Preguiças gigantes teriam esculpido caverna com 3 m de altura, diz pesquisa

Pesquisadores do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) anunciaram a descoberta de uma caverna feita por preguiças gigantes há cerca de 10 mil anos em Ponta do Abunã, em Rondônia. O local tem mais de 3 metros de altura e um formato circular, o que os pesquisadores acreditam que tenham sido feitos pelos animais gigantes que viveram no local há cerca de 10 mil anos.  A caverna, com aproximadamente 100 metros de extensão, foi descoberta no mês de julho durante uma expedição.

(Foto: CPRM/ Divulgação)

De acordo com informações apuradas pela G1 com os pesquisadores responsáveis pela descoberta, agora o objetivo é fazer escavações de pequeno porte na região para tentar encontrar fósseis dos animais que habitaram o local. Por ser um local onde abrigou animais extintos, a caverna de Rondônia passou a ser classificada como paleotoca,  sendo, inclusive, a primeira confirmada na região norte do Brasil.

Para Almicar Adamy, pesquisador do CPRM que comandou a expedição, a descoberta foi uma surpresa para todos da equipe.

“Em 2010 tínhamos visto a caverna, mas na época não pensávamos que pudesse ser uma paleotoca, mesmo estranhando as dimensões, pois todas do estado possuem formas distintas”, explica.

(Foto: CPRM/ Divulgação)

Conforme Adamy, em 2010 os pesquisadores não tiveram tempo de fazer um estudo minucioso no local, porém, quando retornaram recentemente, puderam comprovar ser, de fato, uma paleotoca. “Essa descoberta representa um avanço no estudo que a gente fez, nos quais a gente só tinha vestígios fósseis no Rio Madeira, onde a gente já sabia que existia preguiça”, apontou.

A suspeita dos pesquisadores é que as preguiças responsáveis pelas construções gigantes podiam pesar até uma tonelada e costumavam medir mais de seis metros de altura. Os pesquisadores não sabem ainda como as preguiças gigantes entraram em extinção, mas existe a possibilidade do sumiço ter acontecido por conta do clima.

“Há cerca de 10 mil anos houve uma mudança no clima. Como na época devia ser mais frio, elas viviam dentro desses abrigos na caverna. A suposição é de que o ambiente e o clima em que habitavam fossem diferentes de agora. O clima daquela época era mais seco e frio”.topbiologia

2 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s