas eles definitivamente concordam que os animais têm a inteligência para fazê-lo, quer se trate de algum sentido altruísta em relação a criaturas que precisam de ajuda ou porque simplesmente odeiam tubarões. [Cracked]

Da Louisiana à Etiópia: veja as melhores fotos de viagem de 2015

O ano chega ao fim e sempre traz várias retrospectivas. Para contribuir com as lembranças, o concurso International Travel Photographer of the Year revelou as fotos de viagem mais icônicas de 2015, mostrando o quanto o mundo é surpreendente através das lentes de vários fotógrafos.

O vencedor geral foi o holandês Marcel van Oosten, que ficou a frente de competidores de 110 países com duas séries de fotos. As fotografias em preto e branco mostram um homem numa canoa em meio às árvores do rio Atchafalaya, em Louisiana (EUA), enquanto a outra foi feita com pelicanos em várias poses com enquadramento fechado.

Na premiação ainda foram escolhidas fotos clicadas em lugares um tanto exóticos, como Mianmar, Mongólia, Lesoto, China, Etiópia e Brasil. No verão de 2016 as fotos serão expostas no Museu de Docklands, em Londres.

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/MarselVanOosten2.jpg

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/MarselVanOosten.jpg

Fotos © Marcel van Oosten

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/RafalZiejewski.jpg

Foto © Rafal Ziejewski

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/ZhuJingyl.jpg

Foto © Zhu Jingyl

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/UliKunz.jpg

Foto © Uli Kunz

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/TimAllen.jpg

Foto © Tim Allen

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/StuartRedler.jpg

Foto © Stuart Redler

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/LyHoang.jpg

Foto © Ly Hoang

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/LarryLouie.jpg

Foto © Larry Louie

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/SpencerCox.jpg

Foto © Spencer Cox

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/JamesMorgan.jpg

Foto © James Morgan

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/JasperDoest.jpg

Foto © Jasper Doest

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/JianhuiLiao.jpg

Foto © Jianhui Liau

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/JoelSantos.jpg

Foto © Joel Santos

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/KanashkevichMitchell.jpg

Foto © Kanashkevich Mitchell

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/GunarStreu.jpg

Foto © Gunar Streu

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/GaryPullar.jpg

Foto © Gary Pullar

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/FranciscoMingnorance.jpg

Foto © Francisco Mingnorance

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/ChaseGuttman.jpg

Foto © Chase Guttman

https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/BrigittaMoser.jpg

Foto © Brigitta Moser

Kiribati: este paraíso será o primeiro país do mundo a deixar 2015 para trás

Há pouco tempo nós falamos aqui sobre o Kiribati, um país localizado no meio do Pacífico que está desaparecendo aos poucos por conta das mudanças climáticas. Mas o que pouca gente sabe é que este conjunto de 33 ilhas e atóis, sendo 21 delas desabitadas, será o primeiro país do mundo a celebrar a virada do ano.

A população de Kiribati era de menos de 113 mil pessoas em 2009. Até 1994, a Linha Internacional de Data dividia o país, o que significa que, para uma parte da população era domingo de manhã, enquanto a outra estava exatamente um dia à frente. Porém, em 1995, o país decidiu unificar seu fuso horário para evitar confusões – e se tornou o local com a hora mais adiantada de todas. Para se ter uma ideia, quando for 8h da manhã do dia 31 de dezembro no Brasil, o Kiribati já estará comemorando a chegada de 2016.

O país só se tornou independente em 1979 – antes disso, era ainda uma colônia britânica. Mas suas ilhas estão entre alguns dos paraísos perdidos do mundo. Confere só algumas das incríveis paisagens deste país onde o ano irá chegar primeiro:

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/kiribati2.jpg

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/kiribati3-1.png

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/kiribati4-1.png

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/kiribati5-1.png

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/kiribati6-1.png

https://i2.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2015/12/kiribati7-1.png

Todas as fotos © David Kirkland