Jovem usa arte de rua em Damasco como arma contra a guerra e ganha o apelido de “Banksy da Síria”

Abu Malik al-Sham, um jovem sírio de 22 anos, descobriu na arte uma forma de demonstrar esperança e amor num país onde a guerra parece não ter fim. O artista conta que em 2013, quando se juntou ao Exército Livre da Síria para combater o Governo de Bashar Al-Assad, conviveu com tanta destruição que precisava fazer algo a respeito.

Foi quando decidiu usar a arte contra a guerra, com pinturas carregadas de críticas políticas que apareceram de forma misteriosa pelas ruas do bairro Darayya, no subúrbio de Damasco. Nos últimos dois anos, Abu pintou mais de 30 murais, mesmo correndo o risco de ser baleado ou atingido por uma bomba.

banksysirio04 banksysirio03

E as principais características do seu trabalho, como espontaneidade, ironia e verdade, chamaram a atenção da internet, fazendo com que muitos associassem facilmente suas pinturas as de Banksy. E assim Abu Malik al-Sham se tornou o “Banksy” da Síria.

banksysirio02 banksysirio05 banksysirio06 banksysirio07 banksysirio08 banksysirio01

Imagens © Abu Malik al-Sham

Anúncios

O meme desta criança simplesmente adorável permitiu angariar milhares de dólares pra sua escola

A concentração do menino Jake, um dedicado estudante de 5 anos de idade, de um pequeno vilarejo no país africano de Gana, é tamanha que sua foto dedicadamente estudando levantou milhares de dólares para sua escola sem que ele sequer soubesse – e praticamente por acidente.

 jake1

O contraste entre a irresistível fofura e o seríssimo semblante de Jake tornou sua foto uma sensação na internet, servindo de material perfeito para uma série de memes que se tornaram virais principalmente na África. O texto dos memes de maneira geral cria diferentes versões para o que o menino estaria pensando na hora que a foto, tão expressiva, foi tirada.

Quando você finge que está anotando em sala mas na verdade está somente evitando contato visual pra que o professor não faça a próxima pergunta pra você

Quando a professora te pede pra fazer uma lista dos bagunceiros e alguém que você detesta tosse...

A foto nasceu de um documentário sobre o projeto educacional do artista ganês Solomon Adufah, e foi tirada pelo fotógrafo Carlos Cortes. Adufah, quando soube da viralização da imagem, primeiro preocupou-se com a hipótese de Jake ter virado tema de chacota. Quando entendeu que não era o caso, foi que ele teve a grande ideia: “E se todas essas curtidas se transformasse em fundos para ajudar na educação das crianças?”.

 jake9

Adufah então começou uma campanha de financiamento coletivo para ajudar na educação de Jake e de outras crianças no vilarejo de Asempanaye, assim como na infraestrutura da escola. A campanha já arrecadou metade de sua meta em uma semana, e segue em frente – qualquer doação faz toda a diferença nesse caso. O sucesso de um meme, quem diria, pode enfim ajudar a realmente melhorar o mundo.

jake6

jake5

jake4

jake3

E se você está se perguntando no que afinal Jake tanto se concentrava, dê uma olhada na imagem abaixo – e tente resistir às emoções.

jake2

Todas as fotos © Carlos Cortes

Mulher adota gatinho surdo que ninguém queria e acaba sendo salva por ele

Quando mais nova, Molly Lichtenwalner fez uma promessa: quando estivesse pronta para ter um gato, adotaria um animal adulto e com necessidades especiais, porque eles são os que mais encontram dificuldades para achar donos. Foi assim que seu caminho cruzou com o de Otitis.

kdorelha

Seus antigos donos não conseguiram pagar o tratamento dos cistos que surgiram em suas orelhas. Por isso, as duas precisaram ser retiradas, deixando o bichinho surdo. Quando viu o gato, Molly teve certeza de que era quem estava procurando. “Ninguém havia se interessado por ele antes”, diz.

otillis1

Um acidente de carro tornou as crises de ansiedade frequentes na vida de Molly, que decidiu adotar um gato para ajuda-la. Ele é o animal de suporte emocional da jovem, e sempre torna as coisas mais fáceis quando ela está estressada ou tendo ataques de pânico.

Mesmo com quase 10 anos, Otitis adora brincar. “Ele ainda tem o coração de um filhote”, garante Molly. Otitis gosta de estar junto da dona o tempo todo, fazendo e pedindo carinho. “Adotá-lo foi a melhor coisa que já fiz. Não fui eu quem o resgatou, mas ele quem fez isso comigo”, conclui.

sono

note

semorelha

orelha

cha

Todas as fotos © Molly Lichtenwalner

Arqueólogos finalmente entram em tumba da época de Alexandre, o Grande

tumba epoca alexandre o grande (3)

Um complexo funerário monumental que remonta ao século IV aC, durante a época de Alexandre, o Grande, está prestes a revelar seus segredos.

Ao longo dos últimos dois anos, arqueólogos estão limpando a sujeira e lajes de pedra da entrada da enorme tumba na Grécia, cercada por um muro de mármore que se estende por 490 metros ao redor do perímetro.

 

As escavações no local da Colina Kasta, na cidade de Anfípolis, antiga região macedônia da Grécia, estão causando furor não só em cientistas, mas em turistas, que estão ansiosos para dar uma espiadinha no sítio arqueológico.

O número de visitantes ao Museu de Anfípolis aumentou consideravelmente no último fim de semana, todos querendo obter um vislumbre da tumba, alguns usando telescópios. No entanto, os pesquisadores que trabalham no local pediram paciência, e negaram rumores de que já encontraram três sepulturas e que o túmulo está intacto.

“A escavação irá mostrar se o túmulo foi saqueado ou não”, disse Katerina Peristeri, arqueóloga responsável pelo projeto, em um comunicado do Ministério da Cultura da Grécia. “Somos como cirurgiões: procedemos muito lentamente. A escavação vai nos mostrar o que está por trás da parede”, acrescentou.

O que é conhecido, por enquanto, é a entrada triunfal em arco para o túmulo, guardada por duas esfinges quebradas, mas bem esculpidas, que os arqueólogos já desenterraram.

tumba epoca alexandre o grande (5)

Na última atualização do Ministério da Cultura, as fotos mostram que a tinta vermelha e preta ainda está intacta na arquitrave, ou porta, que leva ao túmulo.Os escavadores também descobriram afrescos imitando mármore e um mosaico com estampa de diamante.

tumba epoca alexandre o grande (4)

Já as cabeças das duas esfinges ainda não foram encontradas.

tumba epoca alexandre o grande (1)

Se você se empolgou com o termo “Alexandre, o Grande”, no entanto, temos uma má noticia: ainda não está claro quem foi enterrado no túmulo, mas Alexandre não está na pequena lista de possibilidades, já que morreu na Babilônia, e todos os relatos históricos indicam que ele foi enterrado em Alexandria, no Egito – embora sua sepultura nunca tenha sido encontrada.

Ainda assim, os arqueólogos creem que o túmulo foi criado por Dinocrates, um arquiteto e assessor de Alexandre, o Grande, que é mais conhecido por ter construído Alexandria.

Michalis Tiverios, professor de arqueologia na Universidade Aristóteles de Salonica (Grécia), disse também que um candidato mais provável para habitar o túmulo é Nearco, um dos almirantes de Alexandre, o Grande que viveu em Anfípolis. via