A vila indiana onde se celebra o nascimento de cada menina plantando mais de 100 árvores

Na Índia, assim como em diversos países orientais, o nascimento de um bebê do sexo feminino nem sempre é celebrado. Culturalmente, a mulher é vista com pouco valor e quase não tem funções além de engravidar. Contudo, na pequena vila de Piplantri, que não tem mais de 8 mil moradores, as coisas estão mudando. Há oito anos, Shyam Sundar Paliwal, um dos moradores, perdeu sua filha ainda jovem e decidiu que o mesmo não aconteceria com as outras famílias. Ele criou um programa que garante que meninas e árvores cresçam de forma saudável.

Agora, toda vez que nasce uma menina na vila, os moradores precisam plantar 111 árvores e criar um fundo de US$ 520, ao qual a garota terá direito quando completar 20 anos, caso conclua sua educação básica e não se case antes da idade legal. As regras propostas por Paliwal tiveram um grande impacto na pequena vila: até então mais de 250 mil árvores foram plantadas – 111 para cada menina nascida e 11 para cada pessoa que morre –, a atitude dos homens com as mulheres melhorou e o índice de criminalidade caiu drasticamente. Além disso, as árvores têm sido usadas como matéria prima medicinal e o mercado de trabalho relacionado a isso aumentou bastante.

Com essa iniciativa, Piplantri está mais verde e mais feliz. O nascimento de uma menina é tão celebrado quanto o de um garoto e as mulheres têm tido a chance de, enfim, assumirem um papel de empoderamento e independência também em outras vilas da região. Em uma sociedade em que mulheres são desvalorizadas, dificilmente terminam os estudos e casam-se aos 15 anos, iniciativas como esta são transformadoras.

piplantri

piplantri2

piplantri3

Todas as fotos © Piplantri

Anúncios

10 praças pelo mundo que merecem a sua visita

https://scontent.fssa2-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/14713572_1796212410655179_2730253302024389258_n.jpg?oh=6532ba99637cf8db0a28ff06c7ac6dce&oe=588AB702

Já parou para pensar quanta história há embutida nas praças existentes pelo mundo? Ponto de encontro de moradores e turistas, estes lugares são palco de acontecimentos importantes, manifestações públicas, apresentações artísticas, reuniões familiares, encontros entre apaixonados e muitas outras coisas.

Além disso, cada praça possui uma peculiaridade arquitetônica com mais uma carga histórica impossível de ser ignorada. Listamos abaixo 10 praças pelo mundo para colocar na lista de lugares para conhecer. Confira!

1. Praça da Concórdia – Paris, França

01-place-de-la-concorde-paris-photo

Localizada entre o Museu do Louvre e a chiquérrima rua Champs-Élysées, essa praça teve um importante papel na história da França: foi a sede da guilhotina durante a revolução francesa. Ali foram decapitados centenas de pessoas entre eles a rainha Maria Antonieta e o Rei Luis XVI. Tirando esse passado obscuro e sanguinário, o local é uma das praças mais bonitas de Paris. Um de seus destaques é o gigantesco obelisco que foi oferecido a Paris pelo vice-rei do Egipto, Méhémet Ali, em 1829. Este obelisco tem 23 séculos de história, mede 23 metros de altura, pesa 230 toneladas e provém do templo de Louxor. O monumento se encontra na Praça da Concórdia desde 1836.

2. Binnenhof – Haia, Holanda

02-binnenhof-46980

A praça situada em meio a um conjunto de prédios é o centro da vida política do país e ainda é a sede do parlamento holandês. Lá está situado o salão dos cavalheiros, o “Ridderzaal”, local onde acontece o “Prinsjesdag” (Dia do Príncipe), discurso de abertura anual do parlamento feito pelo rei. Esta cerimônia é bastante aguardada tanto por moradores quanto por turistas pela aura de contos de fadas que a envolve: a família real chega ao Binnenhof em uma carruagem dourada.

3. Washington Square Park – Nova York, Estados Unidos

03-mcp_0035-washington-square-park-m-p

A Washington Square Park é um dos mais agradáveis espaços ao ar livre da cidade. O lugar, que é muito frequentado por estudantes da Universidade de Nova York (localizada próxima), possui Wi-fi grátis e food trucks com diversas opções de comida por preços. Na praça, além de uma imponente fonte, existe um grande arco que homenageia George Washington, e que foi modelado tendo como inspiração o famoso Arco do Triunfo de Paris.

4. Praça Vermelha – Moscou, Rússia

04-images-of-red-square-moscow-russia-at-night-st-basils-cathedral

Durante a era da União Soviética esta praça sediava desfiles militares, hoje em dia o local se mantem como palco de manifestações populares da Rússia e é também um dos principais pontos turísticos da cidade e até mesmo do país. As muralhas do Krêmlin e a multicolorida catedral de São Basílio fazem desta praça um dos lugares mais icônicos do mundo.

5. Praça de São Pedro, Vaticano

05-st_peters_square_vatican_city_-_april_2007

É a porta de entrada no Vaticano e a área onde se situa a Basílica de São Pedro, o maior e mais importante edifício da religião cristã e local onde milhares de pessoas se juntam para ouvir e ver o Papa. O local possui dezenas de estátuas de santos e um obelisco egípcio que simboliza a dominância da igreja sobre o paganismo.

6. Praça das Armas, Cusco, Peru

06-plaza_de_armas_del_cuzco_1

Todas as ruas da cidade velha de Cusco vão dar nesta praça onde sobrevivem marcas deixadas pelo império inca há cerca de 500 anos. O lugar é o marco de todo o Centro Histórico e concentra as construções mais impactantes de Cusco tal como o templo de Machu Picchu e a imperdível Catedral de Cusco. No centro da praça há um jardim para passear e observar a vida ao redor. Conhecida entre os incas como lugar de encontro ( “Huacaypata”, no original inca), esta praça possui os principais serviços voltados para o visitante, como casas de câmbio, restaurantes diversos e agências de turismo.

7. Trafalgar Square, Londres, Inglaterra

07-trafalgar_square_london_2_-_jun_2009

É um ponto de parada obrigatório para quem visita Londres. O local situado no centro de da capital inglesa celebra a Batalha de Trafalgar (1805), uma vitória da Marinha Real Britânica nas Guerras Napoleónicas. Além de um marco importante da história, a Trafalgar Square sedia diversos eventos e serve como palco para os protestos realizados na cidade.

8. Plaza de Mayo – Buenos Aires, Argentina

08-plaza-de-mayo-3

Construída em 1810, a bela Plaza de Mayo é um dos pontos preferidos dos turistas que visitam Buenos Aires. O local situado entre a Casa Rosada (sede do governo argentino) e a prefeitura e a Catedral Metropolitana de Buenos Aires recebe semanalmente as Mães da Praça de Maio que protestam pela investigação do desaparecimento de seus filhos durante a época da ditadura e também solicitam outras necessidades sociais.

9. Praça da Paz Celestial (Tiananmen), Pequim, China

09-tiananmen-square-original-7247

É a grande praça no centro de Pequim e a terceira maior do mundo. Ampliada em 1949, a praça tem ao norte a Cidade Proibida, no centro contém o Monumento das Pessoas Heróis, de 38 metros, com inspiração do presidente Mao Zedong, onde está escrito que os heróis do povo são imortais. A leste e oeste foram construídos importantes edifícios de estilo soviético. A avenida, usada para desfiles do governo da China. Tendo a praça também o Mausoléu de Mao Zedong. A Praça da Paz Celestial ficou conhecida mundialmente por conta dos protestos de estudantes em 1989.

10. Praça dos Três Poderes, Brasília, Brasil

010-praca-dos-tres-poderes-brasilia-3

Praça dos Três Poderes, em Brasília, no Brasil, é um amplo espaço aberto entre os três edifícios monumentais que representam os três poderes da República: o Palácio do Planalto (Executivo), o Supremo Tribunal Federal (Judiciário) e o Congresso Nacional (Legislativo). A reúne diversas esculturas, como A Justiça (uma mulher com os olhos vendados), de Alfredo Ceschiatti, e Os Guerreiros (também conhecida como Os Candangos), de Bruno Giorgi. Como em quase todos os logradouros da cidade, a parte urbanística da praça foi idealizada por Lúcio Costa e as construções foram projetadas por Oscar Niemeyer.

Todas as fotos: Reprodução

Fotógrafa registra vendedoras do alto de pontes de Hanói, Vietnã

https://scontent.fssa2-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/14705851_1796210993988654_572791069781451968_n.jpg?oh=adfa9e62c3efd8fc8decbde06de66c3b&oe=58987592

Como qualquer pessoa que viaja ao Vietnã, a fotógrafa holandesa Loes Heerink logo se encantou pelas vendedoras que circulam com suas bicicletas repletas de mercadorias. Em sua passagem por Hanoi, ela decidiu registrar essas mulheres incríveis e batalhadoras de uma maneira diferente e as fotografou do alto das pontes da cidade.

As imagens vistas de cima formaram verdadeiras obras de arte com as cores e formas distintas do trabalho realizado diariamente pelas vietnamitas. “Passei horas e horas em algumas pontes de Hanoi à espera da passagem destas mulheres para mostrar a beleza e simetria que elas criam todos os dias sem saber”, relatou ao Bored Panda.

Imagine acordar às 4 da manhã, carregar sua bicicleta com o maior número de legumes ou frutas que puder e sair por aí com todo esse peso pedalando quilômetros todos os dias. Isso sem saber a beleza que proporciona todos os dias! Falei com algumas dessas mulheres, muitas são migrantes que vêm à cidade tentar ganhar um pouco de dinheiro extra. Elas têm que trabalhar muito duro, ganham pouco dinheiro e as condições de trabalho não são boas”, explicou.

Veja as imagens:

vendedoras_hanoi-1

vendedoras_hanoi-2

vendedoras_hanoi-3

vendedoras_hanoi-4

vendedoras_hanoi-5

vendedoras_hanoi-6

vendedoras_hanoi-7

vendedoras_hanoi-8

vendedoras_hanoi-9

vendedoras_hanoi-10

vendedoras_hanoi-11

vendedoras_hanoi-12

* Todas as fotos: Loes Heerink

Os cinco lugares mais seguros do mundo para quem está em busca de tranquilidade

https://scontent-gru2-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/14725475_1795754554034298_1059355292904555763_n.jpg?oh=dfa7223dc5b5b6a648738a0eb8e1ad72&oe=58963181

Nada como viajar e não se preocupar ao caminhar sozinho pelas ruas, e nem trancar suas coisas freneticamente por conta de furtos. Se você é desses que prezam pela segurança acima de tudo, conheça aqui 5 países que estão entre os com maior qualidade de vida, onde a segurança é garantida e conflitos e guerras passam longe!

Nova Zelândia

O primeiro posto vai para a Nova Zelândia, que além de lindíssima, tem economia estável, desemprego praticamente zero e pouca desigualdade entre as classes. A política é voltada para os cidadãos, ao invés de privilegiar poucos e com isso, a qualidade de vida vai lá para cima!

1200px-akaroa_harbour_entrance_canterbury_new_zealand_22nd

Austrália

Nada como ser bem recebido ao pisar num país estrangeiro. Para que isso ocorra sem sombra de dúvida, corra para a Austrália, considerada como a nação mais amigável de todas! Fora que o destino é um paraíso para quem gosta de olhar, sentir e estar no mar.

sydney_opera_house_-_dec_2008

Suécia

Cenários intrigantes envoltos por canais caracterizam a Suécia, um dos países com menor risco de morte do mundo. Tá certo que o frio e a escuridão podem incomodar quem gosta de sombra e água fresca, durante os meses de inverno. Se é o seu caso, parta para a capital, Estocolmo, durante o verão, para curtir quase 20 horas de sol por dia e festejar a chegada do calor junto aos habitantes do país!

riddarholmen_islet_stockholm

Islândia

Aqui você pode vivenciar fenômenos incríveis como a aurora boreal, que tinge o céu de cores inimagináveis, em puro clima de sossego. Afinal, pesquisadores afirmam que assassinatos, estupros e sequestros já entraram em extinção e passam longe da Islândia!

1200px-iceblocknearjoekullsarlon

Noruega

Tá certo que, apesar de seguro, a Noruega é tida como um dos países mais caros do mundo. Mas enfim, quando juntar dinheiro e decidir ir para lá, não se preocupe, já que a criminalidade é inexistente por aqui. Além disso, o destino apresenta condições ambientais ótimas e paisagens de tirar o fôlego, para serem desfrutadas em boa companhia.

view_from_kra%cc%8akmotinden_mountain_against_tennvatnet

Fotos: Wiki Commons