Série de cartazes poderosos mostra como o cyberbullying afeta suas vítimas

Uma foto basta. Esse é o mote da campanha promovida pela Unicef contra o cyberbullying. Criada pela agência de publicidade chilena Prolam Young & Rubicam, a série de anúncios mostra de maneira impactante como o cyberbullying pode destruir a autoestima de crianças e adolescentes.

Com cartazes em preto e branco em que diversas crianças apontam agressivamente uma câmera de celular para o “diferente” da turma, em alusão a um pelotão de fuzilamento, a campanha busca chamar a atenção para o problema. Segundo os anúncios, o cyberbullying é uma das maiores causas de depressão e suicídio entre crianças nas escolas.

Se você tem um smartphone, use-o sabiamente, não mate a autoestima de ninguém“, pede a campanha. Veja só:

unicef1

unicef2

unicef3

Todas as imagens © Unicef via

Anúncios

19 de Agosto é o Dia Internacional do Orangotango

https://i0.wp.com/animais.hi7.co/animais/animais-57a97a01cb2ad.jpg

Existem duas espécies de orangotangos. A de Bornéu (Pongo pygmaeus), considerada ameaçada pela IUCN e a de Sumatra (Pongo abelii), criticamente ameaçada – Foto: Сергей Урядников/iStock/Thinkstock

 19 de agosto é o Dia Internacional do Orangotango. A data foi criada com objetivo de proteger e expandir o habitat do primata e obter apoio para a conservação das duas espécies de orangotangos encontradas no planeta.

https://i1.wp.com/mamiferos.mundoentrepatas.com/imagenes/orangotangos.jpg

A palavra orangotango significa pessoa da floresta. Esses primatas alaranjados de pelo comprido, achados somente em Sumatra e Bornéu, são extremamente inteligentes e precisam aprender processos complexos para sobreviver. Eles são os maiores mamíferos arborícolas do mundo. Possuem braços extremamente longos (a envergadura dos machos podem chegar a 2 metros), necessários para alcançar os galhos das árvores, onde passam a maior parte do tempo. Eles até constroem ninhos para dormir nas alturas e usam folhas como guarda-chuva para se manterem secos durante temporais.

https://i2.wp.com/static.panoramio.com/photos/large/102179776.jpg

É a única espécie de primata que possui dois tipos diferentes de machos. Os machos com discos faciais são duas vezes maiores, possuem um manto de pelos escuros nas costas, um saco na garganta usado para vocalização e são muito agressivos com outros machos. Os machos sem discos faciais são do tamanho das fêmeas e não emitem vocalizações territoriais. Os dois tipos acasalam com as fêmeas.

A transformação de um macho sem discos faciais para um macho com discos faciais pode acontecer a qualquer momento, isso depende de aspectos da estrutura social dos orangotangos que não é completamente compreendida.

https://farm1.staticflickr.com/39/102415463_460bff6c77_o.jpg

Os filhotes têm um vínculo muito forte com as mães. Eles ficam juntos por seis ou sete anos, o tempo necessário para os pequenos aprenderem as habilidades necessárias para sobreviver sozinhos na floresta . Por isso, as fêmeas dão a luz a cada oito anos (o maior período entre todos os animais). Eles podem chegar a viver até 60 anos em cativeiro.

Como o orangotango tem uma distribuição restrita e depende muito das árvores para sobreviver, a espécie fica extremamente vulnerável em áreas desmatadas. A principal ameaça vem das plantações de palmeiras para a fabricação de óleo vegetal. Incêndios, exploração ilegal de madeira, fragmentação do habitat, caça e tráfico de animais são outros perigos. Nada mais justo do que um dia para lembrar a importância desses primatas para o planeta.

Para saber mais, acesse a página da campanha no Facebook

Projeto fotográfico recria a atmosfera de depois ‘daquela’ festa

Festa boa não tem muitos limites… Posso levar uma galera? Pode! Posso chamar um amigo pirata com perna de pau? Pode! Tô com uns problemas, virei esqueleto, devo ir mesmo assim? Por favor! Vamos roubar o tigre do Mike Tyson? Bora!

O coletivo artístico Cubbish convidou o diretor de arte Álvaro Peñalta para inaugurar um projeto. A ideia era abusar da criatividade para fotografar a manhã seguinte a uma dessas festas em que o absurdo é quem comanda. Então eles criaram um universo em que personagens aleatórios alugam um quarto de motel para se divertir como se não houvesse amanhã. O problema é que há, e a bagunça pós-festa é o cenário do ensaio.

As imagens são, segundo Peñalta, “uma metáfora para a fusão de elementos criativos através de uma orgia”. Para estimular a criatividade do público, eles preferiram recriar o ambiente pós-festa, para que nós imaginemos o que rolou durante a noite. Você consegue?

“Pós Festa”

giphy1

“Me Amarre!”

2

“Pós Sexo”

fotografc3ada-animacic3b3n-c2a9-cubbish-alvaro-pec3b1alta-i-cc3b3ctel-demente-4

“Cromatologia”

giphy

“Coquetel Tóxico”

1

Todas as imagens © Cubbish

Este homem foi viver em uma casa na árvore que é o sonho de qualquer um

https://scontent.fgig1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/13680751_1311447488880565_937327427943107018_n.jpg?oh=22805c59f5e80c770090d5aaeba0b6f5&oe=5833D902

Se você é do tipo que passou a infância inteira sonhando com uma casa na árvore para chamar de sua, então pode ter certeza que vai virar fã desse cara! Aos 28 anos, Foster Huntington levou a sério a brincadeira e hoje vive em sua própria casa na árvore, em Washington, nos Estados Unidos!

A construção foi motivada justamente pelo sonho de infância de ter uma casa na árvore linda. E ele conseguiu muito mais do que isso. Além de inspiradora, a casa ainda conta com uma pista de skate e uma banheira de hidromassagem à lenha! A casa demorou mais de um ano para ficar pronta, mas o resultado é perfeito:

casa1

casa2

casa3

casa4

casa5

casa6

casa7

Essa não foi a primeira moradia não convencional de Foster , que já viveu alguns anos em uma van e chegou a lançar a hashtag #vanlife. A princípio, ela era usada apenas como uma brincadeira entre amigos para registrar o quanto era frio viver em uma van, mas a coisa acabou pegando e hoje a hashtag é bastante conhecida na rede.

casa3

Enquanto vive uma vida de dar inveja a qualquer um, o jovem ainda trabalha como fotógrafo e social media freelancer e já lançou alguns livros de fotografias, que o ajudaram a manter a vida na estrada. Um deles é o The Burning House, que registra imagens de itens que as pessoas pegariam caso suas casas estivessem pegando fogo.

O dinheiro das vendas da publicação foi o que permitiu que ele começasse a ter uma vida estável financeiramente sem deixar as aventuras de lado! 

casa4

Todas as fotos © Foster Huntington/Instagram

Este homem está transformando áreas desertas após catástrofe em um ‘paraíso de alimentos’

Os moradores de Nova Orleans nunca esquecerão o mês de agosto de 2005, quando o Furacão Katrina destruiu boa parte da cidade. Em 2009, David Young, um morador de Ohio, recebeu um “chamado de Deus” e decidiu partir para a cidade para ajudar as pessoas que ainda enfrentavam (e enfrentam) várias dificuldades.

Ele se estabeleceu em uma área que foi abandonada e aproveitou 30 terrenos desertos para criar pomares que produzem alimentos para os moradores da região, que precisam se locomover por mais de 5 quilômetros para chegar a alguma loja ou mercado. O local foi batizado Capstone.

11026052_887597717971542_6330429012526197507_n

Tudo que é produzido por David é doado ou vendido a baixos preços para os moradores mais necessitados da comunidade, e qualquer um pode ir até os pomares e colher frutas. Ele também produz mel no local, vendendo potes para poder bancar seu trabalho. Em 2015, David doou mais de 1100 quilos de alimento!

13690669_935158406611238_865660693820966702_n

O “paraíso dos alimentos” do americano é também lar para cabras e galinhas que ele resgatou na região, além de milhares de abelhas que também foram afetadas pelas inundações por perderem boa parte de seu habitat. Em busca de sustentabilidade, David procura abastecer tudo com energia solar e conta com doações e trabalhos voluntários para manter tudo isso em funcionamento.

1526991_882959405102040_6384714132764336708_n

10374023_887493697981944_7404711300103383828_n

11066524_888155887915725_2472358555611095352_n

10982818_882981258433188_1885262373365199361_n

10443439_888156404582340_181451530925031906_n

Todas as fotos © Capstone