‘Montadas para o Bem’: drag queens se unem para ajudar moradores de rua em Brasília

Em tempos onde muito se fala e pouco se faz, mostrar iniciativas como essa dá uma bela lição a todas as pessoas que infelizmente são cobertas de preconceitos e ignorância a respeito do universo LGBT.

Em Brasília, um grupo de drag queens criou o projeto “Montadas para o Bem“, que inclui integrantes como Carrie Myers, Pikineia Minaj, Mary Gambiarra, Laurie Bluee e Poppy Moore, que sempre animam o final de semana na balada Victoria Haus, e desta vez se juntaram para promover, além de sorrisos, ajuda ao próximo.

No final do mês de junho, elas foram até a Rodoviária do Plano Piloto para doar agasalhos aos moradores de rua que passam a noite por ali, e conseguiram arrecadar mais de mil peças em menos de três semanas.

Wellison Sobrinho, Júnior Reis, Carrie Myers, Pikinéia Minaj, Mary Gambiarra, Laurie Bluee, Poppy Moore e Lelber Barboza
Wellison Sobrinho, Júnior Reis, Carrie Myers, Pikinéia Minaj, Mary Gambiarra, Laurie Bluee, Poppy Moore e Lelber Barboza. Foto © Leonardo Arruda/Metropoles

Pouco tempo atrás, nós perdemos um amigo, que trabalhava com a gente no backstage da boate. Isso fez com que nós pensássemos mais na ajuda ao próximo”, conta a artista Laurie Blue em conversa com o Portal da Band.

Além de ajudarmos, também estamos mostrando que a drag queen está além dos palcos. Ela pode estar no palco brilhando, fazendo show e divertindo plateias, mas também pode estar na rua mostrando que é um ser humano, e que isso independe de sexualidade ou de qualquer outra coisa”, acrescenta.


Foto © Leonardo Arruda/Metropoles

 

Durante algumas horas elas fizeram as entregas e, ao contrário do que muita gente possa pensar, as meninas foram muito bem recebidas e não sofreram nenhum tipo de preconceito. O que receberam foram muitos abraços de agradecimentos e elogios pela atitude.

Em depoimento ao site Metropoles, Mary Gambiarra diz que a drag tem um poder maravilhoso que faz com que, onde quer que chegue, seja sempre bem recebida. Até porque as pessoas gostam e se divertem muito com elas. Por isso pensaram que poderiam usar o talento também para algo relacionado a solidariedade. “O Brasil precisa de amor e nós tanto gostamos de oferecer e receber amor“.

montadas para o bem

13466351_992446070872178_8884399302758403705_n

13320779_979310405519078_2744995900368562214_o

13342980_978579138925538_5161044017329282448_n

E elas não vão parar por aqui, pois haverá mais uma entrega de cobertores, mantas e sapatos, e em agosto o grupo começa a receber doações de alimentos, cuja previsão de entrega é para o mês de setembro.

Fotos: Reprodução Facebook / via / via

Anúncios

Vídeo tocante mostra a menina de 5 anos que guia seu pai com deficiência visual para o trabalho todos os dias

Aqui a gente gosta mesmo é de inspiração, para trazer para o seu dia e para a sua vida ainda mais valor (S2). Essa é uma daquelas muitas histórias que a gente mostra e que nos fazem refletir sobre o que estamos reclamando e o que estamos aplaudindo em nosso dia a dia. Vem ver só que lição de vida!

Esta garotinha filipina de apenas de 5 anos de idade foi gravada levando seu pai com deficiência visual para escola e o vídeo tornou-se viral. Seu pai, Nelson Pepe, também conhecido como “Dodong”, trabalha em uma fazenda de coco nas Filipinas e ganha cerca de US$ 9 por dia. Mas nada disso é motivo para chorar. Jenny, sua pequena filha, o ajuda a caminhar para o trabalho todos os dias o guiando com uma vara. Sempre com um sorriso no rosto!

13537645_1790503624503315_6071838613179762281_n

O vídeo foi gravado por uma moradora local, Rhuby Capunes Pabillon. Foi publicado em sua página no Facebook no dia 10 de junho e desde então já coleciona mais de 2,5 milhões de visualizações. Dá uma olhada:

E foi diante de tanta visibilidade que uma instituição de caridade entrou em contato com a família para oferecer assistência.

ABS-CBN Foundation visitou a família e levou Nelson para um hospital na cidade de Manila, onde ele foi diagnosticado com um descolamento da retina e com retinite pigmentosa, um conjunto de  doenças hereditárias, que causam a degeneração da retina, região do fundo do olho humano responsável pela captura de imagens. Agora ele será submetido a uma “formação de subsistência” e Jenny em breve será transferida para um “ambiente seguro”.

13524313_1790519007835110_13222059307387225_n

13495005_1790503627836648_1202154250445983558_n

13509116_1790503631169981_4935514646684880140_n

13592183_1793424650877879_8524911622043137873_n

Todas as fotos: Reprodução Facebook

Pai e filha fazem sucesso no Instagram ao exaltar a beleza de seus cabelos – e penteados – afro

Os pais são os principais responsáveis por ajudar qualquer criança a moldar sua personalidade e conquistar sua autoestima. Alguns se saem bem nessa tarefa, mas são raros os que chegam ao nível que chegou o artista Benny Harlem, de Nova York.

Benny se destaca pelo seu estilo e uma cabeleira de dar inveja a qualquer um. Através do Instagram, ele compartilha fotos suas com sua filha Jaxyn de apenas 6 anos, que está seguindo à risca o exemplo e esbanjando criatividade nos penteados.

O destaque fica para o incrível cabelo afro exibido com muito orgulho por pai e filha! Os looks dos dois são seguidos de perto por mais de 120 mil pessoas através da rede social e mostram a inspiradora relação entre Benny e Jaxyn.

Espia só:

benny1

benny2

benny3

benny4

benny5

benny6

benny7

benny8

benny9

Todas as fotos: Reprodução Instagram

Artista de rua cria maior mural do mundo em Buenos Aires

O artista argentino Alfredo Segatori acaba de entrar para o Guinness Book por criar o maior mural de graffiti do mundo, na capital da Argentina. A obra, de mais de 2 mil metros quadrados, passou a fazer parte da paisagem de Buenos Aires recentemente e leva o nome de “El Regreso de Quinquela“.

O artista pintou o mural sozinho, mas contou com a colaboração de moradores e comerciantes da região, que cederam tintas e espaço para a realização da obra. Alfredo Segatori se inspirou na trajetória do artista Quinquela Martin, que costumava retratar os trabalhadores portuários da Argentina em suas obras. O mural criado por Segatori retoma o estilo, ao apresentar moradores do bairro e até mesmo cachorros de rua, formando uma espécie de espelho urbano da região.

Vale a pena ver de perto:

Segatori1-catraca

mural13

mural12

mural11

mural10

mural9

mural8

mural7

mural6

mural5

mural4

mural3

mural2

1-IMG_3021

Todas as fotos via BA Street Art

Paulo Freire é terceiro teórico mais citado em trabalhos acadêmicos no mundo



O educador, pedagogo e filósofo brasileiro Paulo Freire é considerado, mundo a fora, um dos mais notáveis pensadores da história da pedagogia. Patrono da educação brasileira, Freire é simplesmente o brasileiro mais homenageado em todos os tempos, com 29 títulos de Doutor Honoris Causa por universidades da Europa e da América, e centenas de outras menções e prêmios, como Educação pela Paz, da UNESCO, que Freire recebeu em 1986.

PAULOFREIRE2 
O criador da Pedagogia de Oprimido agora é citado em um novo e impressionante título de reconhecimento: Paulo Freire é o terceiro pensador mais citado do mundo em universidades da área de humanas. O levantamento foi feito através do Google Scholar – ferramenta de pesquisa para literatura acadêmica – por Elliot Green, professor associado da London School of Economics. Segundo ela, Freire é citado 72.359 vezes, atrás somente do filósofo americano Thomas Kuhn (81.311) e do sociólogo, também americano, Everett Rogers (72.780).
PAULOFREIRE3 
Outro ponto de reconhecimento da obra do educador pernambucano foi a menção da obra Pedagogia do Oprimido entre os 100 livros mais pedidos em universidades de língua inglesa pelo mundo. Reunindo mais de 1 milhão de ementas de estudos universitários americanos, ingleses, australianos e neozelandeses, o livro de Freire foi o único brasileiro a entrar no top 100 da lista. No campo de Educação, ele ficou em Segundo lugar entre os mais pedidos. O levantamento foi realizado pelo projeto Open Syllabus, e traz ainda outras 20 obras de Paulo na lista geral.
PAULOFREIRE5 
Em momento de intenso debate sobre educação no Brasil e sobre o legado do educador, a obra de Freire segue unânime pelo mundo. Na década de 1960, Paulo desenvolveu uma metodologia que realizou o feito de alfabetizar 300 cortadores de cana no Rio Grande do Norte em 45 dias. Paulo então foi convidado para preparar o Plano Nacional de Alfabetização, no governo João Goulart, que previa a formação de educadores em massa. O Golpe Militar, porém, interrompeu o plano e expulsou Paulo do país.

Created with GIMP 

Paulo Freire é referencia em países diversos pelo mundo, e sua teoria visa aproximar o conteúdo acadêmico da vida cotidiana dos estudantes, oferecendo a possibilidade de que estes se apropriassem de suas próprias educações. Para ele, estudar não era um ato de “consumir ideias, mas sim de cria-las e recria-las”.
“[É necessário] Criticar a arrogância, o autoritarismo de intelectuais de esquerda ou de direita – no fundo, da mesma forma reacionários – que se julgam proprietários: os primeiros do saber revolucionário, os segundos do saber conservador; criticar o comportamento de universitários que pretendem conscientizar trabalhadores rurais e urbanos sem com eles se conscientizar também; […] buscam impor a superioridade de seu saber acadêmico às massas ‘incultas’”. Assim escreve Paulo, em sua obra mais reconhecida, Pedagogia Do Oprimido.
PAULOFREIRE1 
Ignorar ou mesmo negar a importância, a originalidade e a inovação contida na obra de Paulo Freire é junto ignorar a necessidade e o potencial de renovação na educação brasileira – coisa que o resto do mundo, que não é bobo nem nada, jamais fez, e segue estudando e se aprofundando no legado desse que é um dos maiores nomes da história da educação mundial.
Se você quiser conhecer melhor a obra de Paulo Freire, acesse a página do seu instituto – ou visite qualquer universidade importante pelo mundo.
© fotos: divulgação

Fotógrafo faz imagens aéreas magníficas de campos de tulipas

https://fbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-xfp1/v/t1.0-9/13529162_1742592586017162_7166947856232348001_n.jpg?oh=3e983ef8f0ca60ac8452f6365225c20b&oe=58319A7B&__gda__=1480010027_9ec17254778ed147fe00ddce419aa868

Tulipas já são incríveis quando estamos olhando para elas no chão. As imagens aéreas feitas por David Burdeny, no entanto, são especiais. As cores e formas dos campos holandeses nos surpreendem com uma beleza que dificilmente imaginaríamos vendo-os de perto.

“As cores são muito mais intensas do que você acha que vão ser”, disse o fotógrafo ao portal Wired. “Eu fiquei muito chocado com quão brilhantes, quase fluorescentes, os campos eram quando o sol batia neles. Não há nada igual”.

Uma tarefa difícil

Burdeny se apaixonou pelas tulipas quatro anos atrás, quando voou para Amsterdã a partir de Vancouver.Ele decidiu voltar para a Holanda no ano passado com uma câmera e um drone caseiro, a fim de fotografar as belas flores de cima. No entanto, o pequeno veículo não conseguiu cobrir terreno suficiente e não era páreo para o vento persistente dos campos. Como resultado, as fotos não ficaram nítidas o suficiente.

Mas Burdeny não desistiu. Ele fez uma terceira viagem à Europa em abril deste ano para Noordoostpolder, onde as flores cobrem 2.500 acres. Milhares de turistas se reúnem ali para o festival anual de tulipas.

Elas florescem tipicamente entre março e maio, mas uma onda de frio atrasou a colheita por várias semanas em 2016. O fotógrafo começou a pensar que teria que fazer uma quarta viagem, mas as flores finalmente lhe brindaram com uma visão espetacular dois dias antes de ele ter que ir embora.

A incrível série de fotos

Burdeny fretou um helicóptero para aproveitar a sorte. Enquanto o piloto sobrevoava as tulipas, o artista inclinava-se para fora com uma câmera Phase One de 100 megapixels.As imagens impressionantes que ele conseguiu fazer capturam cores e simetrias impensáveis da paisagem holandesa. Veja algumas: 

HyperFocal: 0

HyperFocal: 0

HyperFocal: 0

HyperFocal: 0

HyperFocal: 0

HyperFocal: 0

HyperFocal: 0

HyperFocal: 0

HyperFocal: 0

HyperFocal: 0

[Wired]

 

Ele registrou sua filha com o nome errado e decidiu pedir desculpa pra mulher com um ensaio maravilhoso

Há 18 anos, Francisco Pérez, um construtor civil espanhol também conhecido como Paco, acabou bebendo mais do que devia momentos antes de ir ao cartório registrar o nascimento de sua filha.

O resultado foi desastroso, claro. Ele se confundiu com o nome e, ao invés de Noelia, sua filha acabou se chamando Natalia, para a decepção de sua esposa. Anos se passaram, e hoje com 50 e mais uma filha, Paco finalmente acredita que irá conseguir o perdão da sua esposa.

Para se retratar, ele aceitou a curiosa sugestão de um amigo fotógrafo de fazer um ensaio de “grávido”, homenageando a filha que teve o nome trocado.

ad_203096467

“Eu tive a ideia após brincar com Paco de como sua barriga estava grande que ele até parecia que estava grávido. Ele topou na hora!”, contou Martyn Wilkes, o fotógrafo. A sessão de fotos teve direito a barriga de fora, coroa de flores, natureza e delicados desenhos na barriga, acompanhados, claro, do nome correto da filha.

Que eles se divertiram, não há dúvidas. Mas e a mãe, será que desculpou o marido?!

ad_203096622

ad_203096670

ad_203096748

PacoMartyn1

PacoMartyn2

PacoMartyn3

PacoMartyn4

ad_203096355

Todas as fotos © Martyn Wilkes