Artista brasileiro usa objetos musicais descartados para criar

 

O musicista, professor e artista visual baseado no Rio de Janeiro Christian Pierini, conhecido também como Mister C, reconstrói retratos de ícones da cultura pop através de artefatos musicais, como instrumentos, discos de vinil e outras parafernålias como teclados, joysticks, cùmeras ou flashs.

As composiçÔes híbridas do artista aludem a alguns trabalhos do célebre Vik Muniz; mas isso não é por acaso, jå que Mister C jå foi assistente do célebre Vik Muniz por dois anos. Albert Einstein, Raul Seixas, John Lennon, Jimmy Hendrix, Janis Joplin, Renato Russo, Frankenstein e Marilyn Monroe são algumas das personalidades retratadas pelo carioca que ministra a Oficina de Artes Visuais Sustentåveis da Lona Cultural Elza Osborne (Teatro de Arena de Campo Grande), onde ensina a reutilizar sucata eletrÎnica para criar arte.

Sobre suas influĂȘncias, Mister C revela: “Tecnicamente nĂŁo posso negar a influĂȘncia do trabalho de Vik Muniz, mas conceitualmente minhas influĂȘncias vĂȘm dos pintores surrealistas como Dali e Magritte. Na mĂșsica o Rock ‘n’ Roll , Rock Progressivo (um tipo de mĂșsica surrealista), o Jazz e toda mĂșsica que nĂŁo seja feita apenas para vender. Acho que a arte voltada apenas para o comĂ©rcio Ă© vazia, desprovida de conceito e nĂŁo tem alma, Ă© apenas embalagem”.

Vem ver:

misterc12

misterc11

misterc10

misterc9

misterc8

misterc7

misterc5

misterc4

misterc3

misterc2

misterc1

Saiba mais sobre os projetos musicais, artĂ­sticos e pedagĂłgicos do artista em sua pĂĄgina no Facebook.

Todas as fotos © Mister C – Christian Pierini

Pescador supersticioso deixou pĂ©rola de U$100 milhĂ”es debaixo da cama

perola gigante
De acordo com funcionårios do governo de Puerto Princesa City, uma cidade das Filipinas, um pescador local manteve uma pérola milionåria debaixo de sua cama por superstição.Se for considerada legítima, ela seria a atual detentora do recorde do Guinness, superando (e em muito) a Pérola de Lao Tzu, também das Filipinas. Enquanto esta tem míseras 6,35 quilos, a nova pérola possui 34 quilos. Seu valor estimado é de US$ 110 milhÔes.
O portal The Daily Mail informou que o pescador deixou a pérola sob sua cama para dar sorte. Quando finalmente a mostrou para oficiais do turismo da região, eles ficaram atordoados.O governo ainda estå em processo de autenticar a descoberta para ver se ela realmente é uma pérola natural, ou seja, produzida por uma ostra. Estas são raras, mas, uma vez que moluscos gigantes podem pesar mais de 200 kg, tal pérola monstruosa não é impossível. 
perola gigante 2
A título de curiosidade, todas as pérolas gigantes registradas no mundo vieram das belas e paradisíacas åguas da ilha filipina de Palawan. [Gizmodo]

Veja pedras que parecem abrigar oceanos, galĂĄxias, estrelas





“Mineral” provavelmente nĂŁo Ă© a primeira coisa que vem Ă  mente quando vocĂȘ ouve a palavra “beleza”. Isso Ă© uma pena, jĂĄ que eles sĂŁo realmente bonitos. Abaixo, trazemos uma seleção de alguns dos mais belos minerais e pedras do mundo, uma verdadeira festa para os olhos.


Um mineral Ă© uma substĂąncia que ocorre naturalmente e Ă© sĂłlida e inorgĂąnica, representĂĄvel por uma fĂłrmula quĂ­mica, e tem uma estrutura atĂŽmica ordenada. Rochas, ao contrĂĄrio de minerais, nĂŁo tĂȘm uma composição quĂ­mica especĂ­fica, e podem ser constituĂ­das tanto de minerais quando de nĂŁo minerais. Embora existam mais de 4.900 tipos conhecidos de minerais, aqui estĂŁo alguns dos mais encantadores:

1. Opala do pĂŽr-do-sol

minerais belos 1

2. Opala contra luz parece abrigar uma galĂĄxia em seu interior

minerais belos 2

3. O oceano dentro de uma opala

minerais belos 4

4. Bismuto

minerais belos 3

5. Opala negra com relĂąmpago nas bordas

minerais belos 5

6. Maior geode de ametista do mundo, a “Imperatriz do Uruguai”

minerais belos 6

7. Opala fĂłssil

minerais belos 7

8. Geodo de quartzo rosa

minerais belos 8

9. Fluorita

minerais belos 9

10. Turmalina birmanesa

minerais belos 10

11. Quartzo titĂąnio

minerais belos 11

12. Crisocola em malaquita

minerais belos 13

13. Escolecita

minerais belos 12

14. Turmalina que parece melancia

minerais belos 14

15. Azurita

minerais belos 15

16. Rodocrosita

minerais belos 16

17. Bismuto

minerais belos 17

18. Uvarovita

minerais belos 18

19. Realgar em calcita

minerais belos 19

20. CrocoĂ­ta

minerais belos 20

21. Combinação de fluorita, quartzo e pirita

minerais belos 21

22. Cobaltocalcita

minerais belos 22

23. Turmalina em quartzo com lepidolita e cleavelandita

minerais belos 23

24. Rodocrosita

minerais belos 24

25. CrocoĂ­ta

minerais belos 25 

Ela capturou um dia na vida da sua vovĂł viĂșva de 83 anos e o resultado Ă© pura nostalgia

A fotĂłgrafa eslovena Anja TomĆĄič passou um dia inteiro registrando a rotina da sua avĂł de 83 anos, que vive sozinha em uma fazenda. Apesar da avançada idade, a idosa levanta cedo todos os dias, toma seu cafĂ©, e passa a manhĂŁ alimentando os animais do local.

Depois de almoçar, a avĂł de Anja volta ao trabalho e, segundo a neta, se descansar por 15 minutos Ă© muito. “Ela estĂĄ sempre em movimento, nĂŁo para um minuto. Ela cuida de tudo sozinha!”, disse. A senhora ainda encontra tempo para ir Ă  igreja e ao cemitĂ©rio, para visitar o tĂșmulo do marido.

dsc0990-57d86327ef956__880

O resultado Ă© um delicado ensaio, que retrata a força e a solidĂŁo de uma senhora viĂșva que nĂŁo desiste da vida, mesmo diante das dificuldades que uma idade avançada carrega.

14a-57d864fc8ec9d__880

20091029-_dsc0907-57d86524cb745__880

lajtrummm-57d8685ca775f__880

1a-57d8638bda81b__880

dsc0974a-57d862f334c5b__880

20091104-_dsc1190-57d86808517e4__880

dsc0832-57d8623ad7922__880

kal2-57d8681c92272__880

dsc0960a-57d862c2a0a6c__880

dsc0958a-57d862acd326d__880

dsc0917a-57d8628c21e41__880

dsc0911-57d8626e3e4dd__880

kal2-57d8681c92272__880

kok-57d86845647a1__880

20091104-_dsc1148-57d86718e254c__880

20091104-_dsc1147-57d866f56955d__880

20091104-_dsc1126-2-57d866c5bb0f3__880

20091104-_dsc1115-57d86652474d0__880

20091104-_dsc1104-57d865f8e062d__880

20091104-_dsc1096-57d865c8bb17a__880

20091104-_dsc1088-57d8659cb5e52__880

13d-57d864d1b4100__880

11a-57d864abb49da__880

10-57d8647d7ae10__880

7a-57d86438e6496__880

5a-57d8640f25361__880

4b-57d863e5960b8__880

Todas as fotos © Anja TomĆĄič

Esta incrĂ­vel tartaruga de 110 anos fez tanto sexo que conseguiu salvar sua espĂ©cie da extinção

A tartaruga Diego, hoje com 110 anos, tem papel essencial na tentativa de ajudar a salvar sua espĂ©cie da extinção. Em 1960 ela foi levada da CalifĂłrnia para GalĂĄpagos, onde restavam apenas 14 exemplares da sua espĂ©cie, as tartarugas-gigantes-de-española, sendo 12 fĂȘmeas e 2 machos, para ajudar na reprodução.

Hoje, mais de 2 mil tartaruguinhas jĂĄ nasceram na ilha e, segundo um estudo genĂ©tico, pelo menos 40% delas sĂŁo filhotes de Diego. Ao longo desses quase 60 anos, Diego Ă© indiscutivelmente o alfa da sua espĂ©cie, nĂŁo dando sossego para as seis fĂȘmeas que vivem com ele, em cativeiros comandados por biĂłlogos da Estação de Pesquisa Charles Darwin.

gettyimages-170059080-1024x681

https://i1.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/09/38560E3A00000578-3788645-image-a-33_1473841620343.jpg

Infelizmente, apesar do grande aumento da população das tartarugas-gigantes-de-española, a ameaça de extinção ainda existe. A destruição do håbitat e a baixa diversidade genética (jå que a população toda tem os mesmos 15 pais e mães) contribuem para isso, e a espécie ainda continua na lista dos animais criticamente ameaçados de extinção. Mas não hå como negar que a tartaruga Diego estå fazendo a sua parte!

https://i0.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/09/tartarugasexo_interna.jpg

https://i2.wp.com/www.hypeness.com.br/wp-content/uploads/2016/09/GettyImages-170059295-1024x683.jpg

Todas as imagens © Getty Images/iStock

Fotos registram a força e a garra das mulheres durante o trabalho de parto

Não hå tarefa mais årdua e, na mesma medida, mais bela e importante do que dar a luz a um novo ser humano. O esforço que se exige de uma mãe no momento do parto parece ser proporcional ao prazer, o dever cumprido, a redenção e transformação da própria vida que o nascimento de um filho ou filha proporciona.

parto14

A dor e o esforço podem ser inclementes, mas o trabalho dos fotógrafos abaixo explicita o estado absoluto de emoção de mães diversas que, em comum, parecem carregar a força e a entrega para poderem enfim conhecer seus filhotes, e lhes dar as mãos para uma plena vida inteira por vir.

parto13

parto15

parto12

parto11

parto10

parto9

parto8

parto7

parto6

parto5

parto4

parto3

parto2

parto1

© fotos: divulgação

Cidade na Índia ganha nova vida com tĂĄxis transformados atravĂ©s da arte

Andar de tĂĄxi Ă© a coisa mais comum que alguĂ©m pode fazer e, com o surgimento de novidades como o Uber, os taxistas tĂȘm que se desdobrar para vencer a concorrĂȘncia. A Índia dĂĄ um Ăłtimo exemplo de como inovar a carona atravĂ©s da criatividade: transformando o interior de tĂĄxis em verdadeiras obras de arte, cheias de cores e desenhos.

Depois de uma campanha de financiamento coletivo de sucesso, o projeto Taxi Fabric tem dado uma nova roupagem para os veĂ­culos de Mumbai. Criadas pelo diretor de arte, Sanket Avlani, as galerias sobre quatro rodas tĂȘm ganhado o mundo com a ajuda de artistas convidados, que colocam a mĂŁo na massa para dar nova vida ao interior dos 30 tĂĄxis selecionados atĂ© o momento.

Os bancos, o teto e a lateral das portas sĂŁo refeitas para estimular o interesse artĂ­stico da população e dar maior visibilidade aos designers locais. Segundo os organizadores da iniciativa, o design Ă© um trabalho ainda pouco reconhecido na Índia, pois a geração mais antiga nĂŁo conseguem dar valor ou reconhecer seu potencial criativo, fazendo com que se reduzam as chances dos jovens deste mercado mostrarem suas habilidades. Com um resultado tĂŁo fabuloso, estĂĄ mais do que na hora de reverem seus conceitos.

O taxista Jayantbhai contou deu uma declaração emblemĂĄtica para o projeto: “Quando eu dirijia meu tĂĄxi para casa, num primeiro momento, meus irmĂŁos se recusavam a acreditar que este Ă© o meu tĂĄxi. Minha famĂ­lia ficou muito feliz. Este tĂĄxi agora Ă© tanto seu quanto meu“.

Quem aĂ­ quer uma carona?

TaxiFabric18

TaxiFabric20

TaxiFabric12

TaxiFabric9

TaxiFabric10

TaxiFabric11

TaxiFabric13

TaxiFabric16

TaxiFabric15

TaxiFabric14

TaxiFabric

TaxiFabrik

TaxiFabric3

TaxiFabric2

TaxiFabric22

TaxiFabric23

TaxiFabric8

TaxiFabric7

TaxiFabric6

TaxiFabric5

TaxiFabric4

TaxiFabric21

TaxiFabric19

Todas as fotos © Taxi Fabric

MĂŁe fotĂłgrafa capta toda a delicadeza da relação de sua filha com o mar

Nascida nas Bahamas, onde vive desde entĂŁo, nĂŁo Ă© exagero afirmar que Sacha Kalis vive desde o inĂ­cio sua vida debaixo da ĂĄgua – do Ăștero materno para o mar, onde atĂ© hoje se sente verdadeiramente em casa.

Filha da fotógrafa Elena Kalis, não é por acaso que Sacha é conhecida como Garota das Bahamas, Alice in Waterland (Alice no país das åguas, em tradução livre) ou simplesmente Sereia: Sacha de fato aprendeu a nadar antes mesmo de falar. Para sua mãe, especializada em fotos marítimas, foi um prato cheio, e sua filha tornou-se sua modelo.

 sacha4

Nas fotos, Sacha de fato encarna com graça e beleza a imagem perfeita de uma sereia. Elena encorajou desde cedo a filha a criar afinidade com os golfinhos, tartarugas e peixes em geral – tubarĂ”es incluĂ­dos – com quem dividem a vizinhança na ilha em que vivem.

Sem perder tempo, ela tratou de registrar tudo, e hoje a relação graciosa e fluida de sua filha com o mar e, ao mesmo tempo, com a cñmera criam fotos tão belas que são como registros de sonhos marítimos – como se o expectador estivesse de fato sob os encantos de uma sereia – um sereia que pode ser seguida no Instagram ou em sua própria página.

sacha13

sacha15

sacha14

sacha12

sacha11

sacha10

sacha9

sacha8

sacha6

sacha7

sacha5

sacha3

sacha2

sacha1

Todas as fotos © Elena Kalis

Eles fotografam crianças com cĂąncer sorrindo para mostrar a alegria natural de cada uma delas

Um projeto que procura registrar em fotos a mais singela, pura e franca imagem da esperança – do sorriso de uma criança, lutando pela prĂłpria vida, sem jamais perder a leveza e a alegria. Esse Ă© o Gold Hope Project (Projeto Esperança de Ouro), que reĂșne um grupo de fotĂłgrafos para justamente registrar a força e a permanente alegria das crianças que estejam passando ou tenham passado por tratamentos de cĂąncer, a fim de trazer conforto para as famĂ­lias.

 goldh9

O projeto Ă© gratuito, e visa tambĂ©m levantar atenção para o cĂąncer infantil – e com isso, incentivar doaçÔes para pesquisas e para o prĂłprio tratamento. Tudo começou com Ava, uma criança de 5 anos diagnosticada com um cĂąncer terminal no cĂ©rebro. Devastada pela fatalidade por vir, a famĂ­lia compreendeu todo e qualquer registro seria a maneira de eternizar sua alegria e seu brilho nos olhos. As fotos foram a maneira para que conseguissem manter alguma alegria entre tanta dureza, tratamentos e dor.

 goldh8

Pois nas fotos, as crianças deixam de ser doentes, e se tornam somente crianças novamente. Felizes, curtindo a vida com o sorriso e a doçura que sĂł uma criança consegue – e registrar isso Ă© o trabalho do Gold Hope Project: fotografar e devolver Ă s famĂ­lias que atravessam essa dura batalha a certeza de que o ouro, a esperança e a felicidade estĂĄ na prĂłpria criança.

goldh10

goldh7

goldh6

goldh5

goldh4

goldh3

goldh2

goldh1

Todas as fotos © Gold Hope Project

Fotografia de longa exposição capta a beleza da lua cheia iluminando as nuvens da CalifĂłrnia

O trabalho do fotógrafo Lorenzo Montezemolo funciona feito pintura. Sua tela, porém, é o nevoeiro, e sua tinta é a luz da lua. O pincel? O obturador de sua måquina fotogråfica.

lorenzo2

Para quem não sabe, o obturador funciona como uma espécie de pålpebra da cùmera. Trata-se de um dispositivo que abre e fecha, controlando assim o tempo de exposição de um filme ou dos sensores em uma cùmera digital, à luz. Quanto mais tempo aberto, mais luz entra pela cùmera.

O que Lorenzo faz para alcançar as lindas imagens da luz da lua tingindo o nevoeiro sobre a California ou sobre paisagens naturais é manter o obturador aberto por um tempo elevadíssimo para os padrÔes da fotografia: até 3 minutos para que se tire somente uma foto.

 lorenzo6

Para a foto acima, o fotĂłgrafo subiu ao alto do monte Tamalpais, e esperou atĂ© que o nevoeiro cobrisse perfeitamente a paisagem que tinha como alvo. Quando as nuvens cobriram a cidade feito um tecido, ele entĂŁo abriu o obturador e esperou os trĂȘs minutos para que toda a luz da lua entrasse por sua lente.

E essa tĂ©cnica tornou-se realmente seu pincel – a maneira que encontra para que suas fotos alcancem cores e texturas impressionantes, como Ă© possĂ­vel ver nas outras fotos abaixo.

lorenzo4

lorenzo1

lorenzo7

lorenzo3

lorenzo5

Todas as fotos © Lorenzo Montezemolo