Fotográfo passa 6 anos, capturando a essência dos governantes do céu

Aves de rapina são criaturas magníficas, orgulhosos e poderosas! Durante os últimos 6 anos Andreas Hemb teve um projeto, tentando capturar a verdadeira essência desses governantes do céu. As imagens que você aqui apresentadas são o resultado de inúmeras horas gastas na natureza.
Ele se esforça para conseguir passar o aspecto documental da fotografia, uma imagem deve fornecer sentimentos! Para obter o observador para se tornar um com o visto e levá-los a compartilhar a sensação que senti ao experimentar esses momentos de magia em pessoa. Isto é o que categorizar uma imagem verdadeiramente bem sucedida!

The Phantom of the North

Andreas Hemb estava sozinha no lado do Prado ao entardecer, quando viu um movimento do outro lado. Silenciosamente a lapónica entrou para uma caça de noite! Um momento fantástico estar sozinho com esta ave majestosa observála em uma hora, com êxito, apanhar uma presa. Aqui uma foto de quando ele estava perto do meu lado do Prado organizando a penas.
Durante a caçada por Prado o grande Grey passou perto de onde eu estava. A coruja no movimento a seguir mostra a sua graça e o movimento nas asas.
‘ Após uma captura a coruja veio para me comer o lanche da noite no pólo mais próximo de minha posição. Eu continuei meu trabalho de câmera e tem uma boa sequência.

Close encounter with the White Tailed Eagle

Sentado em um esconderijo de garças fotografia e colhereiros, quando de repente dois brancos caudos eagles entraram. Um deles derrubou saiu da barraca para pegar um ganso.
Eles ficaram por uma hora comendo, bebendo fora a pele e deram oportunidades fantásticas para retrato perto de tiros.
Experiência incrível!

Dança do falcão

De repente, todos os pássaros pequena floresta ao redor a pele desaparece e tudo fica em silêncio. Depois de alguns minutos a razão mostrase, que um belo sparrow hawk vem para baixo da árvore atrás de minha pele. Arrefece de bebendo e ‘dançando’ com a asas para fora ao longo da borda de águas.
Depois de algumas horas o outro sparrow hawk resume-se a bebida. Em vez de deixar eu sou recompensado com este olhar e pose.

Carismático Little corujas

Pequenos e incrivelmente bonitos, mas ferozes caçadores que rapidamente podem pegar pequenos roedores escondido na grama.
Depois de oferecer o presente Sr. Little precisa socializar com Sra. Little

 Águias-pescadoras de Sanibel

Falcões são belas aves que também são muito tímidas até na Suécia, onde moro. Foi incrível o quão perto se a eles nas praias de Sanibel Island, um paraíso de fotografia de aves 🙂

Águia dourada na tempestade de neve

Instalado no esconderijo bem antes do amanhecer. No início da manhã o tempo mudou e a neve começou a rolar nos fornecendo um cenário maravilhoso. De repente uma jovem águia chegou e aterrou em cima de um pinheiro localizado nas proximidades, dandome esta cena.

Esperar por sua vez garotão

De repente, uma águia-real adulta chegou para alimentar. Depois de um tempo ele mudou-se para descansar behid que a raposa e um corajoso jay veio darme esta cena. Um momento verdadeiramente mágico!

Garota de Montagu harrier se aproximando

Eu tive sorte para obter harrier par de um Montagu com êxito de nidificação nos campos logo abaixo nossa casa de verão. Isso deu a oportunidade de acompanhar a nova garota para uma semana depois que eles tinham deixado o ninho e mudou-se para os pais terrenos de caça.

Saiba quais são as cidades do Brasil com hospedagem mais barata no verão

Ainda não sabe onde vai curtir o verão? Que tal conhecer (ou revisitar) destinos incríveis no Brasil gastando bem pouco? Parta então para Manaus (AM), Belo Horizonte (MG) ou Curitiba (PR), as cidades mais baratas da América Latina para visitar durante as férias de janeiro, de acordo com pesquisa do TripAdvisor.

Para chegar `as eleitas, foram comparados preços de diárias de hotéis e pousadas entre dezembro de 2016 e janeiro de 2017. Em Manaus e Minas, elas custam cerca de R$ 180. Já na capital paraense, a hospedagem sai em torno de R$ 196 por dia. A pesquisa mostrou também que os preços aumentaram em 25%  quando comparados com o verão anterior, com exceção de Manaus,  onde houve queda de 43%.

Conheça algumas atrações turísticas dessas cidades:

Parque Tanguá, em Curitiba

https://i1.wp.com/curtoviagens.weebly.com/uploads/3/0/8/9/30896137/4062296_orig.jpg

Foto: Wiki Commons

Mercado Municipal de Manaus

mercado_municipal_adolpho_lisboa_em_16-04-2015

Foto: Wiki Commons

Praça da Liberdade, em Belo Horizonte

praca-da-liberdade-belo-horizonte-flickr

Foto: Flickr

Tartaruga gigante e filhote de vaca que perdeu uma perna viram melhores amigos e passam a fazer tudo juntos

A amizade entre animais de espécies diferentes tem tanto de bonito como de quase doloroso, por nos lembrar de forma clara, em tempos difíceis e em que a intolerância não para de ganhar terreno, quão longe estamos de ter compreendido o que estamos fazendo no mundo.

Leonardo é uma tartaruga africana gigante e foi resgatado de um zoológico em Bangkok há cerca de três anos, pela Wildlife Friends Foundation Thailand (WFFT), uma organização de apoio a animais necessitados ou mal tratados. Já Simon, um filhote filhote de vaca, chegou ao abrigo em janeiro, após ter sofrido um acidente que o fez perder uma perna. A organização conseguiu uma prótese para que a pequena vaquinha voltasse a andar e decidiu que ela ficaria num espaço aberto fazendo reabilitação até que seria levada para um outro campo onde viveria com mais duas vacas resgatadas.

tortoisecow1

Mas, pelo meio, o inesperado aconteceu: Simon conheceu Leonardo e amizade nasceu automaticamente. “Para nossa surpresa, a vaca Simon criou uma forte ligação com a tartaruga gigante Leonardo”, escreveu a WFFT. O staff acrescentou que eles são absolutamente inseparáveis e que “eles são frequentemente vistos seguindo-se um ao outro, compartilhando refeições e descansando juntos. A gente espera que essa inesperada amizade continue a florescer”.

tortoisecow2

tortoisecow3

tortoisecow4

tortoisecow5

tortoisecow6

tortoisecow7

Todas as fotos © WFFT

Jovens criam mochila adaptada para levar amigo com atrofia muscular à Europa

Toda minha vida tem sido sobre encontrar o equilíbrio entre o que eu posso e o que eu quero fazer”, diz Kevan Chandler. O norte-americano, de 30 anos, tinha o sonho de conhecer a Europa, e seus amigos deram o máximo para tornar isso realidade, literalmente carregando-o nas costas.

we-carry-kevan8

A ideia surgiu em 2013, quando o grupo decidiu se aventurar pelo esgoto da cidade onde moram (pois é) na Carolina do Norte e, como a cadeira de rodas seria uma entrave para Kevan, que tem atrofia muscular espinhal, adaptaram uma mochila para levar o amigo junto. Depois disso, perceberam que seria possível fazer mais.

we-carry-kevan3

Eles passaram meses planejando a viagem, que durou três semanas, passando por países como Irlanda, Inglaterra e França, incluindo treinamentos físicos para suportar o peso de Kevan – cerca de trinta quilos. Eles criaram um blog para relatar as experiências e planejam lançar um livro e um filme.

we-carry-kevan6

O objetivo do grupo é que, atraindo mais atenção para a história, eles possam desenvolver melhor o projeto da mochila para que outras pessoas com deficiência física possam se aventurar por aí. Kevan e os amigos criaram uma página no Facebook e um perfil no Instagram para manter todo mundo atualizado sobre o projeto.

https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fwecarrykevan%2Fvideos%2F553929721464818%2F&show_text=0&width=560

we-carry-kevan12

static1-squarespace

we-carry-kevan9

we-carry-kevan2

we-carry-kevan10

we-carry-kevan4

we-carry-kevan11

we-carry-kevan5

Todas as fotos © We Carry Kevan

Série de fotos vintage mostra pessoas segurando orgulhosamente seus discos de vinil

Poucas imagens podem ser tão representativas do século XX quanto uma foto impressa mostrando pessoas segurando discos de vinil. Registros de uma época em que um disco era uma obra física, para ser escutado alto, e apreciado também através da arte das capas e os textos no verso, e guardado em uma coleção que, pasmem, ocupava um espaço igualmente físico de sua casa, as imagens foram reunidas pelo colecionador de fotos Robert E. Jackson, e trazem, por momentos diversos do século passado, esse em comum: pessoas e seus LPs.
lps15 
lps10 
Dono de mais de 120 mil fotografias, Robert volta e meia reconhece em sua coleção padrões que o permitem reunir imagens supostamente diversas, como esse. No entanto, tudo nas imagens parece saltar aos olhos, para além dos LPs: as roupas, a decoração das casas, a arquitetura e até a postura corporal das pessoas retratadas oferecem sinais e símbolos de épocas em que pouco existia de virtual, e os discos ocupavam um espaço não somente físico em nossas casas, mas também um sentido emocional e identitário profundo em nossas vidas.
lps20 
lps19 
lps18 
lps17 
lps21 
lps16 
lps14 
lps13 
lps12 
lps11 
lps9 
lps8 
lps7 
lps6 
lps5 
lps4 
lps3 
lps2 
lps1
Todas as fotos © Coleção de Robert E. Jackson