Fotógrafos brasileiros criam projeto para ressaltar beleza dos cemitérios do mundo

https://i1.wp.com/nomadesdigitais.com/wp-content/uploads/2016/08/scaping_from_life-6.jpg

Os fotógrafos araçatubenses Clayton Khan e Duda Maués criaram um projeto inusitado que, embora à primeira vista possa parecer um pouco mórbido, possui um apelo bastante poético.

“Escaping From Life” visa registrar fotograficamente cemitérios de todas as partes do mundo, para retratar a cultura de cada povo, os personagens que vivem desta vertente de trabalho e também ajudar a desmistificar o tabu que a morte representa.Os primeiros lugares que foram fotografados foram cemitérios da região de Araçatuba, São Paulo, Campinas e Itu. Depois foi estendido para outros países da América Latina: Peru, Bolívia, Argentina e Uruguai.

Nestes destinos, os fotógrafos fizeram trilhas, conversaram com os moradores de cada cidade e imergiram na cultura local.Através de uma página no Facebook a dupla compartilha fotos e vídeos contando sobre a experiência e contando as histórias por trás das imagens.

A morte sempre foi um dos maiores temores do homem. Seja em qualquer crença ou em sua ausência, o que vem após tal passagem para muitos pode ser obscuro ou a certeza de uma nova vida. Onde muitos veem escuridão, nós procuramos luz”, diz a página do projeto.

Confira algumas fotos:

scaping_from_life (1)

scaping_from_life (2)

scaping_from_life (3)

scaping_from_life (4)

scaping_from_life (5)

scaping_from_life (6)

scaping_from_life (8)

scaping_from_life (7)

Anúncios

As ilustrações de Alice no País das Maravilhas feitas por Salvador Dalí são incríveis

https://i2.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/08/dali-interna.jpg

Talvez você se considere um grande apreciador de Salvador Dalí. Mesmo assim, muita gente não conhece a parte de sua carreira que aconteceu longe das telas de pintura. O gênio do surrealismo só não estrelou um filme de Alejandro Jodorowski porque a obra foi cancelada, fez uma animação para a Disney e chegou a ilustrar uma edição do livro Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll.

A história do livro é fascinante por si só, mas ganhou um toque especial com as ilustrações de Dalí. O artista assinou as capas de uma edição ilustrada da obra publicada em 1969 pela New York’s Maecenas Press-Random House. É incrível ver como o universo onírico de Alice no País das Maravilhas parece parte da grande obra do pintor, que deu um toque ainda mais maluco à edição com suas heliogravuras.

Espia só algumas das ilustrações da obra, que pode ser adquirida aqui.

dali1

dali2

dali3

dali4

dali5

dali6

dali7

dali8

dali9

dali10

dali11

dali12

dali13

Imagens via

Esta incrível caverna na China tem 100 pessoas lá morando, quadra de basquete e até uma escola

https://i1.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/08/vila-INT.jpg

Acredita-se que a vila de Zhongdong, na província de Guizhou, China, seja a única habitada da região, isso porque estamos falando de uma caverna natural! É isso mesmo. Dentro de uma rocha um grupo de pessoas se organiza como sociedade nos dias de hoje!

A 1800 metros acima do nível do mar, a caverna só pode ser acessada por uma caminhada de uma hora, e por conta das dificuldades  geográficas, a comunidade luta para sobreviver. Para piorar a situação, o governo afirmou que “a China não é uma sociedade de homens das cavernas” e fechou a escola da aldeia no início de 2011 negando uma cultura rica. Agora, as crianças devem caminhar a pé por duas horas, todas as manhãs, e à noite – na volta -, para frequentar uma outra escola.

ChinaCave1
Foto © Carsten Peter

A fim de melhorar os meios de subsistência dos moradores da caverna – literalmente –, um grupo tenta negociar com o governo local para a construção de uma estrada que liga a caverna para infra-estrutura existente mais próxima.

Mas, enquanto Zhongdong comemora o acesso à televisão e ao jornal, ainda assim a aldeia permanece em grande parte desconectada do mundo exterior. O que não faz dela menos sociedade – e sim diferente do que nós hoje estamos acostumados. Dá só uma olhada:

miao-room-cave-village-china-8

Foto © avantgardica

miao-room-cave-village-china-6

Foto © metro.co.uk

miao-room-cave-village-china-3

Foto © Carsten Peter

miao-room-cave-village-china-2

Foto © Carsten Peter

miao-room-cave-village-china-7

Foto © Reprodução

Hotel temático do Senhor dos Anéis faz com que visitantes vivam como hobbits

Se você já teve vontade de viver como um hobbit, esta é sua chance. Localizado na Dakota do Sul, Estados Unidos, o hotel Chateau De Soleil criou um anexo em seu terreno que foi inspirado na famosa saga O Senhor dos Anéis, se assemelhando àquelas lindas casinhas que aparecem no filme.

Não à toa, o empreendimento já ganhou até o apelido de “Casa na Árvore do Hobbit” . A propriedade em Black Hills pertence a Gordon Mack, que é fã da série e resolveu investir em uma de suas grandes paixões, construindo uma casa de alvenaria a 5 metros acima do solo, com portas e janelas arredondadas. São quatro quartos disponíveis que acomodam até 16 pessoas.

Entre os detalhes, é possível ver uma máscara usada por Sauron; uma luva com o precioso anel de ouro e sinais de língua élfica. Para quem quiser encorporar ainda mais os personagens, pantufas no formato dos pés de hobbits – que não são a coisa mais bonita do mundo – estão disponíveis em diversos tamanhos.

hobbithotel

Foto: divulgação

hobbithotel3

hobbithotel6

hobbithotel7

hobbithotel9

hobbithotel10

hobbithotel11

hobbithotel12

hobbithotel13

hobbithotel4

hobbithotel14

Fotos © Lisa Duncan

hobbithotel2

hobbithotel1

Fotos: Divulgação

Este lago cor de rosa no México é a coisa mais bonita que você vai ver hoje

Na pequena vila de pescadores de Las Coloradas, localizada na costa oriental da península de Yucatán, no México, a cor de uma lagoa é inevitavelmente encantadora. Com uma marcante tonalidade rosada o local parece saído de um conto de fadas.

A cor rosada, devido à concentração de plâncton vermelho e à elevada quantidade de camarão de água salgada, atrai turistas de todo mundo que viajam para este ponto para testemunhar o espetáculo.

Veja as fotos!

LasColoradas1

Foto © @ fercabrera27

LasColoradas2

Foto © @marisahampe

fabio_c_rodrigues

Foto © @fabio_c_rodrigues

karenfdzb

Foto © @karenfdzb

lascoloradaspinklagoon2

Foto © @elvakntu

lascoloradaspinklagoon4

Foto © @missviriri

lascoloradaspinklagoon5

Foto © @enriquefz

lascoloradaspinklagoon6

Foto © @pattylinage_

LasColoradas3

Foto © @louisemrg

LasColoradas4

Foto © @louisemrg

Policiais se comovem com casal de idosos chorando em casa e preparam macarrão pra todos jantarem juntos

https://i0.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/08/13908816_1014694975305189_5738276146906733062_o.jpg

Na última terça-feira, policiais de Roma, na Itália, foram atender a um chamado de rotina, após vizinhos relatarem que ouviram choros e gritos vindos de um dos apartamentos da região. Eles se dirigiram com a viatura até o local e, ao chegarem, ficaram surpresos com o que encontraram.

Os gritos vieram do apartamento de Jole, 84 anos, e de seu marido, Michele, de 94. O casal contou a polícia que começou a chorar após ouvir o noticiário local. “Por que há tantas notícias ruins no jornal?”, disse Jole ao marido. E, de repente, ela conta que foi tomada por uma tristeza imensa, ao se dar conta de que ninguém mais ia visitá-los e, portanto, para terem companhia, acabavam assistindo muita televisão.

13908816_1014694975305189_5738276146906733062_o

A história cortou o coração dos policiais, que chamaram uma ambulância para se certificarem de que estava tudo bem com o casal de idosos. Enquanto esperavam, eles notaram que a despensa estava vazia, contendo apenas algumas uvas velhas. Foi quando decidiram fazer algo para Jole e Michele comerem, enquanto conversavam com eles, levando um pouco de companhia para o casal que está junto há quase 70 anos.

13909413_1014694978638522_562692834850799777_o

A polícia de Roma compartilhou a história na sua página do Facebook, que acabou viralizando e comovendo a internet. Com 70 mil likes e quase 26 mil compartilhamentos, centenas de pessoas se ofereceram para visitar o casal para fazê-los se sentirem amados e terem com quem conversar, não precisando mais depender da televisão para afastar a solidão (ops, caiu um cisco no meu olho aqui…). Que história!

Todas as imagens © Reprodução Facebook

E depois do fim? Série de fotos mostra vilas e estádios abandonados após as Olimpíadas

Para além da comunhão e do espírito olímpico, o principal motivo político para se sediar uma olimpíada é o tal legado que os jogos supostamente deixam para a cidade. Seriam, além de aparelho esportivos de alta qualidade prontos para fomentarem novas gerações de campeões, melhorias na infra estrutura de maneira geral da cidade que serviriam como uma permanente medalha para a cidade que recebe uma competição desse quilate. Basta se interessar pela notícias cariocas para saber que é preciso bem mais do que isso para que o tal legado faça sentido.

O Rio é o exemplo mais atual, mas são diversas as cidades que servem de exemplo para colocar esse legado em perspectiva. Algumas exigiram que a população intervisse e redimensionasse certo aparelho para que ele enfim ganhasse função permanente – outras simplesmente deixaram o tal legado abandonado em sua ausência de função posterior.

Pista de Bobsleigh, em Saravejo

Jogos de Inverno de 1984. Se tornou uma pista de bicicleta e uma perfeita superfície para o grafite. Certas partes, porém, permanecem em total abandono.

Bosbled Sarajevo 2EDIT

Bobsled SarajevoEDIT

Torre de salto de Ski, em Cortina D’ampezzo, na Itália

Jogos de Inverno de 1956

Ski ItáliaEDIT

Piscina dos jogos de Berlim, de 1936

Depois dos famigerados jogos nazistas, o complexo serviu como abrigo para as tropas alemãs, e posteriormente para tropas russas.

Piscina BerlimEDIT

Vila Olímpica dos Jogos de Atenas, em 2004

Tão recente e já tão abandonada.

Vila atenasEDIT

Complexo esportivo de Sarajevo, 1984

O outrora cheio de vida complexo esportivo hoje se transformou em um melancólico cemitério improvisado.

Complexo SarajevoEDIT

Torre de salto de Ski, em Grenoble, na França

Jogos de Inverno de 1968. Apesar da belíssima vista, o abandono é total.

Ski FrançaEDIT

Centro de Vôlei de Praia de Pequim

Jogos de 2008. O local permanece deserto desde o fim dos jogos.

Praia PequimEDIT

Piscina principal de Atenas, Jogos de 2004

Piscina AtenasEDIT

Complexo olímpico de Caiaque e Canoa, Atenas, 2004

Caiaque Atenas 2EDIT

Caiaque Atenas 1EDIT

Barricadas fora do estádio, Atenas, Jogos de 2004

BarricadasEDIT

Vila olímpica dos jogos de Berlim, em 1936

Os edifícios encontram-se desertos e inutilizados.

 Vila BerlimEDIT

Hastes das bandeiras das Olimpíadas de Atenas, 2004

hastesEDIT

Torre de Ski dos Jogos de Sarajevo, 1984

Ski sarajevoEDIT

© fotos: divulgação