Senhora de 100 anos inova e arrasa como dama de honra no casamento da neta

Quando Vita Cresswell e Gary Whineray resolveram se casar, decidiram homenagear a avó da noiva, realizando a cerimônia no seu aniversário de 100 anos. Contaram então a novidade para a vovó Martha, que imediatamente respondeu: Ok, mas eu serei sua dama de honra!

“Nós apenas nos perguntamos: porque não?! E ela se sentiu realizada, foi muito bonito.”, disse Vita.

PIC BY BETH FAULDNER/MERCURY PRESS (PICTURED: BRIDESMAID MARTHA WALLBANK, 100, AT THE WEDDING) A grandmother-of-four has become BritainÌs oldest bridesmaid after following her granddaughter down the aisle Ò on the SAME DAY as turning 100. When Vita Cresswell, 29, of Seaton, Cumbria, told her grandma Martha Wallbank she was marrying her partner of eight years Gary Whineray, 31, the proud gran responded with and IÌm the bridesmaid.øMarthaÌs zeal to be a part of their big day, inspired the loved up couple to get VitaÌs gran even more involved, booking the wedding for her 100th birthday on 8 April. SEE MERCURY COPY

Martha, que vestiu azul e creme assim como as outras damas de honra, carregou um balão de aniversário na sua cadeira de rodas, além de ganhar um parabéns cantado por todos os convidados, quando o vigário contou que o dia era especial para mais alguém ali.

338B7C0700000578-3559231-The_newlyweds_were_sure_to_make_the_day_extra_special_for_Martha-a-14_1461691680064 

PIC BY BETH FAULDNER/MERCURY PRESS (PICTURED: BRIDESMAID MARTHA WALLBANK, 100) A grandmother-of-four has become BritainÌs oldest bridesmaid after following her granddaughter down the aisle Ò on the SAME DAY as turning 100. When Vita Cresswell, 29, of Seaton, Cumbria, told her grandma Martha Wallbank she was marrying her partner of eight years Gary Whineray, 31, the proud gran responded with and IÌm the bridesmaid.øMarthaÌs zeal to be a part of their big day, inspired the loved up couple to get VitaÌs gran even more involved, booking the wedding for her 100th birthday on 8 April. SEE MERCURY COPY 

338B7EF700000578-3559231-Vita_and_partner_Gary_Whineray_had_been_discussing_their_engagem-a-13_1461691671691

E ninguém precisou se preocupar com a energia da vovó. “Ela apenas ficou sentada na sua cadeira, dançando do seu jeito durante toda a cerimônia, sorrindo e cantando.”, completou Vita.

Imagens © Mercury Press

Casuar

https://i0.wp.com/media.escola.britannica.com.br/eb-media/43/138843-050-DD4F15FF.jpg

O casuar (Casuarius spp.) é uma ave do grupo de aves ratitas de grande porte, nativas do nordeste da Austrália, Nova Guiné e ilhas circundantes.As três espécies de casuar pertencem à família Casuariidae e são, com a avestruz e a ema, as maiores aves existentes na actualidade. O habitat preferencial do casuar são zonas de floresta tropical, onde haja um grande número de árvores disponíveis para produzir os frutos de que se alimentam. Neste ambiente o casuar desempenha a importante função ecológica de dispersar as sementes das árvores. O casuar é uma figura importante na mitologia das populações nativas da Oceania e representa geralmente uma figura maternal.

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2016/06/f09e7-cassowary-robertsouth3.jpg

A plumagem do casuar é abundante e de cor acinzentada, com penas coloridas na base do pescoço. Estas aves têm uma crista encarnada no alto da cabeça, que cresce devagar durante os primeiros anos do animal e com função desconhecida. O grupo não tem dimorfismo sexual significativo, sendo as fêmeas apenas um pouco maiores e mais coloridas. Uma característica distintiva é a presença de uma garra em forma de punhal presente no dedo interno. Como nos outros strutioniformes, o casuar tem as asas atrofiadas e três dedos em cada pata.

https://i2.wp.com/tiernah.com/wordpress/wp-content/uploads/2014/03/Der-Helmkasuar-ist-der-drittgr%C3%B6%C3%9Fte-Laufvogel-der-Welt..jpg

O casuar é uma ave ágil, que pode correr a cerca de 50 km/h e saltar 1,5 m sem qualquer balanço. São animais normalmente pacatos e tímidos que no entanto podem ser extremamente agressivos e perigosos para o Homem para proteger o ninho ou as suas crias.

https://i2.wp.com/msalx.viajeaqui.abril.com.br/2013/09/03/0956/3.jpeg

Na época de reprodução os machos reclamam um território e procuram atrair uma fêmea, que permanece apenas, até pôr entre de 3 a 5 ovos. Após a postura a fêmea abandona o ninho e pode eventualmente acasalar noutro território. Os machos cuidam sozinhos dos ninhos e das crias durante os nove meses seguintes. Os juvenis são de cor acastanhada e só ganham a plumagem típica do adulto por volta dos três anos.

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2016/06/5c0b8-1878870de83aecb0bc33b0c5ecfe548f.jpg

O casuar é uma ave importante para o Homem há centenas de anos como fonte de proteína através da carne e dos ovos. Algumas tribos da Nova Guiné têm o hábito de assaltar os ninhos e criar os juvenis até à idade adulta, quando são vendidos ou mortos para consumo local; no entanto o casuar nunca foi completamente domesticado. As penas coloridas são também uma fonte de interesse e o motivo pelo qual no passado os colonos europeus caçaram abundantemente este animal.

https://i0.wp.com/wallup.net/wp-content/uploads/2016/01/40184-animals-Australia-Casuar-birds.jpg

Actualmente, as três espécies de casuar estão ameaçadas pela destruição de habitat e encontram-se protegidas por lei. É uma das aves mais perigosas para o Homem, pois sua patada pode equivaler a mesma força de um pequeno punhal, podendo até decepar um membro.As várias espécies de casuar são abundantes no registro fóssil do Plio-Plistocénico australiano e pensa-se terem evoluído a partir dos emus algures no Miocénico.

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/2/29/Casuarius_casuarius_-upper_body_-captive-8a-2c.jpg/1024px-Casuarius_casuarius_-upper_body_-captive-8a-2c.jpg

https://i0.wp.com/imagens.mdig.com.br/bichos/casuar_do_sul_02.jpg

https://i2.wp.com/cdn.olhares.pt/client/files/foto/big/732/7326765.jpg

https://rzsszooclub.files.wordpress.com/2011/02/cassowary-egg.jpg

https://i2.wp.com/msalx.viajeaqui.abril.com.br/2013/09/03/0956/6IivB/1.jpeg

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2016/06/34258-casuar_do_sul_10.jpg

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2016/06/b35f5-casuar_do_sul_17.jpg

https://i2.wp.com/www.gazetadopovo.com.br/viver-bem/wp-content/uploads/import/casuar.jpg

https://i1.wp.com/www.animalphotos.me/bird4/bird4-cass_files/cassowary2.jpg

https://c1.staticflickr.com/1/64/216010885_4530e1a790_b.jpg

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2016/06/930fe-10259751_709990409063853_8277853503270712872_n.jpg

https://i2.wp.com/imagens.mdig.com.br/bichos/casuar_do_sul_03.jpg

https://pixabay.com/static/uploads/photo/2016/03/24/16/55/cassowary-1277135_960_720.jpg

https://storage.googleapis.com/panda-image/image/animal-del-dia/casuarius-pajaro-mas-peligroso-mundo/casoar-oiseau-plus-dangereux-monde_1454453936075_large.JPG

https://i1.wp.com/imgs.rafaelbelomo.com/mundointeressante/posts/passsaro02.jpg

Google imagens

Imagens poderosas mostram como era o Japão antes das guerras mundiais

O Japão foi um dos países mais afetados pelas guerras mundiais do início do século passado. Há pouco mais de 70 anos, o país era acometido pelo terror das bombas atômicas lançadas sobre Hiroshima e Nagasaki. Mas, antes disso, o Japão era um país cheio de vida, conforme documentou o fotógrafo alemão Arnold Genthe, em 1908.

Na época, Arnold passou seis meses explorando o país e documentando o seu dia-a-dia durante o período Meiji, época em que o Japão vivenciou uma crescente modernização, tornando-se uma potência mundial. As fotografias revelam um povo tranquilo e com apego às tradições, no início de um século que viria a ser conturbado para a história mundial.

As imagens foram adquiridas pela Livraria do Congresso dos Estados Unidos após a morte do fotógrafo, junto a outras cerca de 20 mil imagens de seu estúdio que nunca haviam sido divulgadas. Algumas delas você confere abaixo:

japao1
 
japao2
 
japao3
 
japao4
 
japao5
 
japao6
 
japao7
 
japao8
 
japao9
 
japao10
 
japao11
 
japao12
 
japao13
 

Eles viajam o mundo com um objetivo: fazer fotos divertidas de animais

Há cerca de um ano, um casal apaixonado pela vida decidiu largar seus empregos, vender tudo o que tinham e viajar pelo mundo! Um sonho de muita gente se tornou realidade para Chanel e Stevo. E o que eles acabaram encontrando no caminho foi uma porção de animais simpáticos que resolveram fotografar e fazer essa série que a gente te mostra agora!

Amantes de fotografia e animais, o casal que alimenta o site How Far from Home se dedicou a closes e retratos com lentes de grande angular para captar de perto os protagonistas da imagem como também o habitat que os cerca. E como eles mesmo dizem “nem todo bichinho nasceu para as câmeras“. Ou seja, o resultado é criativo e muito divertido!

Olha só: 

Mug-Shot-Alpaca-2-573353662356c__880

Mug-Shot-Alpaca-4-5733537f790e4__880

Mug-Shot-Cat-3-57335399b73da__880

Mug-Shot-Cat-573353bd160df__880

Mug-Shot-Cow-2-5733542b73664__880

Mug-Shot-Crab-573354426c334__880

Mug-Shot-Deer-5733545d7c24b__880

Mug-Shot-Dog-1-5733547565066__880

Mug-Shot-Dog-4-573354c087f1b__880

Mug-Shot-Dog-5-573354d303e45__880

Mug-Shot-Goat-1-573354e61f489__880

Mug-Shot-Goat-5-5733553d8ffac__880

We-Photographed-Funny-Animal-Mug-Shots-All-Over-the-World-573356be34a58__880

We-Photographed-Funny-Animal-Mug-Shots-All-Over-the-World-573356da4891a__880

We-Photographed-Funny-Animal-Mug-Shots-All-Over-the-World-573356f4ec237__880

We-Photographed-Funny-Animal-Mug-Shots-All-Over-the-World-573357a6c9118__880

We-Photographed-Funny-Animal-Mug-Shots-All-Over-the-World-5733570b85df2__880

We-Photographed-Funny-Animal-Mug-Shots-All-Over-the-World-5733571b8ca71__880

We-Photographed-Funny-Animal-Mug-Shots-All-Over-the-World-5733572c1bc51__880

We-Photographed-Funny-Animal-Mug-Shots-All-Over-the-World-5733575d27040__880

We-Photographed-Funny-Animal-Mug-Shots-All-Over-the-World-5733577c15b18__880

We-Photographed-Funny-Animal-Mug-Shots-All-Over-the-World-5733579f8cd4e__880

We-Photographed-Funny-Animal-Mug-Shots-All-Over-the-World-57335742b2e83__880

Todas as fotos © Chanel e Stevo do Howfarfromhome