Série de fotos documenta os primórdios do skate na década de 70 nos EUA

Os anos 70 são considerados como a era de ouro do skate. Muito mais do que um esporte, o skate representava um pouco da cultura da época. Foi mais ou menos nesse período que o grupo de skatistas Z-boys começou a utilizar piscinas vazias para a prática do que ficou conhecido como skate vertical.

Em 1975, a história do esporte se encontra com a trajetória do fotógrafo Hugh Holland. Ele conta que se deparou com um grupo de jovens skatistas um dia quando estava indo rumo ao Canyon Boulevard, em Los Angeles, e foi imediatamente aceito por eles. Detalhe: Hugh estava com sua câmera fotográfica – o que chamou a atenção dos jovens do local. “Não era qualquer pessoa que tinha uma câmera naquela época, e eles estavam muito ansiosos por mostrar suas habilidades“, diz ele.

Desde então, o fotógrafo passaria os 3 anos seguintes registrando alguns dos pioneiros do esporte. A série registrada por ele na época acabou se tornando o livro “Locals Only“, que já figura entre os mais vendidos na Amazon. Com 120 imagens coloridas, a obra registra um pouco da história do skateboarding americano – e você confere algumas das fotografias abaixo:

skate1

skate2

skate3

skate4

skate5

skate6

skate7

skate8

skate9

skate10

skate11

skate12

skate13

Todas as fotos © Hugh Holland

Ela participou do parto humanizado do irmãozinho que estava chegando e as imagens são emocionantes

A escolha de uma mulher pelo parto humanizado é um ato de puro amor pelo seu corpo e também pelo bebê que está chegando neste mundo. Se hoje em dia muitas gestantes já optam por dar a luz desta maneira, poucas terão uma experiência tão completa quanto a desta mãe, que teve o parto acompanhado por sua outra filha.

Segundo contou a fotógrafa Michele Pampanin pelo Facebook, a pequena Luiza resolveu separar a roupinha e o o sapatinho que gostaria que colocassem no irmão Benjamin quando ele nascesse. O que a família não esperava é que este fosse mais um sinal da chegada do menino, que nasceu no dia seguinte em um parto humanizado, que contou com o apoio da irmã.

Tudo foi registrado pela fotógrafa e as imagens deixam claro que o momento não poderia ter sido mais emocionante para a mamãe e parteira Alana Ferreira e para a pequena Luiza. É difícil não se deixar emocionar pelo registro.

parto16

Todas as fotos © Michele Pampanin

A épica viagem deste casal pela Islândia vai fazer você repensar sua lua de mel

Esqueça praias paradisíacas e resorts com serviço all inclusive. Este casal aventureiro desafiou os padrões da lua de mel e se jogou em uma viagem inusitada para a ocasião. Mas pera. Inusitada para quem, não é mesmo? Eles fizeram uma viagem incrível – e apaixonante!

Não faltaram cenários cinematográficos para um álbum de fotos inesquecível: cachoeiras, arco-íris, aurora boreal… E eles foram além! Produziram um vídeo brilhante mostrando um pouquinho dessa viagem que deixou a gente sonhando em conhecer esse país gelado – e até (por que não?) casar com alguém especial que compartilhe os mesmos sonhos que os nossos.

De van e acampando eles passaram duas semanas na Islândia e o resultado agora é compartilhado com todo mundo. Dá só uma olhada você também e tente não se apaixonar!

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.47.50

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.46.36

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.49.16

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.48.10

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.48.26

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.47.02

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.48.16

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.45.50

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.48.58

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.49.22

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.46.53

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.48.46

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.47.30

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.46.45

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.46.23

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.47.44

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.49.38

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.47.15

Captura-de-Tela-2016-03-29-às-00.48.04

Todas as imagens: Reprodução Vimeo

Mais 15 lugares incríveis para conhecer antes que desapareçam do mapa

O planeta Terra é um lugar cheio de maravilhas e destinos encantadores, disso a gente já sabe. Mas infelizmente, muitos dos lugares que se destacam por sua beleza natural estão correndo o risco de desaparecer seja pelo aquecimento global ou por diversos outros problemas que surtem efeito com o desequilíbrio ecológico.

Já mostramos aqui 10 lugares que também estão prestes a desaparecer e agora queremos deixar essa lista ainda mais completa. Saiba quais são os locais temos que cuidar e preservar o quanto antes:

1. Bacia do Congo, África

A segunda maior floresta tropical do mundo! Tem mais de 10,000 espécies de plantas, 1,000 espécies de pássaros, e 400 espécies de mamíferos. Nos últimos anos, cerca de 3,3 milhões de quilômetros quadrados de mata desapareceram por conta da mineração ilegal. E as nações unidas prevê total desaparecimento em 2040.

1

2. Floresta Amazônica

Aqui são cerca de 5,4 milhões de quilômetros da maior floresta tropical do mundo. Mas a agricultura ainda pode destruir toda a área verde.

3

3. Potosí, Bolívia

Em uma elevação de mais de 4 mil metros de altura, este é um dos locais de maior altitude do mundo! Mas séculos de atividade de mineração colocaram a cidade em risco de colapso, e uma parte da cúpula já se desintegrou.

2

4. Parque Nacional de Grand Teton, Wyoming

Aqui os visitantes se apaixonam por lindas paisagens de lagos cintilantes, terreno alpino, e a Cordilheira de Teton. Mas além disso, o parque também é popular para a pesca graças à sua elevada população de trutas, mas com as temperaturas da água cada vez mais quentes, fica ameaçada a prática no local.

4

5. Sleeping Bear Dunes National Lakeshore, em Michigan

Por aqui você pode apreciar o lago de blefes que se eleva a 137 metros acima da costa. Mas suas dunas e praias premiadas estão sofrendo com a invasão de algas e espécies de mexilhão, bem como o aumento dos níveis de fosfato.

5

6. Muralha da China

A erosão natural e a venda de tijolos com gravuras históricas levaram ao dano ou destruição de cerca de dois terços da Grande Muralha da China.

7

7. Parque Nacional de Vulcões no Havaí

Este lugar oferece aos viajantes a oportunidade de testemunhar mais de 70 milhões de anos de atividade vulcânica. Ele também serve como um refúgio para plantas e animais nativos da ilha, que estão cada vez mais em risco de extinção devido a temperaturas elevadas, condições mais secas, e um número crescente de espécies invasoras.

6

8. Big Sur, Califórnia

A área oferece aos visitantes oportunidades incríveis de observação de baleias. No entanto, secas e incêndios florestais recentes têm prejudicado a região costeira, levando a cada vez menos mamíferos aquáticos por ano.

9

9. Pirâmides do Egito Memphis e sua Necrópole

Em torno da construção, o aumento das águas subterrâneas e a poluição têm ameaçado os túmulos e monumentos.

8

10. Everglades da Flórida

Este têm sido referência como o parque mais ameaçado dos EUA. Muita água dificulta a introdução de novas espécies. E o desenvolvimento urbano da região só faz agravar o problema.

10

11. Petra, Jordânia

A cidade de Petra é uma das principais atrações turísticas da Jordânia, mas o famoso sítio arqueológico foi recuando no século passado por causa de uma combinação de vento, chuva e o toque constante de suas paredes por turistas. Portanto, se um dia visitar já sabe: “don’t touch!”

12

12. Grand Canyon

O Grand Canyon foi listado como um dos 11 lugares históricos mais ameaçados em os EUA pelo National Trust for Historic Preservation, em 2015. Ele ganhou esse lugar na lista por causa do aumento de projectos de desenvolvimento, como a mineração de urânio para estâncias turísticas. Isto poderia levar à destruição de porções significativas do Grand Canyon e sua principal fonte de água, o rio Colorado.

11

13. Taj Mahal

O icônico Taj Mahal, em Agra, na Índia, tem enfrentado anos de poluição e erosão que alguns especialistas acreditam que acabaria por levar ao seu colapso.

13

14. As margens do Outer Banks, na Carolina do Norte

Elas estão a minar a terra que fazem fronteira, colocando marcos, como o Cape Hatteras Lighthouse, de 1870, em perigo.

15

15. Monte Kilimanjaro, Tanzânia

A neve que está no topo do monte pode não durar muito mais tempo. Entre os anos de 1912 e 2007, a camada de gelo do Kilimanjaro já encolheu impressionantes 85%.

14

Fotos via Business Insider

A relação de solidariedade entre essa vaquinha cega e seu ‘porco guia’ é inspiradora

Perder um amigo, um companheiro de vida, é uma dor inimaginável. Não importa se a perda se dá entre um homem e uma mulher, dois homens ou duas mulheres, nem mesmo entre seres humanos ou outros animais. Multiplique essa dor por oito anos de parceria e ajuda mútua, e poderemos ter uma noção do que sentiu Baby quando perdeu Lulu. A curiosidade dessa história é que Baby é uma vaca, e Lulu era uma porquinha. E mais: Baby é cega. Lulu era sua guia.

VACA2

As duas se conheceram através da organização Don’t Forget Us Pet Us (Não esqueça, cuide, em tradução livre), que reúne em um santuário natural animais resgatados de abatedouros e fazendas de criação, há quase dez anos. Lulu havia sido abandonada por um fazendeiro depois de se machucar, e Baby vinha de um abatedouro. Apesar dos traumas e da cegueira de Baby, as duas rapidamente se tornaram melhores amigas, fazendo tudo juntas, com Lulu sempre servindo de guia para Baby.

VACA7

O tempo é sempre inclemente e, depois de oito anos inseparáveis, Lulu veio a falecer. Baby ficou inconsolável, sem se alimentar direito e sem passear, agora que havia perdido sua guia.

VACA1

Mas não se preocupe: o final dessa história é surpreendentemente feliz.

VACA6

Dias depois da morte da porquinha, uma bezerra fugiu de um abatedouro. Determinada, ela passou semanas na neve, até ser enfim capturada por autoridades. Uma moradora então se ofereceu para comprar a bezerra, contanto que ela fosse entregue para a organização. Ao chegar no santuário, em questão de segundos a bezerrinha estava ao lado de Baby, que despertou de seu luto para uma nova amizade.

VACA4

Rapidamente Baby passou a cuidar da bezerra como se fosse sua mãe – e as duas agora se tornaram inseparáveis. A organização preparou, através de sua página no Facebook, um concurso para eleger o nome da bezerra.

VACA5

É claro que Lulu sempre estará na memória e no coração de Baby, mas a vaquinha enfim voltou a se alimentar e a poder passear, ao lado de sua nova parceira. Agora, porém, mesmo cega, é Baby quem cuida de sua amiga.

VACA3

© fotos: divulgação