Gorila que não pode ter filhos recebe dois gatinhos de presente no seu 44º aniversário

 

A história da gorila Koko é de deixar qualquer um emocionado. Com uma inteligência acima da média, Koko aprendeu uma variação da língua de sinais americana e é capaz de reproduzir mais de 1.000 palavras, além de entender um total de 2.000 expressões. Mas, apesar do talento, ela nunca pode ter filhotes.

Tendo como lar a Gorilla Foundation, na Califórnia, Estados Unidos, Koko pediu para ter um gatinho e, em 1984, acabou ganhando um de brinquedo, mas mostrou que não estava satisfeita com tão pouco. Assim começou sua grande amizade com seu primeiro gato, All Ball. O amor entre os dois animais acabou virando até mesmo tema de livro.

Quando All Ball faleceu, ela ficou bastante abalada. Mas, em seu 44º aniversário, uma boa notícia esperava o primata: Koko foi presentada com uma caixa cheia de filhotes de gato e permitiram que ela escolhesse dois deles como mascotes – os outros felinos foram adotados por famílias humanas.

As imagens abaixo não deixam dúvidas sobre a felicidade da gorila:

koko1

koko2

koko3

koko4

koko5

koko6

koko7

Todas as imagens: Reprodução YouTube

Centenas de pessoas solidárias se juntaram a este cão em sua última caminhada pela praia

Foram dezoito anos de amizade entre o britânico Mark Woods e seu cão, Walnut. Quando soube que o animal estava doente e precisaria ser sacrificado, Mark decidiu dar uma última volta na praia preferida do companheiro, e convidou seus amigos a acompanha-los. A história chamou atenção na Inglaterra, e uma multidão participou do passeio final.

nintchdbpict000281739564

Cerca de duzentas pessoas, muitas delas levando seus cachorros, foram até a praia de Porth Beach, em Cornwall, no último sábado, 12 de novembro. Como a saúde de Walnut estava bastante debilitada, Mark o levou no colo durante o trajeto, com um cobertor para manter o amigo aquecido.

nintchdbpict000281745030

Mark agradeceu a presença de todos, ressaltando o número de cães e crianças na praia. A maioria das pessoas que foram ao local era de moradores da cidade, mas o homem contou ter ouvido gente dizer que dirigiu horas para estar presente naquele momento.

nintchdbpict000281740687

Ele esteve comigo em tempos difíceis da minha vida, me ajudando a me manter firme física e mentalmente”, comentou Mark. A amizade dos dois começou quando Walnut ainda era um filhote, e atravessou dois casamentos e mais três relacionamentos de Mark. “18 anos é um bom tempo para construir laços”, finalizou.

nintchdbpict000281745033

nintchdbpict000281739346

nintchdbpict000281739359

3a4be8be00000578-3929784-image-a-97_1478951577911

Todas as fotos © Neil Hope

Artista chileno viaja pelo Brasil de bicicleta pintando muros em cada vilarejo por onde passa

https://scontent.fssa2-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/14915430_1799250123684741_5172640037464341038_n.jpg?oh=a59e854f844a799007f062057a49b236&oe=5893AA0F
O artista chileno Negro Betzhold tem um estilo de vida diferente daquilo que consideramos como ‘convencional’. Aos 40 anos, ele viaja pelo Brasil de bicicleta pintando muros em cada villarejo por onde passa.
Há três anos longe do Chile, ele vive com o que consegue de seus murais, expressivas obras que buscam a conexão do homem com a natureza. Ele não se identifica com o grafite e se autodenomina ‘pintor de rua’ utilizando basicamente tinta látex e pincéis.
Criando mundos mágicos e presenteando povoados quase sempre carentes com sua arte, o artista é extremamente simples e tem um estilo de vida alternativo que lhe permite viver do pouco que consegue ganhar com seus murais – sendo a grande maioria cria gratuitamente às comunidades.
Betzhold já passou pela Bolívia, Peru, Argentina e, no Brasil, pelos estados de Mato Grosso, Manaus, Acre, Tocantins, Goiás, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.
Veja algumas das obras que o artista pintou em suas andanças pelo Brasil:
artista_chileno-1 
artista_chileno-2 
artista_chileno-3 
artista_chileno-4 
artista_chileno-5 
artista_chileno-7 
artista_chileno-8 
artista_chileno-9 
artista_chileno-10 
artista_chileno-11 
artista_chileno-12 
artista_chileno-13 
artista_chileno-14 
artista_chileno-15 
artista_chileno-16 
artista_chileno-17 
artista_chileno-18
Todas as fotos © Luiza Liu

Que tal dar a volta ao mundo de trem?

https://scontent.fssa2-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/14632867_1796822893927464_7812526627873836307_n.jpg?oh=7c73e3c1730a94a148847b76634b2a19&oe=58910AF7
Várias companhias aéreas comercializam passagens de volta ao mundo. E pensando em fazer a mesma viagem, mas por uma perspectiva diferente, a operadora Trains & Tours Lufthansa City Center idealizou um roteiro por ferrovias do globo especialmente para brasileiros. Ela dura 26 dias, tem saída em agosto do ano que vem e comporta no máximo 24 pessoas, que vão desembolsar EUR 24.900 para acomodações duplas ou EUR 35.500 para cabines single.
transiberiano-restaurante 
Os sortudos poderão avistar paisagens inusitadas a partir da janela de luxuosos trens passando por Paris (França), Moscou (Rússia), embarcando depois na Ferrovia mais longa do mundo, Transiberiana, rumo ao leste europeu até alcançar a Mongólia e a China. De lá, embarcam num avião para cruzar o oceano até Vancouver (Canadá), para percorrer todo o país e chegar Toronto.
transiberiano-paisagem 
O pacote tem saída únida em agosto do ano que vem e incluí transporte em cinco trens: Rocky Mountaineer, The Canadian, Expresso Paris-Moscou, Trans Mongolian e o já citado Transiberiana. Ele Transita por 15 cidades dos três continentes e também incluí hospedagem em alguns hotéis luxuosos desses destinos.  A programação incluí tour pelos principais cartões postais desses destinos e dentro do trem, atividades como degustação de vodka e aulas de russo.
transiberiano-rota 
Todas as fotos do Trem Transiberiano – reprodução do Train and Tour Lufthansa City Center