Nem lá nem cá: os pontos em que alguns países europeus fazem fronteira são incríveis

As fronteiras parecem ser aqueles pedacinhos de terra que não pertencem a lugar nenhum. Às vezes fala-se uma mescla de dois idiomas, noutras vive-se mesmo entre as duas culturas que a circundam e há ainda as fronteiras que são pura natureza, como as registradas pelo fotógrafo Valerio Vincenzo, que vive na Holanda.

Um de seus últimos projetos fotográficos ganhou o nome de Borderline, the Frontiers of Peace (“Limítrofe, as Fronteiras da Paz”, em tradução livre). Na série, Valerio explora o avanço conquistado pelo tratado de Schengen, na Europa, que praticamente elimina as fronteiras entre os países participantes, tornando o continente mais unido.

Para isso, as fotografias mostram a paz encontrada nas fronteiras de alguns dos 26 países que fazem parte do tratado – todos aboliram o controle de entrada e saída em suas fronteiras com países que também assinaram o acordo.

Com a ajuda de um GPS e mapas detalhados, tenho realizado muitas viagens ao longo dessas fronteiras ‘apagadas’, com a intenção de capturar a essência destes cruzamentos agora pacíficos. Mesmo que, por vezes, estas fotografias tenham sido tiradas milhares de quilômetros de distância umas das outras, todas elas fornecem imagens que estão longe do estereótipo que tende a associar-se com a noção de fronteira”, conta em seu site. E provoca: “Em todo caso, o que é uma fronteira?

Todas as fotos ©  Valerio Vincenzo 

2 comentários

Deixe uma resposta para amaletamagica Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s