10 coisas que você não pode perder quando visitar a Tunísia

Encravado no norte da África, esse pequeno país atrai turistas do mundo inteiro em busca de praias, sol e exotismo. Brasileiros são raros, europeus são muitos, principalmente da França e Alemanha. O país, que passou por uma revolução após a queda do ditador Ben Ali em 2011, viveu um momento de positiva transição, que só foi abalado quando ocorreu um atentado na praia de Sousse há alguns meses.

A Tunísia possui características que poucos lugares conseguem juntar: mar, deserto, oásis, lagos de sal e sítios arqueológicos. A exoticidade impera na “África Árabe”! Vem ver 10 coisas imperdíveis por lá:

1. Acampar no deserto do Saara

Consegue imaginar a sensação de pernoitar no maior deserto do mundo sem abdicar de conforto? Isso é possível! Um acampamento em pleno deserto, com tendas confortáveis, ar condicionado e chuveiro quente, acomoda hóspedes que buscam aventura sem passar por nenhum sufoco. O local ainda possui um hamman (sauna a vapor) e piscina. Os dias em Ksar Ghilane eram quentes mas a noite era agradável, inclusive fiz uma trilha pelo deserto sob a luz da lua.

SAM_2576 [800x600]

2. Ver o anfiteatro romano em El Jem

Menos conhecido que o Coliseu de Roma e tão grande quanto o italiano. É considerado o maior da África e o quarto no mundo, seu tamanho impressiona e o visitante pode entrar inclusive em sua área subterrânea. Séculos de história consagraram como um dos monumentos mais importantes da Tunísia, além de ser considerado também Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Mesmo para aqueles que não curtem história, é um lugar incrível!

DSC_0431 [800x600]

3. Andar de dromedário no deserto do Saara

Apesar de ser um passeio clichê, ainda assim vale a pena, não somente pelo meio de “transporte” inusitado mas principalmente pela oportunidade de contemplar belas paisagens do famoso deserto em Douz, ainda mais no pôr do sol.

DSC_0517 [800x600]

4. Visitar a cidade cenográfica de Star Wars

Os primeiros filmes da saga Guerra nas Estrelas foram rodados na Tunísia. Visitar o vilarejo onde se encontram, em perfeito estado, os cenários que fizeram parte dos primeiros filmes é uma experiência interessante, principalmente para aqueles que são fãs da saga. O local fica em uma área isolada, não há cercas e nem seguranças, situado em uma ampla área aberta e muito quente, que também serviu de locação para o filme “O Paciente Inglês”.

DSC_0639 [800x600]

5. Conhecer as ruínas de Dougga

A Tunísia respira história e ela tem sido preservada através de seus monumentos majestosos espalhados pelo país. As ruínas da antiga cidade romana de Dougga fascinam os visitantes, e algumas delas lembram os famosos monumentos gregos.

6. Viver por algumas horas em uma Casa Berberé

Em Matmata, um dos passeios imperdíveis é visitar uma típica casa troglodita subterrânea da tribo Berberés, onde mesmo nos dias atuais vivem descendentes. Se do lado de fora o calor é escaldante, as vezes superando os 40 graus, dentro das casas trogloditas a temperatura é fresca/amena.

SAM_2480 [800x600]

7. Admirar o lago salgado de Chott El Jerid

Um belo lago, com uma paisagem a se perder de vista, onde é possível contemplar miragens que resultam da evaporação da água salgada. Dunas de sal complementam a paisagem.

DSC_0739 [800x600]

8. Banhar-se no oásis de montanha e cachoeiras

Em Chebika e Tamerza há diversos oásis que brotam de montanhas de fácil acesso através de trihas bem sinalizadas. Além das pequenas cachoeiras, é possível apreciar também as tamareiras (a Tunísia é a maior exportadora de tâmaras da África). Nessa região, cenas do clássico filme ” O pequeno Príncipe” foram rodadas nos anos 70.

SAM_2685 [800x600]

9. Conhecer os animais típicos do país

Cachorros eu vi poucos, gatos são muitos, mas dois animais me chamaram atenção na Tunísia. O dromedário, que serve de transporte e moeda de troca, e o Feneco, conhecido como a raposa do deserto. Um simpático animal de porte pequeno, orelhudo e bastante esperto. O Feneco só existe no norte da África e eu soube que é proibido tê-lo como animal de estimação em regiões fora do seu habitat natural.

Tunisia1

10. Caminhar pelo deserto do Saara

De 4×4, dromedário ou a pé? Não importa a forma de locomoção, tudo depende da disposição em trilhar por algumas horas no maior deserto do mundo. Eu optei pelos três meios em ocasiões diferentes e em horários diferentes, visto que pela manhã e à tarde a temperatura aumenta bastante. Mas, ainda assim, é uma experiência magnífica! Foi quando percebi que desertos também são belos mesmo que a paisagem se limite a dunas de areia a perder de vista.

DSC_0627 [800x600] 

DSC_0634 [800x600]


Todas as fotos © André Araújo

Jovem muçulmana ridiculariza manifestação islamofóbica com selfies bem-humoradas

O que fazer quando você se depara com uma manifestação de ódio contra o seu povo? A jovem Zakia Belkhiri reagiu de forma curiosa: sacou seu celular, armou-se de sorrisos e caretas, e passou a disparar selfies bem-humoradas diante de um protesto contra a presença de muçulmanos em Antuérpia, na Bélgica.


O fotógrafo Jurgen Augusteyns capturou o momento em imagens preciosas publicadas pela Vice: enquanto algumas dezenas de pessoas gritavam palavras de ordem e seguravam cartazes islamofóbicos, Zakia zombava da situação ostentando orgulhosamente o seu hijab e fazendo o sinal da paz. Uma situação tão inusitada que parece ter arrancado risadas dos próprios opositores.

zakia1 

zakia2 

O “confronto” ocorreu quando a moça deixava a Muslim Expo, festival que celebra as tradições da cultura islâmica. Foi quando deu de cara com os manifestantes convocados pelo partido de extrema-direita Vlaams Belang, contrário ao multiculturalismo na Europa.

As imagens rapidamente correram o mundo como símbolo de combate à intolerância – fazendo lembrar o corajoso gesto de Tess Asplund, que encarou sozinha um grupo de neonazistas suecos semanas antes. Não passarão.

zakia3 

zakia4 

zakia5 

zakia6 

Todas as fotos © Jurgen Augusteyns.

Nunca é tarde: casal de idosos conta o que aprendeu após vender seus pertences para descobrir o mundo

As longas viagens exigem algumas coisas de nós, entre elas, a necessidade de sermos econômicos, flexíveis e desprendidos. Num ato de coragem, o casal Don e Alison Armstrong, de 72 e 64 anos, abriram mão de seus pertences, que foram vendidos para bancar o sonho de percorrer diversos países juntos. Levando ao pé da letra a frase “antes tarde do que nunca”, eles compartilham sua jornada no blog Adventures in Wonderland.

Apesar da idade avançada, eles não desistiram da ideia que tanto martelou em suas cabeças ao longo dos anos. Depois de se aposentar aos 68 anos e desenvolver alguns problemas de saúde devido o estresse, Don conversou com Alison sobre a viagem e então optaram por vender o apartamento e o carro mantidos no Canadá, que lhes mantinham numa base confortável neste estágio da vida.

A aventura começou na Itália em 2011, seguindo para Espanha, Índia, Bali, Austrália, Oriente Médio, Suécia, México, América do Sul, Turquia, Estados Unidos, Ilhas Fiji e Cyprus. Como viajamos e tanto ‘escolhemos’ o nosso percurso, quanto ao mesmo tempo apenas o deixamos se desdobrar, descobrimos a ‘mecânica’ da vida, a criatividade espantosa da vida, e uma contínua necessidade de voltar a confiar e presenciar”, escreveu o casal, que atualmente está na Nova Zelândia.

Sem data para encerrar a viagem, os dois convivem com uma leveza tão grande que não cabe o tamanho da idade. “Sabemos que um dia vamos morrer e preferimos viver ao máximo o presente. Não queremos ir com remorsos porque desperdiçamos as oportunidades que nos foram dadas”, diz Alison.

E eles sabem como aproveitar, fazendo atividades como trekking, escalada em vulcões, passeios de camelo no deserto e nadar com elefantes.

AlisonDon7

AlisonDon5

A idade definitivamente só é uma barreira para quem quer que ela seja. Mesmo com desafios ao longo do caminho, a dupla se mostra feliz e satisfeita com o estilo de vida que levam hoje, além de compartilharem seus descobertas e aprendizados com todos os que almejam fazer o mesmo. Abaixo estão algumas coisas que aprenderam:

“Aprendemos…

  • A confiar mais: confiar que estamos sendo bem cuidados por um Mistério maior nos deixa livres para explorar mais plenamente.
  • A nos preocupar muito menos sobre o futuro: experimentar a confiança colabora para isso.
  • A nos preocuparmos muito menos sobre dinheiro: bem menos do que estávamos acostumados.
  • A respeitar mais as pessoas: a grande maioria das pessoas que conhecemos em nossas viagens têm sido gentil, generosas e de coração aberto.
  • A dizer sim às oportunidades que surgem em nosso caminho: pois provavelmente nunca mais voltaremos naquela direção.
  • A viver com uma gratidão consciente para a vida: valorizando que nos foi dado muito mais do que estamos habituados.
  • A nos queixar menos: quando alguma queixa aparece, rapidamente fazemos a escolha por uma perspectiva diferente.
  • A viver com menos: não precisamos de muita coisa, ainda mais quando viajamos pelas regiões tropicais.
  • Que podemos viver juntos 24/7 e ainda aproveitar a companhia um do outro: a comunicação honesta e aberta tem sido fundamental.
  • Que é sempre possível ensinar a cães velhos truques novos!
  • Após três anos e meio na estrada, depois de experimentar tantos imprevistos, percebemos a vida como uma série de milagres que se desdobram.”

AlisonDon4

AlisonDon

AlisonDon8

AlisonDon3

AlisonDon2

Todas as fotos © Alison e Don Armstrong

Artista brinca com limites entre realidade e ilusão através da maquiagem

https://fbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xfl1/v/t1.0-9/13524285_1740361676240253_4870868133210992829_n.jpg?oh=d58a0c95d348bcd1fa8448ac8c241983&oe=58049196&__gda__=1477013203_14d603beda08fe0ee115450f6bad0ab8

Ninja das maquiagens, essa artista sul-coreana é capaz de criar imagens surreais tendo como tela o próprio rosto. Assim ela cria um mistério que faz a gente se perguntar: o que é real e o que é maquiagem em cada imagem. Vem ver só que brisa!

O nome dela é Dain Yoon e com apenas 22 anos, a estudante da Korean National University of Arts já faz sucesso com seu talento e coleciona mais de 50 mil seguidores no Instagram. O que nos impressiona é capacidade dela misturar o as texturas de fundo com o rosto, bem como o próprio rosto com as mãos. É só vendo para entender:

1466528489-0

Dain conta que leva duas horas para preparar cada desenho e explica: “para expressar ar muitas dimensões e perspectivas dos seres humanos, eu pinto minhas ideais em meu próprio corpo”, disse ela ao Buzz Feed gringo.

Cuidado só para não bugar o seu cérebro! Rs.

gif1

gif2

gif3

Veja mais imagens a seguir:

1466528566-0

designdain5

designdain1

1466528517-0

illusion20

1466528535-0

Fotos: reprodução Instagam

GALERIA DE FOTOS: Humphead wrasse – Cheilinus undulatus

https://i0.wp.com/www.worldheritagetrip.com/wp-content/uploads/2014/05/DSC_8158.jpg

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/d/dd/Humphead_wrasse02_melb_aquarium.jpg

https://i2.wp.com/hummingfish.org/wp-content/uploads/2010/12/20081204_MLD_FishHead112.jpg

https://i1.wp.com/www.astrofish.me/Sea_N_Space/Fishes/Media/object007.jpg

https://i1.wp.com/www.scubatravel.co.uk/photos/redsea/Humphead_wrasse_26_03a.jpg

http://www.freeimageslive.co.uk/image/view/3349/_original

https://i0.wp.com/farm3.static.flickr.com/2763/4020607530_88e4cc7e06_o.jpg

http://www.freeimageslive.co.uk/image/view/3362/_original

https://katzmeifyoucan.files.wordpress.com/2015/09/dsc_2793.jpg

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/f/f0/Napoleon-fish.jpg

https://i1.wp.com/theseamonster.net/wp-content/uploads/HHW-Macorig-paolo.jpg

https://c2.staticflickr.com/2/1037/1104434540_0f711e6831_b.jpg

https://ideal-escapes.com/wp-content/uploads/2015/09/queensland5.jpg

https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2016/07/aa7db-wally2.jpg

https://i1.wp.com/img.huffingtonpost.com/asset/2000_1000/57481c2c1200002500894aa2.jpeg

https://c1.staticflickr.com/7/6023/5916621047_39e67be3bf_b.jpg

https://i1.wp.com/theseamonster.net/wp-content/uploads/HHW-eye-by-Tezl.jpg

http://www.aqua.org/~/media/Images/Animals/Humphead%20Wrasse/animals-humpheadwrasse-header-web.jpg

https://wootensdownunder.files.wordpress.com/2012/06/wally-the-maori-or-humpheaded-wrasse.jpg

https://i1.wp.com/uglyanimalsoc.com/wp-content/uploads/Humphead-wrasse-The-Hackney-Mascot.jpg

https://i1.wp.com/www.runic.com/gallery/albums/wildlife/marine/humphead-wrasse.jpg

https://i0.wp.com/www.scubadiving.com/sites/scubadiving.com/files/styles/medium_1x_/public/scu-humphead-wrasse-sea-watch.jpg

https://i0.wp.com/img.huffingtonpost.com/asset/2000_1000/57481c2c1200002500894aa2.jpeg

https://i0.wp.com/www.divetime.com/images/photos/assets/0/15370-work-Napoleon_Wrasse.jpg

Google imagens

Este casal teve uma incrível festa de casamento inspirada em ‘Alice no País das Maravilhas’

O casal polonês Natalia e Rafael Kurzawa se conheceu numa casa de chás. O livro ‘Alice no País das Maravilhas’ estava sobre uma mesa próxima e os dois, fãs da obra, decidiram “seguir o coelho branco” para ver no que dava. Quatro anos depois, eles se casaram e se inspiraram no texto de Lewis Carroll para escolher o tema da festa.

Depois da cerimônia na igreja, o casal e seus convidados se dirigiram para uma experiência diferente. De cara, um enorme espelho refletia o salão, dando a impressão de que eles entravam em outro mundo. Depois de algum tempo, Bobo, o coelho de estimação dos dois, chegou à festa – atrasado, é claro.

35361CC000000578-3638742-image-a-91_1465812017175

O ambiente foi inspirado no chá do Chapeleiro Maluco, com flores coloridas, grama sobre as mesas, xícaras e pires que não combinavam e detalhes como relógios, chaves, cartas de baralho e livros. Natalia e Rafael passaram um ano comprando itens que remetessem ao universo de Alice.

35361ECE00000578-3638742-image-a-126_1465812229260

Natalia afirma que “você só precisa de um pouco de coragem para fugir dos padrões e transformar seus sonhos em realidade”. Já Rafael torce para que o casamento “inspire outros casais a fazer suas cerimônias do jeito que eles sonham”.

Além da festa, os dois também aproveitaram a decoração para fazer um ensaio fotográfico especial. Dá uma olhada:

35361DE400000578-3638742-image-m-89_1465811946451

35361EDE00000578-3638742-image-m-90_1465811961477

35361ECD00000578-3638742-image-m-147_1465812650116

35361F0D00000578-3638742-image-a-152_1465812899182

35361C9C00000578-3638742-image-m-140_1465812430213

35361D1900000578-3638742-Natalia_said_We_wanted_a_whimsical_feel_at_our_Mad_Hatter_s_Tea_-m-156_1465813027118

35361E8D00000578-3638742-image-a-134_1465812282902

HotSpot_Wonderland_Wedding_046

Todas as fotos © Jaroslaw Kozlowski/HotSpot Media