Papiro com texto sobre a Última Ceia encontrado

papiro amuleto cristao (1)

Pesquisadores descobriram um fragmento de papiro grego de 1.500 anos com escrita que se refere à Última Ceia e ao “maná do céu” (maná, segundo o livro bíblico de Êxodo, é um alimento produzido milagrosamente e fornecido por Deus ao povo israelita). Eles acreditam que esse papiro é um dos mais antigos amuletos cristãos.

O fragmento foi provavelmente dobrado e usado dentro de um medalhão ou pingente como uma espécie de talismã para proteção.

 

Roberta Mazza, que encontrou o papiro pesquisando milhares deles mantidos no cofre da biblioteca do Instituto de Pesquisa John Rylands da Universidade de Manchester, no Reino Unido, disse: “Esta é uma descoberta importante e inesperada, pois é um dos primeiros documentos registrados de uso da magia no contexto cristão e o mais antigo amuleto encontrado que se refere à Eucaristia – a Última Ceia – como o maná do Antigo Testamento”.

O papiro

O texto do papiro é uma mistura de trechos do Salmo 78: 23-24 e Mateus 26: 28-30, entre outros.Como cristãos usam até hoje passagens da Bíblia como amuletos de proteção, a descoberta desse fragmento pode marcar o início de uma tendência importante no cristianismo.

O texto diz (tradução literal para o português, que pode ser diferente do texto encontrado nas versões da Bíblia):

“Temam todos aquele que governa sobre a terra.
Saiba você as nações e povos que Cristo é o nosso Deus.
Pois ele falou e eles vieram a ser, ele mandou, e logo foram criados; ele pôs tudo sob os nossos pés e nos libertou do desejo de nossos inimigos.
Nosso Deus preparou uma mesa no deserto sagrado para o povo e deu o maná da nova aliança para comer, o corpo imortal do Senhor e o sangue de Cristo derramado por nós na remissão dos pecados.”

Segundo Mazza, as pessoas da época acreditavam que tais passagens tinham poderes mágicos. Apoiando essa ideia, vincos podem ser vistos no fragmento, sugerindo que o papiro foi dobrado em um formato retangular medindo 3 por 10,5 centímetros e ou colocado em uma caixa ou usado ao redor do pescoço de uma pessoa.

papiro amuleto cristao (2)

Contexto histórico

O amuleto foi escrito no verso de um recibo que parece ser do pagamento de um imposto sobre grãos.

O texto do recibo, quase ilegível, refere-se a um coletor de impostos da vila de Tertembuthis, localizada na zona rural de Hermoupolis, uma antiga cidade que é hoje a cidade egípcia de El-Ashmunein.

“O texto diz que o recebimento foi lançado na aldeia de Tertembuthis. Portanto, podemos razoavelmente crer que a pessoa que reutilizou o recibo para escrever o amuleto era dessa mesma aldeia ou região próxima, embora não possamos excluir outras hipóteses”, afirma Mazza.

Análise por datação de carbono concluiu que o fragmento é de 574 a 660 dC.

Enquanto o criador do amuleto conhecia a Bíblia, ele ou ela fez muitos erros. “Algumas palavras estão com erros ortográficos e outras estão na ordem errada”, disse Mazza. “Isso sugere que a pessoa estava escrevendo de cabeça, em vez de estar copiando”.
A descoberta revela que os cristãos adotaram uma prática egípcia de usar talismãs para afastar o perigo.

“Esta prática não é muito diferente da de hoje de usar colares com cruzes ou imagens de Jesus, Maria ou dos santos para proteção”, argumenta Mazza. “Em muitas igrejas católicas, os crentes recebem santinhos com uma oração no verso que podem levar consigo para proteção”. [LiveScience]

FOTOGRAFIAS

GALERIA DE FOTOS

https://i2.wp.com/portalpitanga.com.br/wp-content/uploads/2013/01/P%C3%B4neis-vestidos-com-malhas-de-l%C3%A3-para-promover-o-turismo-na-Esc%C3%B3cia-1.jpg

https://i2.wp.com/msnbcmedia.msn.com/i/MSNBC/Components/Video/130126/nn_09lho_shetland_130126.jpg

https://i1.wp.com/www.jkhnelson.com/wp-content/uploads/2013/01/visit-scotland-shetland-ponies-in-cardigans-2.jpg

https://i1.wp.com/i.huffpost.com/gadgets/slideshows/276666/slide_276666_2021926_free.jpg

https://i2.wp.com/houseofscotland.at/s/cc_images/cache_2439677773.jpg

https://i1.wp.com/img-fotki.yandex.ru/get/4121/27981211.1a2/0_bc4db_80bed54d_orig.jpg

https://www.visitscotland.com/blog/wp-content/uploads/2013/02/shetland-ponies-cardigans5.jpg

https://i0.wp.com/myshetland.co.uk/wp-content/uploads/2013/01/46943121-BN2A7446.jpg

https://i0.wp.com/i.huffpost.com/gadgets/slideshows/276666/slide_276666_2021919_free.jpg

https://i1.wp.com/www.thelondonegotist.com/sites/www.thelondonegotist.com/files/images/ponies.jpg

Todas as fotos:Rob McDougall

Cachorros abandonados viram ‘cãodulas’ no Brasil Open de Tênis

 
Todo mundo merece uma segunda chance, não é mesmo? Recentemente, uma partida durante o campeonato Brasil Open de Tênis 2016 mostrou que, sim, é possível oferecer novas possibilidades, inclusive para cachorros que haviam sido abandonados.

A organização do torneio decidiu treinar quatro cachorros abandonados de São Paulo como “cãodulas“, durante uma partida ocorrida em fevereiro deste ano. A proposta era mostrar que cães podem ser adotados e treinados, aprendendo a realizar novos truques e habilidades.

Frida, Mel, Isabelle e Costela foram os cãezinhos resgatados pela Associação Bem Estar Animal Amigos da Célia em parceria com a marca PremieR. Os quatro se divertiram enquanto buscavam as bolinhas que caíam fora da quadra e alegravam a plateia com suas habilidades.


É quase impossível não se apaixonar ao ver os cachorrinhos trabalhando:

cao1 

cao2 

cao3 

cao5 

cao6
Todas as imagens: Reprodução Youtube

A improvável amizade entre uma família de gatinhos e um filhote de cordeiro

Snow Tiger (Tigre da Neve) é o nome que foi dado ao gatinho que perdeu sua mãe e foi resgatado pelo santuário de animais Edgar’s Mission, localizado em Victoria, Austrália.

Deslocado e desconfiado com o novo ambiente, ele mal podia esperar o que lhe reservava: a companhia de um filhote de cordeiro, a Fifi, que teve sua vida salva após sua mãe morrer numa fazenda de carne e que, assim como Snow Tiger, sentia muito a falta de sua mãe. Entre os novos residentes do local, está o irmão de Snow Tiger, que recebeu o nome de Snow Leopard (Leopardo da Neve). Os felinos passaram a criar uma relação de afeto com Fifi, e formaram assim, uma nova família.

cordeiro2

A fundadora do Edgar’s Mission, Pam Ahern, contou ao The Dodo que “Fifi é tão curiosa (como todos os filhotes) e adora explorar as coisas, especialmente gatinhos”. Sobre a interação de diferentes espécies, ela afirma: “Nós adoramos ver a forma como diferentes espécies interagem aqui no santuário, a sua maneira de não julgar é algo que os seres humanos poderiam muito bem imitar”, e acrescenta “Eles nunca se importam com os olhares”.

Para conhecer outras histórias como essa ou fazer uma doação ao santuário, conheça o site do Edgar’s Mission aqui.

cordeiro3

cordeiro4

cordeiro5

cordeiro6

cordeiro7

Todas as imagens © Edgar’s Mission

Porquinhos resgatados ganham coroas de flores na cabeça para aumentar chances de adoção

Sempre falamos por aqui sobre a importância da adoção de animais, afinal, nós somos apaixonados pelos bichanos. Mas, mesmo que cachorros e gatos estampem a maioria dos posts sobre o assunto, há também outros animais que buscam um lar para chamar de seu, como estes cinco porquinhos, resgatados no estado americano de Maryland, em janeiro deste ano.

Os animais estavam doentes, magros e assustados, tendo sido vítimas de maus tratos. Graças a isso, demorou um pouco para que eles aceitassem ficar próximos dos humanos, mas com a ajuda dos voluntários da Lost Dog and Cat Rescue Foundation, os animais engordaram, passaram a se socializar e hoje estão em busca de uma nova família.

Durante este tempo, os cinco filhotes ganharam nomes fofos (Pigimuss, Maybelline, Tressa, Valeria e Fiona) e também um ensaio fotográfico, que não saiu exatamente como o planejado… A responsável pelas fotos foi a voluntária Sarah Barnett, que decidiu se inspirar no ensaio Flower Power, da fotógrafa Sophie Gamand, em que pitbulls posam com lindos arranjos de flores na cabeça.

porco2

A ideia de Sarah era fazer com que os porquinhos parecessem mais “adotáveis” e, para isso, gastou cerca de US$ 80 (R$ 290) em flores de plástico, pirulitos e outros acessórios que deveriam ficar fantásticos nas fotos. O único problema é que porquinhos não são como pitbulls e o resultado foram flores pisoteadas e lama por todos os lados.

Apesar de bastante diferente do planejado, a voluntária percebeu que as fotografias que capturou representam muito melhor o que é ter um porquinho em casa: algo divertido, bagunçado e completamente imprevisível. Acompanha só:

porco1

porco3

porco4

porco5

porco6

porco7

porco8

Fotos © Sarah Barnett

porco9

Fotos: @hamlet_the_piggy / © Sarah Barnett

O vídeo abaixo mostra mais do”making of deste ensaio:

A fundação está em busca de doações que ajudem a manter os porquinhos, cujos custos mensais ultrapassam os US$ 1.000, e também de possíveis adotantes.

Aos 100 anos, ela tem um segredo para manter a pele décadas mais jovem

Descubra agora qual é o truque desta simpática senhorinha escocesa, que aos 100 anos ainda esbanja saúde e uma aparência bem jovial.“Água fria, sabão e nada de maquiagem”, contou ao Daily Mail Ruby Mathieson. É meus caros, nada de produtos anti-idade carezézimos. É mais simples do que parece.

Ruby detesta maquiagem a acha mesmo que é ela quem faz mal para a pele. Nem no seu casamento ela fez um make. Sua filha confirma tudo e diz que maquiagem para ela é “coisa do mal”. “Ela deve ter puxado isso da minha avó, que também nunca se maquiou. E por influência das duas, nem cosméticos eu uso direito”, completa.

Ela acaba de completar os 100 anos e resolveu compartilhar com o mundo o segredo para manter a pele impecável.

ruby1

Curtindo o aniver de 100 primaveras!

Rona também conta que sua mãe costuma brincar que o ar escocês também ajuda. E apesar de Ruby ser uma amante da cultura de seu país, nunca ingeriu álcool e também odeia uísque. É, isso também deve ajudar – a ter uma pele ótima e a chegar até os 100 anos! Uma salva de palmas para Ruby:

claps

ruby2

Aos 30 anos

ruby4

37

ruby5

41

ruby6

ruby3

43

ruby7

74

ruby8

78

ruby9

80

ruby10

84

ruby11

100!

Fotos via Daily Mail