Sobre as águas: quatro mercados do mundo ficam em cima de pontes

Quem foi que disse que ponte só é feita para passagem? Que nada! Às vezes dá até para parar e fazer umas comprinhas. Vem ver só!

1. Ponte Vecchio, Florença

A Ponte Vecchio ou “Old Bridge” (velha ponte) sobre o rio Arno, em Florença, Itália, é um dos ícones medievais do país. A construção abriga o comércio desde o século 13, praticado em mesas de venda. Quando o comerciante tinha uma dívida que não era paga, a mesa onde ele vendia seus produtos era quebrada. Conhecida como “bancorotto” a prática deu sentido à expressão “bancarrota”, que significa quebra econômica ou falência.

ponte-vecchio-16

ponte-vecchio-22

ponte-vecchio-32

ponte-vecchio-42

ponte-vecchio-56

2. Krämerbrücke, Erfurt

A ponte alemã que passa sobre o rio Gera é repleta de casinhas hermeticamente construídas, lado a lado. As casas são ocupadas por lojas, que vendem artesanato tradicional e tecidos, cerâmica pintada à mão, vidro soprado, jóias, esculturas em madeira e antiguidades. Por ali, há também cafés e restaurantes que oferecem especialidades de região.

kramerbrucke-12

kramerbrucke-22

kramerbrucke-37

kramerbrucke-42

3. Ponte de Rialto, Veneza

Como não podia deixar de ser, Veneza também marca presença nessa lista. A Ponte de Rialto foi originalmente feita de madeira e construída em 1255, substituindo uma antiga passagem flutuante. O mais legal é que essa ponte tinha duas rampas inclinadas reunidas em um centro móvel, que podiam ser levantadas para permitir a passagem de embarcações mais altas. As lojas foram incluídas apenas durante a primeira metade do século 15, para gerar receita ao Tesouro do Estado.

rialto-bridge-16

rialto-bridge-22

rialto-bridge-46

rialto-bridge-52

4. Ponte de Pulteney, Bath

A ponte britânica do rio Avon teve como inspiração duas obras da lista: Ponte Vecchio e Ponte di Rialto. Só que nesse caso, a Ponte Pulteney foi encomendada por William Johnstone, um advogado escocês rico e membro do Parlamento, que tinha herdado uma fortuna e comprou um terreno tão grande, que para chegar do lado do rio da cidade ele só poderia ir de balsa. William queria ter uma ponte para que pudesse transformar sua enorme propriedade de 600 acres em uma nova cidade e subúrbio da cidade de Bath.

pulteney-bridge-12

pulteney-bridge-22

pulteney-bridge-35

pulteney-bridge-45

pulteney-bridge-66

Todas as fotos via Amusing Planet

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s