A Grande Pirâmide de Gizé é ligeiramente torta

 
As pirâmides do Egito são consideradas obras arquitetônicas magníficas e verdadeiros milagres da engenharia. Sim, sua construção incrível possui segredos que não entendemos completamente, mas, ao que tudo indica, os egípcios antigos também cometiam erros.Eles não eram perfeitos, afinal de contas. Eram apenas humanos. Isso se você não é daqueles que pensa que as pirâmides foram construídas por alienígenas.

Tortinha

De acordo com um novo estudo, a Grande Pirâmide de Gizé possui uma base um pouco desequilibrada, e a culpa disso é provavelmente dos seus construtores.O lado oeste da pirâmide é ligeiramente mais longo do que o lado leste. Embora a diferença seja muito pequena, é suficiente para uma equipe de pesquisa moderna, liderada pelo engenheiro Glen Dash, do Glen Dash Research Foundation, e pelo egiptólogo Mark Lehner, da Ancient Egypt Research Associates (AERA), ser capaz de detectar a falha em um projeto de medição.

Tamanho e orientação originais

A Grande Pirâmide foi construída para o faraó Khufu cerca de 4.500 anos atrás. Chamada de “maravilha do mundo” por escritores antigos, é a maior das três pirâmides localizadas no Planalto de Gizé.Ela foi feita com um invólucro de pedra calcária. Grande parte dessa “casca” já desapareceu ou foi reutilizada para a construção de outros projetos nos séculos passados. Sem ela, os cientistas não conseguem fazer medições muito precisas da pirâmide do jeito que ela originalmente foi concebida.Para determinar os comprimentos dos lados originais da pirâmide, os pesquisadores procuraram pedras de revestimento cujas arestas ainda tocavam a plataforma sobre qual a Grande Pirâmide foi construída.
Eles também procuraram marcas na plataforma que fornecessem pistas quanto ao local onde as bordas estavam. No total, encontraram 84 pontos ao longo das bordas originais da pirâmide. Estes pontos foram adicionados a um sistema que mapeou todas as características do Planalto de Gizé.
piramide de giza 2

Precisão inacreditável

Em seguida, a equipe usou um método estatístico chamado de análise de regressão linear para determinar os comprimentos.Os cientistas descobriram que o lado leste da pirâmide originalmente media entre 230.295 a 230.373 metros, enquanto o lado oeste originalmente media entre 230.378 e 230.436 metros.
Isto significa que, no máximo, o lado oeste era apenas 14,1 centímetros mais longo do que o leste. Isso faria com que a pirâmide não fosse completamente quadrada, mas esse nível de precisão é notável para um monumento arquitetado mais de 4.500 anos atrás.“Os dados mostram que os egípcios possuíam habilidades bastante extraordinárias no seu tempo”, escreveu Dash em seu relatório. “Nós podemos apenas especular sobre a forma como os egípcios fizeram estas linhas com tal precisão usando apenas as ferramentas que eles tinham”.

Hipóteses

Dash crê que os antigos egípcios fizeram a pirâmide sobre uma grade orientada apenas um pouco longe dos pontos cardeais, sendo que o grau de erro dos eixos norte-sul e leste-oeste é quase o mesmo.
O fato de que o grau de erro é quase o mesmo e tão pequeno fornece “boa evidência de que a pirâmide e o templo associado a ela foram dispostos em uma grade comum, orientada de forma muito precisa”, argumentou Dash ao portal Live Science.Os pesquisadores vão continuar analisando os dados para encontrar mais informações sobre a concepção e construção da Grande Pirâmide. A esperança é aprender mais sobre as ferramentas e tecnologia que os construtores tinham à sua disposição. [LiveScience]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s