Mãe morre para salvar o filho em ataque à boate gay

Após o massacre à boate gay Pulse, em Orlando, muitas histórias sobre as vítimas começam a surgir. Uma destas vítimas foi Brenda Lee Marquez McCool, de 49 anos, que morreu para salvar um de seus 11 filhos.


Brenda havia ido à festa com seu filho Isaiah Henderson, de 21 anos, que é gay. Ela era também uma grande defensora da causa, além de adorar sair para dançar. Quando percebeu que o filho estava na mira do atirador, ela pediu que o jovem se abaixasse e se colocou em frente a ele, como um escudo humano. As informações são do New York Daily News.

Ela, que era solteira e já havia sobrevivido a dois cânceres, deixou 11 filhos, três dos quais menores de 18 anos. Para arrecadar fundos para o funeral e as despesas dos mais novos, Farrell Marshall, um de seus filhos criou uma campanha de financiamento coletivo através da plataforma GoFundMe, onde já arrecadou mais de U$ 38 mil da meta de U$ 50 mil em apenas dois dias. A inciativa já contou com a solidariedade de mais de mil pessoas.

brenda1 

brenda2 

brenda5 

brenda6

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s