Morcego brasileiro é o animal voador mais rápido no mundo

https://i2.wp.com/insider.si.edu/wordpress/wp-content/uploads/2011/02/batsmall.jpg

Os recordes esportivos estiveram em alta em 2016, e agora parece que até mesmo o reino animal tem um novo campeão, e um bastante inesperado. Uma criatura em que ninguém colocava suas fichas acabou de entrar nos livros de recordes como o animal voador mais rápido do mundo: o morcego de cauda livre brasileiro.

Em um novo estudo na revista Royal Society Open Science, os pesquisadores explicam que, até agora, os morcegos eram considerados mais lentos do que os pássaros, graças ao fato de que a morfologia de suas asas tende a gerar mais arrasto, enquanto suas orelhas grandes também os retardam enquanto voam pelo ar.

 https://vivimetaliun.files.wordpress.com/2016/11/50248-0004.jpg?w=444

No entanto, depois de medir a velocidade de vôo de sete morcegos de cauda livre brasileiros ao longo de uma semana, a equipe descobriu que eles são capazes de rajadas curtas de vôo horizontal extremamente rápidas, atingindo uma velocidade máxima de 160,2 quilômetros por hora. Não só esta velocidade não é igualada por qualquer outra espécie de morcego, mas também supera a maior velocidade de vôo horizontal já registrada em aves – 112 quilômetros por hora, registrada pelo andorinhão-preto.

 

Planando em alta velocidade

Para coletar os dados, a equipe anexou pequenos transmissores de rádio às costas dos morcegos e rastreou os sinais emitidos por esses dispositivos usando receptores em aeronaves que seguiram os mamíferos em suas viagens noturnas.

Segundo os pesquisadores, os morcegos foram capazes de atingir essas velocidades vertiginosas planando: eles aumentam os intervalos entre cada aba de suas asas e simplesmente deslizam através do ar.

https://i2.wp.com/www.pcma.com.ar/molossus%20fer.JPG

A equipe ficou um pouco surpresa com sua descoberta, e certamente não esperava descobrir que um morcego era o maior velocista aéreo do mundo. Em uma declaração, o co-autor do estudo, Kamran Safi, explicou que “dificilmente poderíamos acreditar em nossos dados, mas eles estavam corretos: às vezes, as fêmeas, que pesam entre 11 e 12 gramas, voavam a velocidades de mais de 160 quilômetros por hora, um novo recorde para o voo horizontal”. [I Fucking Love Science]

2 comentários

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s