5 intervenções urbanas pelo mundo que provam que a arte transforma a vida na cidade

Cidades são muito mais que um amontoado de tijolos, ferro, vidro e asfalto: elas refletem as pessoas, suas culturas e lutas. Em todo o mundo, iniciativas de intervenção urbana tornam cidades mais humanas e ajudam a levar a arte e a crítica para um lugar mais democrático, em que não há ingresso ou horário de funcionamento: o meio da rua.

Conheça cinco projetos de arte urbana pelo mundo que ajudam a transformar realidades:

1. Maboneng – Township Arts Experience (África do Sul)

Na África do Sul, as chamadas townships são áreas subdesenvolvidas dos grandes centros urbanos. Mas se faltam recursos, a arte vem em fartura. Desde o ano 2000, a artista Siphiwe Ngwenya desenvolve o projeto Maboneng – Township Arts Experience, em que, todos os anos, se propõe a transformar uma township em uma verdadeira galeria de arte a céu aberto.

Ao incentivar a arte entre os moradores dessas regiões, Ngwenya prova sua teoria de que as townships são, na verdade, o epicentro das artes no país – é na periferia que a expressão e inovação acontecem. Durante um período do ano, a região recebe um festival, fazendo das casas galerias e da rua palco para performances de música e dança. O projeto já passou pela periferia de Joanesburgo e da Cidade do Cabo.

2. Jan Vormann (Várias cidades do mundo)

jan-vormann

jan-vormann2

Fotos © Jan Vormann

O que você usaria para consertar o mundo? Inspirado em uma brincadeira de infância, o artista alemão Jan Vormann decidiu usar as peças plásticas de montar LEGO para “consertar” paredes e muros em todo o mundo.

As curiosas intervenções do artista, intituladas “Dispatchwork”, podem ser encontradas em diversas cidades, como Nova York, Roma, Veneza, Berlim e Barcelona. E aí, será que é preciso de muito para consertar a sua cidade?

3. HOPE Outdoor Gallery (Texas, EUA)

Se a arte urbana se faz nas paredes e muros das cidades, há quem não goste de ver seu tijolo virar tela. Por isso, em Austin, no Texas, foi criada a HOPE, uma galeria a céu aberto em que qualquer pessoa pode chegar, munida de latas de spray e criatividade, e mandar sua arte.

O complexo, composto por paredes de cimento e escadas, está sempre coberto por graffitis e tags, que se renovam aos poucos, dando espaço para novas peças e artistas. Isso quer dizer que, cada vez que você visitar a Hope, uma nova exposição estará ao seu dispor. Bacana, hein?

4. Raquel Burst (São Paulo, Brasil)

projeto-giganto

projeto-giganto3

Fotos © Raquel Brust

Do que é feita São Paulo? Esqueça a Paulista, os parques, as grandes empresas e os engarrafamentos: maior cidade do país é feita de gente, que trabalha duro, ama e ri. Na intenção de evidenciar as caras da cidade, a fotógrafa Raquel Brust instalou vinte retratos gigantes de moradores de São Paulo no Elevado Costa e Silva, o famoso Minhocão.

Fugindo do formato tradicional da fotografia, o Projeto Giganto remove as fotos da moldura e coloca os transeuntes cara a cara com sua própria realidade. As fotografias gigantes já foram instaladas também na Praça Roosevelt, no Largo da Batata, na Estação da Luz e em outras áreas da cidade que vêm sofrendo uma transformação social relevante.

5. Eiguel Ribeiro (Paraná, Brasil)

Alquimia1

Alquimia2

Fotos © Alquimia

Os pontos de ônibus da cidade de Dois Vizinhos (PR) eram cinzas e sem graça. Na visão do publicitário Eiguel Ribeiro, eles precisavam de cor, de forma, de arte. Foi assim que ele começou um projeto para transformar esses espaços em criativos murais.

Com a ajuda de amigos, ele decidiu grafitar alguns dos pontos e a novidade caiu no gosto dos usuários do transporte coletivo. Hoje, os desenhos são autorizados e a arte vai se mostrando presente nos lugares mais inesperados.

Já em São Paulo, abrigos de ônibus foram transformados pela Multiplus em verdadeiras vitrines a céu aberto, expondo itens como skates, celulares, televisores e até passagens aéreas. A ideia é apresentar algumas das mais de 550 mil opções de produtos e serviços que podem ser trocados usando os pontos acumulados na rede de fidelidade, a partir de pontos do cartão de crédito, compras online, em farmácias e até em postos de gasolina.

Com essa ação, a Multiplus foge da mesmice dos programas de fidelidade e convida as pessoas a viverem o inenarrável prazer de trocar pontos Multiplus: seja por uma viagem para Paris ou por um skate novo para o filho.

image2

image1

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s