15 gadgets criativos que prometem transformar sua vida na cozinha

Cozinhar é uma arte que requer muita criatividade. Pôr a mão na massa é um princípio fundamental. Mas você não é ninguém se não estiver acompanhado dos melhores adereços para fazer a mágica acontecer.

Selecionamos aqui 15 gadgets geniais para quem já é fera na cozinha ou para aqueles que precisam de algum incentivo, seja na funcionalidade ou na inventividade.

1. Concha de sopa do Nessie (Monstro de Loch Ness) 
cozinha1
LochNessEx
2. Balsa de silicone a vapor
cozinha2
3. Infusor de chá de tubarão
TeaInfusor_1
4. Conjunto sangrento
cozinha4
5. Separador de ovos Boogey Yolk
cozinha5
6. Canhão pipoqueiro
cozinha6
7. Molde de cérebro para gelo fazer gelo
cozinha7
8. Suporte para milho de Tricerátops
cozinha8
9. Rolos para massa costumizados
Molde1
Molde2
10. Torradeira do Darth Vader
cozinha10
11. Cortador de pizza de machado
cozinha11
12. Apontador e descascador de cenouras
cozinha12
13. Forma de ovos cozidos de caveira
cozinha13
14. Paliteiro Bom Cachorro
cozinha14
15. Talheres Doctor Who
cozinha15
Todas as fotos via

Sobre as águas: quatro mercados do mundo ficam em cima de pontes

Quem foi que disse que ponte só é feita para passagem? Que nada! Às vezes dá até para parar e fazer umas comprinhas. Vem ver só!

1. Ponte Vecchio, Florença

A Ponte Vecchio ou “Old Bridge” (velha ponte) sobre o rio Arno, em Florença, Itália, é um dos ícones medievais do país. A construção abriga o comércio desde o século 13, praticado em mesas de venda. Quando o comerciante tinha uma dívida que não era paga, a mesa onde ele vendia seus produtos era quebrada. Conhecida como “bancorotto” a prática deu sentido à expressão “bancarrota”, que significa quebra econômica ou falência.

ponte-vecchio-16

ponte-vecchio-22

ponte-vecchio-32

ponte-vecchio-42

ponte-vecchio-56

2. Krämerbrücke, Erfurt

A ponte alemã que passa sobre o rio Gera é repleta de casinhas hermeticamente construídas, lado a lado. As casas são ocupadas por lojas, que vendem artesanato tradicional e tecidos, cerâmica pintada à mão, vidro soprado, jóias, esculturas em madeira e antiguidades. Por ali, há também cafés e restaurantes que oferecem especialidades de região.

kramerbrucke-12

kramerbrucke-22

kramerbrucke-37

kramerbrucke-42

3. Ponte de Rialto, Veneza

Como não podia deixar de ser, Veneza também marca presença nessa lista. A Ponte de Rialto foi originalmente feita de madeira e construída em 1255, substituindo uma antiga passagem flutuante. O mais legal é que essa ponte tinha duas rampas inclinadas reunidas em um centro móvel, que podiam ser levantadas para permitir a passagem de embarcações mais altas. As lojas foram incluídas apenas durante a primeira metade do século 15, para gerar receita ao Tesouro do Estado.

rialto-bridge-16

rialto-bridge-22

rialto-bridge-46

rialto-bridge-52

4. Ponte de Pulteney, Bath

A ponte britânica do rio Avon teve como inspiração duas obras da lista: Ponte Vecchio e Ponte di Rialto. Só que nesse caso, a Ponte Pulteney foi encomendada por William Johnstone, um advogado escocês rico e membro do Parlamento, que tinha herdado uma fortuna e comprou um terreno tão grande, que para chegar do lado do rio da cidade ele só poderia ir de balsa. William queria ter uma ponte para que pudesse transformar sua enorme propriedade de 600 acres em uma nova cidade e subúrbio da cidade de Bath.

pulteney-bridge-12

pulteney-bridge-22

pulteney-bridge-35

pulteney-bridge-45

pulteney-bridge-66

Todas as fotos via Amusing Planet

Crochê e burca se transformam em manifestações artísticas na noite paulistana

Num crescimento constante, os trabalhos manuais que eram feitos pelas avós ganham força e novas propostas através das mãos dos mais jovens. Em São Paulo, o crochê e a costura de burcas são transformados em manifestações artísticas interessantes e poderosas. Como? Vem comigo que eu te conto!

Não é nada comum ver skatistas vestindo burca, a não ser que você esteja no Oriente Médio ou num lugar tão plural como a Pauliceia Desvairada. A artista plástica Aline Tima passa suas madrugadas costurando as peças que escondem corpo e rosto.

Com o intuito de chocar esteticamente, ela veste os skatistas com as polêmicas vestimentas, que acabam levantando questões como identidade e superexposição, afinal, quem é que gosta de ser identificado o tempo todo? A burca também pode libertar se a gente ressignificar.

aline tima2

skate com burca

Quem também usa os trabalhos manuais é o artista plástico Leandro Dário, que na calada da noite espalha suas caveiras de crochê por espaços públicos da cidade, como Largo da Batata, a Avenida Paulista e o Minhocão. O bordado e o tricô também são parte de seu universo.

leandro dario

leandro dario2

Com uma sólida carreira no circuito de arte contemporânea tradicional, se entrega a arte urbana nas altas horas para alcançar a atenção de outras tantas pessoas que circulam pelos espaços durante o dia. Monumentos, postes e árvores são palco para as intervenções.

croche na rua3

croche na rua2

croche na rua

leandro dario3

skate com burca5

skate com burca4

skate com burca3

skate com burca2

Skate-Burca-Aline-Tima

aline tima

Se você ficou a fim de conhecer mais sobre os trampos da Aline e do Leandro, fique de olho na série “Madrugada Desperada” . Dirigida por Tom Stringhini e produzida pela Conspiração Filmes, a série de oito episódios exibida no canal Urban Feed é comandada por Fernanda Young, que acompanha e conversa com artistas transgressores durante a madrugada paulistana. Espia só o que tem no trailer e mergulhe nesta saga criativa:

Aventureiros da noite, tomem nota: a cerveja Desperados montou a Galeria Desperada, série de 7 festas na laje da Galeria Ouro fino, espaço que ficou sem uso durante oito anos e que agora foi reativado. Com cenografia do Estúdio Xingu e música do projeto Jambox, você não vai querer ficar de fora dessas madrugadas que vão de 7 de maio à 25 de junho.

Essa série de imagens mostra quantos dias de sol têm diferentes cidades pelo mundo

Depois da “guerra” no Face entre a marcha contra a frente fria e aqueles que agradeciam aos deuses pela chegada dos dias nublados, agora é a hora de saber exatamente quantos dias faz sol em diferentes cidades do mundo. Assim celebramos as diferenças e cada um pode escolher seu próximo destino – ou quem sabe até seu próximo lar!

Eu mesma, amante assídua do sol e dos dias quentinhos, tirei print de todo mundo que estava comemorando os dias frios para depois jogar na cara quando começar a reclamar do frio…!

Brincadeiras à parte, esta é uma publicação genial baseada nos dados fornecidos pelo Current Results e executado via Incrível.club. Agora chega da falatório e escolha já a sua preferida!

522505-650-1462538990-12

522555-650-1462538990-10

522155-650-1462538990-21

522205-650-1462538990-24

522405-650-1462538990-3

521855-650-1462538990-9

521955-650-1462538990-5

522005-650-1462538990-23

522055-650-1462538990-22

521505-650-1462538990-7

521605-650-1462538990-6

521655-650-1462538990-8

521105-650-1462538990-13

521305-650-1462538990-14

521355-650-1462538990-201

520855-650-1462538990-15

520955-650-1462538990-1

521055-650-1462538990-11

520405-650-1462538990-17

520505-650-1462538990-16

520555-650-1462538990-18

Fotos © Martchan/bodrumsurf/Shutterstock