Cinco destinos de serra no Brasil para quem quer fugir do calor

Se você é daqueles que não gostam de derreter, fugir para as montanhas é a melhor opção quando começa o calor. Além de encontrar hospedagens com valor mais baixo, engana-se quem pensa que na serra não dá para curtir o sol e tomar aquele banho de cachoeira. A diferença é que quando ele baixa as temperaturas caem, e você pode curtir o friozinho com vinho na lareira. Conheça aqui alguns lugares para fazer isso!

São Francisco Xavier

serra_da_mantiqueira_sa%cc%83o_francisco_xavier_sp

Nessa vilinha na Serra da Mantiqueira, a 250 km de São Paulo, você pode se refrescar em quedas d’água e ter uma panorâmica do cenário bucólico em clima de aventura, na tirolesa do de dois estágios que totalizam 770m do Parque de Aventuras da pousada Portal do Equilibrium. Na mesma área encontra ainda grutas e trilhas na mata para curtir a natureza.

Urubici

morro_da_igreja_by_eduardo_trauer_02

Quem pensa que não neva no Brasil nunca ouviu falar de Urubici. Pois nesse vilarejo, a 915 metros do nível do mar em Santa Catarina, ela vira e mexe dá o ar da graça!  Provavelmente você não a verá nos meses de verão, mas pode aproveitar as temperaturas mais altas para fazer canoagem pelos rios da região, cavalgar por vales e montanhas e fazer descida de rapel em cachoeiras, caso procure por mais emoção. Saiba mais aqui!

Gonçalves

serra_da_mantiqueira_-_gonc%cc%a7alves_-_mg_-_brasil

Neste vilarejo de Minas Gerais, situado na microrregião de  Pouso Alegre, você pode curtir a vida devagar, deliciar-se com a comida mineira no forno a lenha e clima de interior do restaurante Zé do Ovídio, comprar frutas e verduras fresquinhos na feira de orgânicos que ocorre em todos os sábados e ainda abastecer a adega com vinhos e cachaças para curtir o frio das montanhas, no Bar do Marcelo.

Petrópolis

catedral_petropolis

Antigo refúgio da família imperial, a bucólica Petrópolis está localizada na Serra dos Órgãos (RJ), e abriga construções antigas como o Palácio de Cristal e o Imperial. Este último pertencia a Dom Pedro II e hoje abriga o Museu Imperial, ainda decorado com móveis daquela época e onde encontram-se outras relíquias, como a pena de rubis e ouro usada Princesa Izabel para assinar a abolição da escravatura.

Fotos: Wiki Commons

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s