Projeto Fotográfico 4×1 – Abril

Eu amo fotografias e para mim esse é um dos projetos que eu mim identifico bastante assim como muitos aqui amaram essa ideia então vamos lá dá o início a historinha.

Bom galera hoje estou aqui mais vez, participando do Projeto Fotográfico 4×1 – abril que tem como objetivo incentivar os membros na fotografia. Mostrar gostos e coisas do cotidiano e quem sabe despertar uma arte ainda desconhecida lá do fundinho da gente.

 Infância
Sabem com certeza que na China o imperador é chinês e que todas as outras pessoas são chinesas também. Esta história aconteceu há muitos anos, mas é precisamente por isso que devem ouvi-la agora, antes que seja esquecida.
O palácio do imperador era o melhor do Mundo, todo ele construído da mais rara porcelana — não tinha preço, mas era tão frágil e delicado que era preciso tomar todo o cuidado quando se andava lá dentro. O jardim do palácio estava coberto de flores maravilhosas, nunca vistas em outro lado; as mais bonitas de todas tinham sininhos de prata, que tocavam para se saber sempre que passava alguém.E juarava eu que quando eu era pequena o Rouchinol era o nome do passaro sem indentificação de que gênero ele era,em fim foi o melhor livro de infância
 Natureza
Gosto da praça 2 de Julho á um imenso jardins com direito a peixos em lago e tudo.O Largo do Campo Grande, também conhecido como Praça 2 de Julho,é uma praça em Salvador. Surgido no início do século XIX, sofreu uma série de transformações urbanas no decorrer da sua história. Constitui-se em um dinâmico centro cultural, nomeadamente devido à presença de instituições como o Teatro Castro Alves (TCA) e o Teatro Vila Velha, de importantes colégios e de associações como a “Casa d’Itália” na sua área.
 
Amor
O pelourinho tem muitas histórias pra contar e eu nascir e continuo vivendo do lado do pelourinho,onde as casas coloridas é o que mais infeita o centro históricos.E claro sempre que eu preciso sentir aquela boa vibração positiva e cheia de energia de muitos turistas passeando por aqui eu venho e renovo.
http://streamd.hitparade.ch/cdimages/billy_ocean-european_queen_(no_more_love_on_the_run)_s_1.jpg

 Música
Amo múscias do Billy Ocean  aqui em casa todos curtem um bom som antigo,não que agente não dá espaço para novas músicas boas,mais é tradição mesmo ouvir aquele bom som,um pouquinho do Billy pra vocês.Billy Ocean, nascido como Leslie Sebastian Charles é um cantor nascido em Trinidad e Tobago que emigrou para Inglaterra para se dedicar, a partir da década de 1970 à música.
E se ningém acertar quem é esse cantor,olha que ele é muito conhecido viu!!até mais um dia da postagem coletiva galera.

Depois de sentir na pela a discriminação, ex-modelo carioca cria entidade para defender igualdade racial


Ao ouvir de um agente europeu que, apesar de muito bonita, a cor da sua pele seria um problema para sua carreira, a modelo Luana Génot decidiu que essa seria sua batalha: mobilizar a sociedade civil para lutar contra a desigualdade racial. Para isso, abandonou a carreira de modelo, se formou em publicidade, e criou o Instituto Identidades do Brasil, responsável pela campanha “Sim à Igualdade Racial”.
LUANA2
É evidente que o caso do agente não foi um fato isolado, mas sim, fato comum em seu dia a dia. Luana percebeu que trabalhava mais que suas colegas brancas, e ainda assim ganhava menos do que elas. Após se formar em publicidade, ela ganhou uma bolsa para estudar marketing relacionado a temas raciais na University of Wisconsin, nos EUA. Lá ela trabalhou como voluntária na campanha de Barack Obama, e da inspiração de todas essas experiência nasceu seu instituto.
LUANA3
Seu desejo é mostrar que a luta afirmativa contra o racismo é uma causa da sociedade como um todo, e não só dos negros. Além de campanhas, o instituto promove eventos, palestras e licenciamentos de empresas para a arrecadação de fundos, distribuídos para outras ONGs que também trabalhem com questões raciais.
LUANA4 
 LUANA5 
Luana agora é mestranda em relações étnico-raciais, e negocia com 20 empresas o licenciamento de sua marca. O plano é montar uma rede de atuação nacional, para dar ainda mais voz para a causa, para que cenas e cenários como os que ela viveu se repitam cada vez menos – para, quem sabe um dia, a desigualdade racial desaparecer de vez.
LUANA1 
LUANA6

© fotos: divulgação

Artista cria uma coisa nova por dia durante 1 ano

A ideia de que nos devemos entregar de corpo e alma todos os dias da nossa vida ganha uma outra dimensão com o projeto de Brock Davis. O músico e artista que vive em Minneapolis criou o Make Something Cool Every Day, um projeto com o qual ele se comprometeu a criar uma coisa nova e criativa durante cada um dos 365 dias do ano.

Pra quem trabalha com a criatividade, não há melhor inspiração que essa. Brock Davis, à parte da vida profissional, tirava um tempo do seu dia para se dedicar exclusivamente à criação. O projeto aconteceu em 2009 e já está concluído, mas continua a ser um ótimo exemplo de como manter o cérebro e a originalidade funcionando. Veja alguns dos trabalhos saídos desses 365 dias criativos:

MakeSomethingCoolEveryDay1

Nascido com Google Eyes

MakeSomethingCoolEveryDay2

Vaca decapitada

MakeSomethingCoolEveryDay3

Morto por um papel

MakeSomethingCoolEveryDay4

Ocultar

MakeSomethingCoolEveryDay5

Auto-retrato, feito com um palito, usando o que caiu da barba

MakeSomethingCoolEveryDay6

Game Over

MakeSomethingCoolEveryDay7

Casca de banana quebrada

MakeSomethingCoolEveryDay8

Consegue achar o fantasma?

MakeSomethingCoolEveryDay9

Como desenhar um elefante

MakeSomethingCoolEveryDay10

Preciso arranjar uma vida

O projeto está disponível aqui.

Leonardo DiCaprio não para de ser maravilhoso e agora está ajudando a proteger os raros elefantes da Sumatra

 
Se há algo possivelmente nobre no culto às celebridades de hoje em dia é a utilização da fama para dar visibilidade a causas urgentes. E Leonardo Di Caprio é um que têm utilizado sua fama para iluminar questões sociais e ambientais importantes. 

Se no Oscar ele já havia feito um discurso pela ecologia e contra os excessos do capitalismo, agora ele aponta as câmeras que lhe seguem para os elefantes de Sumatra – os poucos que ainda restam, sob ameaça de extinção absoluta.

DICAPRIO1

Que os elefantes africanos estão sob ameaça de extinção já é uma notícia antiga e que todo mundo sabe. O que fala-se pouco é que em Sumatra restam somente 2.400 elefantes, em processo veloz de desaparecimento, por conta principalmente de empresas de extração de óleo de palma.

DICAPRIO2

Como se não bastasse a eventual caça e abate dos animais, a cultura de palmas para a fabricação do óleo tem reduzido agressivamente as florestas e, com isso, o habitat natural dos elefantes, que acabam sem ter como se alimentar e beber água.

DICAPRIO4

Por lá, os elefantes são protegidos por lei, mas boa parte desses locais destruídos localizam-se fora das áreas de proteção, e por isso acabam usados para agricultura e outros propósitos. Di Caprio convida a todos a assinarem uma petição para que o governo da Indonésia proteja ainda mais o ecossistema cada vez mais ameaçado de Sumatra – uma causa nobre, pela qual vale a pena ser fã de alguém.

© foto: Bruce Levick 
© foto: Bruce Levick

Dona cumpre a inusitada ‘lista de 50 desejos’ do seu cachorro antes da sua partida

https://scontent-gru2-1.xx.fbcdn.net/hphotos-xat1/v/t1.0-9/13043223_1231375316887783_3775505428313218475_n.jpg?oh=1d84a9bd30f475b1bd9e84e08e62777c&oe=57A872E5

Buddy tinha apenas 6 anos quando foi diagnosticado com linfoma, um grave tipo de câncer que atinge o sistema linfático. Os veterinários lhe deram no máximo 6 semanas de vida, e seu estado de saúde foi piorando rapidamente, fato que deixou seus donos com o coração partido.

Por sugestão de um amigo, Emily, a dona de Buddy, decidiu fazer algo bastante único. Ela criou uma lista de desejos para ele!

Era apenas um meio de enfrentar a doença mais facilmente“, disse Emily, que criou uma lista com 27 itens, que continham várias atividades que todo cachorro gostaria de fazer antes de partir, como um passeio em um carro de polícia, andar de barco, brincar na lama, entre dezenas de outros.

Emily registrou os momentos e compartilhou com todos em uma página do Facebook. Em pouco tempo, a página com as aventuras de Emily e Buddy já contava com mais de 12 mil likes. Mas chegou um momento em que Emily foi ficando sem ideias para a lista, e foi então que pensou em pedir ajuda aos “fãs” da sua página. Com a ajuda da internet, a lista de Buddy rapidamente subiu de 27 para 50, com itens como:

Estrear um filme de Hollywood:

12928403_465747743621407_601379772528967457_n

Brincar numa piscina de bolinha com as gatas:

12747975_452695148260000_8459713035433694447_o

Ser pirata por um dia:

up-3c9f8da37a920b9e199419a8b9ac7978

Pintar uns quadros:

art-e4ba1e154fce85fc2ba2741c37a3e833

Ser entrevistado em um Red Carpet:

12800394_454796701383178_4934056114252254239_n

Posar como modelo vivo:

n-2bb5f89c060946c31198c1418f933d00

E até mesmo se tornar um policial:

dog-ee6f371e190f570441c49998bc9f2061

Infelizmente, chegou um momento em que não era mais possível adiar sua partida. Buddy faleceu numa manhã no final de março, depois de passar uma última noite  brincando de “cabo de guerra“.

Antes de seu falecimento, Buddy e sua dona conseguiram completar todos os itens da lista. Mas teve um que continuou a acontecer, o item de número 41: ajudar outros animais. Emily disse que vai doar todos os brinquedos de Buddy para abrigos locais, além de arrecadar fundos para uma ONG.

Afinal, todos os cachorros merecem viver uma vida confortável e alegre como a que Buddy viveu!

Todas as fotos © Emily/Buddy

Chinelos que deixam pegadas de animais são a coisa mais divertida que você já viu

Você nunca soube que precisou de um deles até conhece-los. As sandálias de pegadas trouxeram para um nível elevado o grau da fofura infantil. E sim, esta é a má notícia. Eles são só para crianças!

As Ashiato Animal Footprint Sandals, ou então, os chinelos de pegadas de animais da Ashiato, marca japonesa, já estão à venda por US$ 25 nas versões: gato, macaco, lagartixa, dinossauro e coruja.

Os modelos são iguais aos tamancos japoneses, só que com o molde da pata do animal embaixo. Foram desenhados pelo designer Kaz Shiomi, que tem uma empresa de brinquedos de madeira chamada Kiko + (muito fofa, por sinal!). Sua intenção era divertir as crianças enquanto usavam peças tradicionais da cultura do Japão, como esse tipo de chinelo chamado de getas.

Com certeza ele vai deixar sua marca na infância de muitos pequenos que visitarem a praia com essas gracinhas! Em seu site ele escreveu “entregar sorrisos às crianças de todo o mundo é o que eu desejo do fundo do meu coração”.

ashiato_05

ashiato_04

ashiato_09

ashiato_10

ashiato_07

ashiato_01

Fotos: divulgação

Video inspirador resume a sensação de liberdade em pegar a estrada

https://pbs.twimg.com/media/Cg5XIdhWwAEOpIe.jpg:large

Quem já encarou uma road trip com amigos dificilmente se arrepende. Pode até ser que pegar a estrada por longas horas represente um pouco de perrengues pelo caminho, mas a sensação de liberdade experimentada é simplesmente indescritível – ou quase!

O vídeo abaixo, produzido pela revista digital Go-Van, soube resumir muito bem esse gostinho de viagem, que só quem se aventura pelo mundo experimenta. Com o nome de Keep Driving Until You Get There (“Continue dirigindo até chegar lá”), o vídeo foi filmado e editado por Guillaume Beaudoin, com a ajuda de um drone.

Para registrar as imagens, a equipe do Go-Van partiu em uma viagem que durou três semanas a bordo de uma van, onde percorreram cerca de 8 mil quilômetros de estrada, saindo do inverno gélido de Montreal, no Canadá, com destino à praia de San Carlos, no México. E as imagens abaixo não deixam dúvida de que a viagem valeu a pena.

Vem ver:

video1

video2

video3

video4

https://pbs.twimg.com/media/Cg5XIdhWwAEOpIe.jpg:large

video6

video7

video8

video9

video10

Todas as imagens: Reprodução Vimeo.