Artista sai pelas ruas espalhando divertidas miniaturas de personagens animados famosos

O artista francês Oakoak continua espalhando pelas ruas parisienses sua incrível street art. Seus desenhos são coloridos, lúdicos, inteligentes e despertam um sorriso por quem passa pelos locais onde eles se encontram. O francês realiza suas obras nos muros, no chão e aproveita as imperfeições dos lugares, fazendo-as interagir com sua arte. O trabalho, além de genial, permite dar uma nova vida aos lugares cinzas da cidade.

Recentemente, Oakoak criou novas peças com a temática Os Simpsons na cidade de Saint Etienne, na França. Um dos desenhos mostra Homer Simpson dormindo e babando com uma pilha de doces nas mãos e em sua barriga. Um outro retrata o barman Moe dentro de um balcão e Sideshow Bob atrás das grades, é claro! Suas obras serviram como uma forma de homenagear Sam Simon, o criador da famosa série, que faleceu em 8 de março de 2015, depois de enfrentar câncer de cólon (Simon decidiu doar sua fortuna pra caridade.

Com Simpsons ou sem eles, vale a pena conferir essas divertidas miniaturas que andam espalhando sorrisos por aí:

simpsom 01

simp 02

simp 03

simpsom no muro

simp desenho 05

simp desenho 06

simp desenho 07

simp desenho 08

simp desenho 09

simp desenho 10

simp desenho 11

desenhos 01

desenhos 02

desenhos 03

simp 04

desenho 05

desenho 06

desenho 07

desenho 08

desenho 09

Todas as imagens © Oakoak

Anúncios

Família adota gatinha e cria álbum fotográfico encantador para celebrar sua chegada

O que acontece quando uma fotógrafa adota uma gatinha? Uma sessão de fotos cheia de fofura, é óbvio! Pelo menos foi assim que a fotógrafa Cassie Borcherding, de Missouri, nos Estados Unidos, celebrou a chegada do novo membro da família, a gatinha Elsa.

O animal foi encontrado na garagem da casa em que Cassie vive com o marido e seus quatro filhos. A princípio, eles não pensaram em adotá-la, até que Emma, sua filha de 4 anos, insistiu para que mantivessem o animal. Após tentar localizar possíveis donos, a família chegou à conclusão de que a gatinha estava realmente abandonada e decidiu adotá-la.

Como Cassie é uma fotógrafa profissional e costuma fazer álbuns de bebês, sua filha pediu que o felino também ganhasse a sua própria sessão de fotos – o que foi prontamente atendido. Após compartilhar as imagens no Facebook, fotografias contaram com mais de 9 mil compartilhamentos.

O lado triste da história é que a gatinha desapareceu após a sessão de fotos… Através da rede social, a família garante que ainda está em busca do animal.

elsa1 

elsa2 

elsa3 

elsa4 

elsa5 

elsa6 

Todas as fotos © Storybook Moments

Ela documenta o dia a dia de sua mãe com vídeos e relatos poderosos pra mostrar como é a vida com esquizofrenia

Muitas pessoas ainda têm dificuldade de entender quem convive com algum problema mental, como a esquizofrenia. E não existe ninguém melhor para falar sobre a doença do que alguém que convive com ela desde que nasceu. É o caso de Emily Robinson, cuja mãe Cindy foi diagnosticada com esquizofrenia quando tinha 20 e poucos anos.

Para conscientizar o mundo sobre a doença e mostrar como é a realidade de quem convive com ela, Emily criou a página no Facebook You Are In This World, onde compartilha mais sobre a vida de sua mãe com o distúrbio. Na página são mostradas fotos, vídeos e relatos de experiências vividas em família para que qualquer um possa entender como é a vida ao lado de quem sofre com esquizofrenia.

A página foi criada em abril deste ano e já reúne mais de 15 mil curtidas através da rede social.

esq2

esq3

“Ela não iria propositadamente atirar a foto minha e de minha filha no cartão de Natal no lixo. Eu sei que ela não iria. Eu não estou autorizada a sentir pena de mim. Eu posso parar por um momento e imaginar o que ela pode sentir de me ver limpando o lixo que ela fez dos meus presentes. Vergonha. Ela sentiria tanta vergonha. De repente, eu sou grata por ser a única a limpá-lo, e não ela. Mais tarde, quando ela se sentir melhor e puder ver da maneira que faço, seria terrível demais testemunhar o que ela fez quando não estava em si”.

esq4

“Nós conversamos por uns bons 15 minutos. Ela ainda está muito frustrada e agitada (ela não pode fumar há duas semanas), mas ela também riu. Lembrei-lhe que seus pulmões estão provavelmente fazendo uma dança feliz, e ela começou a rir e concordou”. 

esq5

“A minha mãe tinha esses anjos de plástico em sua mesa que ela tinha tirado do lixo na igreja. Ela me contou como todos eles tinham algo quebrado e ela tinha colado de volta as peças que ela pôde salvar. O primeiro não tinha asas. O segundo tinha asas que ela colou de volta, mas não tinha trombeta. O terceiro tinha asas e uma trombeta. ‘Os outros podem aspirar a mais, eu acho’, disse ela. E riu”.

esq6

Ontem ela me ligou do hospital.
“Olá, Emily? Eu só queria dizer: Eu realmente sinto muito por ter dito todas aquelas coisas horríveis. Eu realmente só quero um cigarro.”
“Está tudo bem, mãe. Eu te amo. Eu sei que você quer um cigarro. Eu sei que você me ama também.”
“É incondicional. Assim como você disse. Nós nos amamos incondicionalmente.”

esq7

esq8

Minha mãe foi mandada para casa do hospital psiquiátrico. Como é comum em casos de doença mental, “ir para casa” não significa “estar bem”. Tem sido uma batalha difícil para o meu irmão para que ela se situe novamente, e ele tem pesadelos logísticos tentando fazer sua medicação ser organizada e administrada, etc ..

esq10

Nós conversamos um pouco e ela disse: ‘Eu não estou me sentindo muito bem, acho que preciso dizer boa noite.’
Perguntei: ‘O que está acontecendo? Você está se sentindo um pouco doidinha?’
‘Sim, acho que sim’, disse ela, em seguida, acrescentou: ‘Às vezes você se sente como uma louca, às vezes não!’ e riu.

Todas as fotos: Reprodução Facebook

Este elefante de pelúcia está ‘dando a volta ao mundo’ por um ótimo motivo

https://fbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xaf1/v/t1.0-9/13590468_1743019375974483_1663208570594763484_n.jpg?oh=224ad8b3a5befca684d4d1f0a6a4e1df&oe=58028903&__gda__=1479926196_c7c0909e638379e93be9d8d0444caa02

O que você faz quando seu filho não para de chorar porque perdeu o seu brinquedo favorito? Compra outro? Nada disso! Um pai inventou uma história de que seu ursinho de pelúcia estava viajando o mundo! Olha só que utilidade incrível para a criatividade!

Um garotinho recentemente teve o coração partido ao perder seu brinquedo favorito: um elefantinho de brinquedo. E foi aí que seus pais tiveram uma ideia brilhante: eles contaram que o elefante simplesmente decidiu embarcar em uma aventura pelo mundo.

Depois que a imagem do brinquedo foi postada no site da Reddit, os exército da internet passou a desenvolver cenários para lá de incríveis para o brinquedo perdido. Veja as imagens abaixo e eleja o seu Photoshop preferido!

4

5

1

2

3

lost-toy-travel-world-photoshop-battle-4-577a2d7c6407c__700

lost-toy-travel-world-photoshop-battle-5-577a2d7eb75bc__700

lost-toy-travel-world-photoshop-battle-6-577a2d8192492__700

lost-toy-travel-world-photoshop-battle-9-577a2d88c38d7__700

lost-toy-travel-world-photoshop-battle-13-577a2d92c5907__700

lost-toy-travel-world-photoshop-battle-14-577a2d94c3213__700

lost-toy-travel-world-photoshop-battle-24-577a2dabae458__700

lost-toy-travel-world-photoshop-battle-25-577a2dadbfb83__700

lost-toy-travel-world-photoshop-battle-26-577a2dafc1430__700

Todas as imagens: Reprodução Reddit

FOTO DO DIA

https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/564x/83/dd/1f/83dd1ffc0dc7231187e91ce92cead85a.jpg

Amar ao próximo é fazer a alegria de alguém, por mais insignificante que ela possa parecer.É ter olhos de ver a necessidade embutida nos olhos tristes.É ter ouvidos de ouvir os soluços afogados na garganta e os pedidos jamais expressos.Amar ao próximo é simplesmente ter a capacidade de olhar um pouco além de si mesmo.