Mulher com câncer de mama documenta sua transformação de forma positiva

Acima de qualquer tratamento contra o câncer, é preciso antes de mais nada ser forte para enfrentá-lo ao invés de lamentar a doença. A fotógrafa Andi Last encontrou uma forma criativa de encarar seu diagnóstico, documentando suas transformações ao longo do tempo de maneira positiva, abraçando sua metamorfose.
Diagnosticada com câncer de mama, o primeiro sintoma que Andi teve com a quimioterapia foi a queda dos cabelos, que aconteceu depois de 13 dias do início do tratamento. Assim, sentiu que poderia se divertir um pouco com a situação e aproveitou a calvice para brincar com perucas de várias cores, acessórios e até mesmo tattoos de henna enfeitaram a cabeça.
A atitude serve como inspiração para outras mulheres, que mesmo diante de um problema de saúde possam superá-lo da melhor maneira: sorrindo. A criativa fotógrafa encontrou sua maneira de ser resiliente. “O câncer de mama é a coisa mais difícil que eu já tive de lidar”, escreveu no siteReddit. E continou: “me deixa tão feliz saber que estas fotos ajudaram de alguma maneira outra pessoa com a doença”.  Certamente, já virou uma fonte de alegria e força para todos nós.
“Tenho câncer de mama e assim é como eu sou normalmente”
cancerdemama7
“13 dias depois da minha primeira quimioterapia, meu cabelo começou a cair. No dia 18 eu raspei minha cabeça. Não gosto muito de usar perucas, mas fico feliz que as tenho em dias em que quero cuidar dos negócios sem ser notada.”
cancerdemama6
Na maior parte do tempo me mantenho careca”
cancerdemama5
“Eu adoro minha boina (não sou uma pessoas de lenços mesmo)”
cancerdemama4
“Ocasionalmente, também me divirto com outras perucas (também tenho azul e vermelha!)”
cancerdemama3
“Final de semana passado eu até fiz uma tattoo de henna!” cancerdemama2
“Estou na metade do tratamento – e ansiosa para deixá-lo para trás”
cancerdemama
Todas as fotos © Andi Last
Anúncios

Pra todo mundo ver: fotógrafo clica lindos momentos de amor em espaços públicos

O espaço público é pra ser, estar, beijar. O fotógrafo francês radicado em Montreal, Canadá, Mikaël Theimer curte captar expressões de amor pelas ruas por onde passa.

Seus registros deram origem à série Street Love, com fotos em preto e branco criadas a partir de momentos espontâneos de afeto. “Eu realmente gosto muito de capturar um momento de amor no meio do espaço público, pois a fotografia permite que ele dure pra sempre”, contou Mikaël.

As fotos a seguir fazem parte da ideia original do projeto, que quer atender também a pedidos de casais que queiram ser fotografados.

https://i1.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/streetlove1.jpg

https://i2.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/streetlove2.jpg

https://i1.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/streetlove5.jpg

streetlove3

streetlove4

streetlove6

streetlove7

streetlove8

streetlove9

streetlove11

streetlove12

streetlove13

streetlove14

streetlove15

Todas as fotos © Mikaël Theimer

 https://i0.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/03/morning-views-tent1.jpg

Vistas de tirar o fôlego de dentro de uma barraca

Imagina só acordar com a cena do sol saindo por trás das montanhas? A série de fotografias “Morning Views From The Tent” (Vistas da manhã na barraca) chegou para aprovar que acampar pode ser o melhor e mais lindo dos passeios. Vem ver!
Apenas um clique com as pernas esticadas basta para o fotógrafo russo Oleg Grigoryev. O que importa é uma perspectiva e um lugar diferente a cada dia. Além do contato com a natureza, que chega a ser de arregalar os olhos!
Para que algumas belezas fossem possíveis de ser captadas, ele já se aventurou em montanhas com mais de 4.500 metros de altura. De onde vem tanta energia? Basta ver as fotos e você entenderá. Confira!
morning-views-tent9
Fotos: ©Oleg Grigoryev

mike13 

 Série fotográfica explora as nuances do desejo e do erotismo por caminhos inesperados

Toda a arte é erótica. Quem disse isso não fomos nós, mas o conhecido artista austríaco Gustav Klimt. E ele não foi o único a levar essa ideia muito a sério. Recentemente, o fotógrafo estadunidense Mike Spears resolveu provar que a premissa é verdadeira usando fotografias de objetos cotidianos repletos de erotismo.

Em imagens coloridas e por vezes divertidas, Mike parece ver a nudez como um artifício óbvio e evita utilizá-la na maioria das vezes. Por outro lado, o tom erótico fica por conta de frutas, animais ou mesmo arbustos que insinuam muito mais do que se vê nas fotografias.

Acompanha só:

mike2

Todas as fotos © Mike Spears

 

Milão vai pagar moradores para trocar carro por bike no trajeto até o trabalho

É isso mesmo que você acabou de ler! Enquanto em São Paulo ainda tem gente reclamando da ciclovia, grandes cidades incentivam cada vez mais o uso da bicicleta como principal meio de transporte. E Milão chegou para chutar o balde, arrebentar a boca do balão com a sua mais nova iniciativa. Olha só:
Mais de 5,5 milhões de pessoas morrem ao ano por conta da poluição em todo o mundo – e Milão é a cidade mais poluída da Europa. Na China, pessoas já chegam a pagar para respirar ar puro importado do Canadá por alguns minutos. Na França já existe o Dia do Pedestre. Roma também já proibiu carros de circular por alguns dias por conta da baixa qualidade do ar.
E parece que martelar a urgência desta questão ambiental (sem contar o trânsito, a mobilidade e o bem-estar) na mente das pessoas não é suficiente para modificar o estilo de vida das pessoas.
Por conta disso, Milão resolveu pagar para pessoas irem trabalhar de bike como um método de incentivo para reduzir o problema do excesso nas grandes cidades. Entre os incentivos estão o abatimento fiscal, ajuda de custo para comprar um bicicleta e bônus por quilômetro pedalado.
Calcula-se cerca de €35 gastos pela causa.
E se você ainda não se convenceu de que pedalar é uma boa ideia, saiba que cidades na França, Alemanha, Holanda, Dinamarca e Bélgica já planejam adotar a iniciativa. É, o futuro das bikes está próximo. Preparem-se, pois sendo assim, nossas vidas estão prestes a mudar – para muito melhor!
bike-gif
Fotos via Wikimedia Commons/Luca Volpi

Esse cãozinho foi abandonado após sobreviver a um incêndio e tornou-se bombeiro ao lado de seu salvador

Superar adversidades e se tornar inspiração para que outros contornem e evitem as mesmas dificuldades que te acometeram é uma nobre virtude para qualquer ser humano, imagine para um cachorrinho. Pois foi exatamente isso que aconteceu com o hoje mascote do corpo de bombeiros Tiny Jake (Pequeno Jake).

Após ter 75% de seu corpo queimado em um incêndio acidental, Jake foi abandonado por seus antigos donos e adotado pelo bombeiro que o salvou, e se tornou um membro oficial do corpo de bombeiros – com direito a certificado e tudo.

https://i0.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/JAKE10.jpg

Tudo começou pois, depois do incêndio, a família que antes cuidava de Jake – que tinha somente quatro semanas de vida quando aconteceu o acidente – percebeu que não teria recursos para cuidar do filhote, e acabou abandonando-o em um veterinário local.

A notícia se espalhou, e William Lindler, o bombeiro responsável por seu salvamento, não titubeou: adotou Jake que, rodeado de amor e cuidados dentro do batalhão, recuperou-se rapidamente.

https://i0.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/JAKE8.jpg

Agora o ofício de Tiny Jake é participar de palestras em escolas, sobre os cuidados que devem ser tomados para se evitar incêndios e queimaduras em geral. Lindler, seu orgulhoso amigo, tenta que Jake receba de fato um certificado de cão terapeuta para crianças que tenham sofrido queimadura.

Para Lindler, a história de Jake é perfeita para ensinar que, por pior que seja uma situação, é possível superá-la.

Você pode acompanhar Tiny Jake em sua página no Facebook.

https://i2.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/JAKE9.jpg

https://i2.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/JAKE4.jpg

JAKE3

https://i2.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/JAKE7.jpg

https://i0.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/JAKE6.jpg

https://i1.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/JAKE12.jpg

https://i0.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/JAKE2.jpg

https://i2.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/JAKE1.jpg

JAKE11

JAKE5

https://i2.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/JAKE13.jpg

Cão percebeu muito antes dos humanos que seu dono estava com problemas no olho e passou a guiá-lo

É impressionante o quanto os animais são capazes de nos surpreender. Alfie é um Dogue de Bordeaux de 5 anos, a mesma idade do menino inglês Mark. Os pais do garoto achavam engraçado que Alfie estava sempre do lado direito de Mark, e nunca no esquerdo.

Segundo Sharlene, mãe do menino, quando ela e seu marido tentavam andar com Alfie à esquerda de Mark, ele os empurrava até chegar ao outro lado. E não é que o cão tinha um bom motivo para isso?

2

Em um exame rotineiro na escola, um oftalmologista percebeu que Mark não enxergava bem com o olho direito. Ele tinha um forte grau de astigmatismo, deixando tudo embaçado. Aparentemente, o cachorro percebeu que havia algo diferente, e por isso guiava o menino a partir daquele lado.

A conclusão dos médicos é que Mark não percebeu o problema porque, para ele, aquilo era o normal. E, caso não fosse diagnosticado logo, o problema poderia se desenvolver, levando à perda da visão, primeiro do olho direito, depois do esquerdo. Agora, o menino está sob cuidados específicos, e usando um tampão no olho esquerdo para que o direito se recupere.

https://i2.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/alfie-dog-DEEP_3587557b.jpg

Sharlene conta ainda que essa não foi a primeira vez que Alfie se antecipou à medicina. O outro cão deles, Cass, parecia estar saudável, mas por algum motivo Alfie ficava cheirando e lambendo uma de suas patas. Após algum tempo, uma consulta ao veterinário mostrou que havia um tumor ali. Infelizmente, mesmo passando por tratamento, Cass não resistiu. Alfie ficou muito triste, e perdeu quase 10 kg por se recusar a comer.

A natureza é mesmo muito mais sábia do que podemos perceber.

1

3

https://i2.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/415509-mark-cannon-and-alfie-the-french-mastiff-march-2-2016-stv-grab.jpg

https://i1.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/alfie-dog-blindnes_3587556b.jpg

Todas as imagens: Mercury Press