Série de postais vintage documenta a beleza feminina 100 anos atrás

 

Os padrões de beleza feminina mudaram muito nas últimas décadas. No início do século XX, as curvas eram bastante valorizadas, como um sinal de fartura e fertilidade. Mas, com a chegada das Guerras Mundiais, elas foram saindo de moda aos poucos e, por um bom tempo, as magrinhas tiveram sua vez. Hoje, temos o resgate do corpo como ele é, com campanhas pela valorização do corpo real, seja ele magro, curvilíneo, alto ou baixo.
O mesmo se passa com as roupas e o estilo de vestir. A globalização trouxe também uma homogeneização que te permite comprar aquele mesmo par de calças em qualquer parte do mundo. Para lembrarmos um pouco dessa transformação, e de como era a vida e a moda antes da Internet ou sequer da TV, aqui nós apresentamos essa série de postais vintage, reunida por um usuário PostMan, no Flickr,  com fotos de mulheres ao redor do mundo tiradas de 1900 a 1910.
Uma viagem no tempo que, além de mostrar a mudança deste padrão, relata também a diferente relação entre beleza e estilo de cada cultura. Confira:

1. Luzon, ilha nas Filipinas

1-191

2. Carolina Ótero, dançarina e atriz nascida em Espanha

1900PostCards0

3. Menina cigana com um mandolin [instrumento musical]

1900PostCards1

4. Anna May Wong, primeira atriz chinesa a estrelar um filme norte-americano

1900PostCards2

5. Lily Elsie, atriz inglesa

1900PostCards3

6. Guerreira japonesa

1900PostCards4

7. Garotas da Argélia

1900PostCards5

8. Garota berbere

1900PostCards6

9. Anna Pavlovna, bailarina da Rússia

1900PostCards7

10. Rainha Mary da Romênia

1900PostCards9

11. Agnes Ayres foi estrela americana do cinema mudo

1900PostCards10

12. Mulher nepalesa

https://i1.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/03/1900PostCards11.jpg

13. Mulher desconhecida

1900PostCards12

14. Gabrielle Ray, atriz inglesa

1900PostCards13

15. Louise Derval, atriz francesa

1900PostCards14

16. Mulher japonesa, identidade desconhecida

1900PostCards15

17. Irmãs das Filipinas

1900PostCards16

18. Miss Valli Valli, atriz e comediante nascida em Berlim, Alemanha

1900PostCards17

19. Mulher de identidade desconhecida

1900PostCards19

20. Mulher de identidade desconhecida

1900PostCards20
Você pode conferir todas as imagens aqui.
Anúncios

A moda das ‘blackout tattoos’ cobre partes do corpo de preto e está fazendo a cabeça de muita gente

 

Linhas pretas são tradição no mundo da tatuagem. Mas, e se pensarmos a tatuagem como maneira de preencher e não apenas contornar? Muitas pessoas têm optado por cobrir a pele usando apenas tinta preta, preenchendo determinadas partes do corpo com esta em grandes proporções.

Conhecido como blackout, o estilo tem feito a cabeça de profissionais da arte no corpo, como o tatuador Chester Lee, de Cingapura, que já tem feito já faz escola, adotando a técnica há aproximadamente cinco anos. Ele comenta que o blackout “é um gosto adquirido”, e recomenda a tatuagem para “cobrimentos massivos, e, deixar, lentamente, que as pessoas vejam a beleza do trabalho negro”.

O blackout também vale para cobrir tatuagens antigas, como a popular do Instagram Linjojo’z, também de Cingapura, fez. Ela cobriu uma tatuagem anterior e preencheu o colo e o braço com tinta preta. Chester alega, porém, que quando o blackout é feito sobre uma tatuagem já existente, linhas negativas aparecerão junto com o novo trabalho.

Sobre a aceitação do estilo, o tatuador diz: “Lentamente, a nova geração está apreciando a limpeza deste tipo de trabalho, e a arte de olhar apenas formas e linhas que enfatizam os contornos do corpo.”

E aí, toparia?

blackout1

blackout02

blackout3

blackout4

blackout5

blackout6

blackout7

blackout8

blackout9

blackout10

Conheça o dispositivo capaz de levar chuva para regiões desérticas

A falta de água afeta a vida de muitas pessoas ao redor do mundo. Pensando nesta questão, uma fundação alemã chamada Desert Greening, que tem como filosofia cuidar do bem-estar daspessoas e do meio ambiente, criou um dispositivo que leva chuva a locais secos. O sistema é parecido com os para-raios e atrai nuvens e chuvas em um raio de aproximadamente 200 km².

A tecnologia foi realizada com base em um método desenvolvido por Wilhelm Reich, o chamado“cloudbuster”, constituído por um conjunto de tubos de metal,  que faz uso da física orgânica para conseguir produzir chuva.

A fundação testou seu dispositivo no sul da Argélia, na África, região desértica e com altas temperaturas. No local, havia apenas uma fazenda que alimentava as famílias da região. Desde 2005, os alemães têm aplicado a tecnologia e afirmam que está chovendo mais, e consequentemente, há mais árvores e vegetações no local. Atualmente existem 3 mil árvores de maçãs, árvores frutíferas de pêras, damascos, figos, limões, laranjas e outros vegetais.

Confira o vídeo e as fotos dessa tecnologia verde que pode salvar vidas:

chuva 02

chuva 03

chuva 06

chuva 04

chuva 07

chuva 05

Veja a diferença da região de 2005 a 2008 após o uso do dispositivo:

antes e depois

planta 01

planta 02

aboboras

alface

Todas as fotos © Desert Greening

8 GIFs incríveis do espaço

As animações abaixo foram feitas pelo astrofotógrafo finlandês J. P. Metsävainio, usando dados de objetos do espaço profundo (e alguma licença artística). Confira:

Nebulosa do Pelicano

gifs do espaco 1
A Nebulosa do Pelicano fica a 2.000 anos-luz de distância de nós, na constelação do Cisne. Ela é rica em formação de estrelas.

Nebulosa do Véu

gifs do espaco 2
A Nebulosa do Véu é uma enorme remanescente de supernova observada pela primeira vez em 1784. A luz da explosão da supernova original provavelmente atingiu a Terra mais de 5.000 anos atrás. Possui mais de 90 anos-luz de diâmetro.

Aglomerado estelar Melotte 15

gifs do espaco 3
O aglomerado estelar Melotte 15 fica na Nebulosa do Coração. Com aproximadamente 1,5 milhões de anos de vida, está localizado ao longo da porção norte da Via Láctea, a aproximadamente 7.500 anos-luz de distância da Terra.

Mais uma versão Aglomerado Estelar Melotte 15

gifs do espaco 4
Outro olhar sobre esse objeto espacial.

Nebulosa Laguna

gifs do espaco 5
A Nebulosa Laguna é uma gigantesca nuvem interestelar na constelação de Sagitário. É considerada uma nebulosa de emissão, cujos gases ionizados emitem radiação principalmente no comprimento de onda na faixa da luz visível vermelha.

Aglomerado globular NGC 6752

gifs do espaco 6
NGC 6752 é um aglomerado globular na direção da constelação de Pavo. O objeto foi descoberto pelo astrônomo James Dunlop em 1826.

Nebulosa do Girino

gifs do espaco 7
Na secção inferior direita da nebulosa de emissão IC 410 (também chamada de Nebulosa do Girino) veem-se dois “girinos”. Na verdade, eles são casulos de formação de estrelas de cerca de 10 anos-luz de comprimento, formados por poeira e gás mais denso e frio, esculpidos pelos ventos estelares e radiação das estrelas do aglomerado.

Nebulosa Tromba do Elefante

gifs do espaco 8
A Nebulosa Tromba do Elefante é uma concentração de gás e poeira interestelar no aglomerado de estrelas IC 1396.

Após ensaio grávida, a cadela Lilica agora exibe seus fofíssimos filhotes em novas fotos

Depois de estrelar um glamoroso ensaio grávida, a cadela Lilica agora faz o que toda mãe faz depois de parir: orgulhosamente exibe seus filhotes, em um novo ensaio fotográfico, que oferece níveis perigosíssimos de fofura.

LILICA1

Lilica deu a luz a cinco saudáveis cachorrinhos, que parecem trazer no DNA o talento inato da mãe para o estrelato. A fotógrafa brasileira Ana Paula Grillo, responsável também pelo primeiro ensaio de Lilica, foi quem clicou seus filhotes, e fica claro que eles, como a mãe, nasceram para o estrelato. A câmera amou os filhotinhos da mesma forma que já amava Lilica. E como não amar? Agora é esperar pelo primeiro aniversário dos bebês, e torcer para vir mais um ensaio fabuloso.

LILICA13

LILICA12

LILICA11

LILICA10

LILICA9

LILICA8

LILICA2

LILICA3

LILICA4

LILICA5

LILICA6

LILICA7

© fotos: Ana Paula Grillo

Este passeador de cães mantém os donos informados enviando fotos das aventuras dos pets

Todo dono coruja fica com vontade de pegar o cão debaixo do braço e levar ele junto na hora de sair para o trabalho, para a escola, faculdade e etc. Como isso não é possível, há quem contrate serviços que entretêm os animais, para que eles não fiquem presos em casa o dia todo.

O problema, então, é saber se eles estão sendo bem tratados, se estão se divertidos, se o serviço está valendo a pena. Um passeador norte-americano resolveu acabar com essa dúvida em seus clientes de um jeito simples: enviando fotos dos passeios com os cachorros.

davEF9w

O profissional é bom mesmo, e consegue fazer mais de dez animais ficarem sentados em perfeita paz enquanto ele faz as ótimas imagens. Os passeios vão de uma volta pelo bairro ou pelo parque até caminhadas pela praia.

E eu com dificuldades para fazer um só olhar para a câmera na hora da foto…

1383086_1721516358135237_5710985773064041755_n

1604895_1719980431622163_8945420477718559336_n

HJUNr7N

9mMGw5a

tvIGY5y

1934754_1719844078302465_2593537160579975048_n

1958424_1723340604619479_7101204951421626622_n

1625652_1719456485007891_1931401966101506176_n

1453417_1721515891468617_5264890946000780268_n

jCaXreP

LoBOOUb

Imagens: WalkPro

Fotógrafo retrata toda a beleza de Barcelona através do seu chão colorido

barcelona6

Existe uma Barcelona que pouca gente conhece, mas que pode estar debaixo dos pés de qualquer turista. Nessa metrópole reconhecida por sua incrível arquitetura, que inclui muitas obras de Gaudí, os pisos podem até passar despercebidos algumas vezes, mas merecem uma atenção toda especial.

O fotógrafo Sebastian Erras (sobre o qual já falamos aqui ) sabe muito bem apreciar a beleza deste chão todo colorido e registra suas viagens olhando para baixo.

Em Barcelona, ele clicou toda a diversidade do piso das ruas da cidade e compartilha esta beleza curiosa através do Instagram @parisianfloors, que começou, como o próprio nome diz, registrando a beleza do chão de Paris – e hoje já tem mais de 73 mil seguidores.

Dá uma olhada em alguns cliques feitos na cidade catalã:

barcelona1

barcelona2

barcelona3

barcelona4

barcelona5

barcelona6

barcelona7

barcelona8

barcelona9

barcelona10

barcelona11

barcelona12

barcelona13

Todas as fotos © Sebastian Erras