Fotografias de gêiseres das terras altas na Islândia

Bowels of the Earth

Crystal Distortion

Fire on the Ice Planet

Come into the Other World

Chaos & Harmony

Dark Blow

Anúncios

Maior ‘casa na árvore’ do Japão, em Atami, vai te deixar de queixo caído

https://scontent.fssa2-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/15390817_1824675424475544_2635148857614601659_n.jpg?oh=a93a20f7af4ef0d88759d1db5e5cbc81&oe=58B0A1AA

Takashi Kobayashi é bem conhecido no Japão por ser um especialista em casas na árvore, já tendo construído mais de 120 delas ao longo dos últimos 15 anos. E a última delas, localizada no resort Risonare, em Atami, irá superar todas as suas expectativas.

Construída em cima de uma árvore com mais de 300 anos, ela foi totalmente projetada pensando na sua base. A principal preocupação era de não atrapalhar em nada o desenvolvimento da planta, então em nenhum momento a casa chega a tocar a árvore.

casa-na-arvore-japa%cc%83o-600x900

casa-na-arvore-japa%cc%83o1-600x400

casa-na-arvore-japa%cc%83o2-600x400

casa-na-arvore-japa%cc%83o3-600x702

O projeto, batizado de Kusukusu e concluído em março de 2014, se tornou o maior já feito pelo do escritório de Takashi, além de ser também a maior casa na árvore de todo o país. Infelizmente ela não está aberta para visitação do público em geral, já que para conhecer o local você precisa se hospedar no resort.

casa-na-arvore-japa%cc%83o4-600x900

risonare-atami-treehouse-by-hiroshi-nakamura-9

casa-na-arvore-japa%cc%83o7-600x400

risonare-atami-treehouse-by-hiroshi-nakamura-10

risonare-atami-treehouse-by-hiroshi-nakamura-11

Imagens © Koji Fujii / Nacasa and Partners, Inc.

O vitiligo transformou este gato preto de 19 anos em um lindo animal malhado

1997. Em busca de um companheiro, um jovem britânico chamado David conhece um gatinho preto, se encanta e decide compra-lo. Mais de 10 anos depois, o animal, chamado Scrappy, começava a passar por uma transformação que o tornaria ainda mais especial.

Scrappy tinha cerca de 11 anos de idade quando seu pelo começou a ganhar manchas brancas. Os veterinários acreditam que se trate de vitiligo, condição que causa perda de pigmento na pele e/ou pelos e não acomete apenas humanos. Seu efeito é puramente visual, sem trazer nenhum malefício à saúde.

why-black-cat-scrappy-is-turning-white__880

E que visual! Há incontáveis gatos lindos e que dão vontade de apertar, mas poucos como Scrappy. Ao longo dos últimos anos, o embranquecimento dos pelos foi aumentando, deixando-o com um estilo único e que o levou ao sucesso nas redes sociais, com quase 90 mil seguidores no Instagram e mais ou menos o mesmo número de curtidas no Facebook.

scrappycat5__880

David conta que o gato não se sente muito confortável preso em casa, começando a pedir para sair logo que acorda. Ele gosta de ser o “rei da rua”, e, mesmo com a idade avançada, vira e mexe arruma confusão com outros gatos, voltando para casa com alguns arranhões. Mas sua atividade preferida é mesmo dormir no jardim sob o sol, de preferência enquanto recebe os chamegos do dono.

scrappycat3__880

senior-black-white-cat-vitiligo-scrappy-5

senior-black-white-cat-vitiligo-scrappy-16

senior-black-white-cat-vitiligo-scrappy-7

senior-black-white-cat-vitiligo-scrappy-6

why-black-cat-scrappy-is-turning-white3__880

why-black-cat-scrappy-is-turning-white4__880

why-black-cat-scrappy-is-turning-white5__880

scrappycat2__880

why-black-cat-scrappy-is-turning-white2__880

scrappycat1__880

Todas as fotos © Senior Scrappy

O que é a ‘6ª extinção em massa’ e por que já passou da hora de nos preocuparmos (e muito!)

Enquanto demagogos e lunáticos insistem em questionar o aquecimento global e a efeito dos destrutivos hábitos humanos que vem colocando em risco o meio ambiente na terra, os efeitos de tais hábitos seguem se intensificando em direções cada vez mais alarmantes. O que antes sempre era anunciado como uma possibilidade em um futuro remoto, agora já se torna palpável e próximo, ao passo que possivelmente muitos de nós que aqui estamos poderemos enxerga-lo: cientistas anunciam que uma sexta extinção em massa poderá acontecer na Terra até o ano de 2050.

sextinc%cc%a7a%cc%83o6

É considerado extinção em massa quando 3 de cada 4 espécies desaparecem literalmente da face da terra – e é isso que a ação do homem vem provocando nos últimos séculos. Em um ritmo de diminuição de 2% da vida selvagem ao ano, em 2020 nós poderemos ter perdido já dois terços da vida animal do planeta (só na última década, um quinto dos elefantes desapareceu).

sextinc%cc%a7a%cc%83o5

sextinc%cc%a7a%cc%83o4

Em 2050, ano em que possivelmente atingiremos essa terrível marca de uma nova extinção em massa, estima-se que haverá mais plástico do que peixes nos oceanos.

sextinc%cc%a7a%cc%83o9

Essa seria a primeira extinção desde a era mesozoica, há 66 milhões de anos – a diferença é que essa será inteiramente causada pelo homem.

sextinc%cc%a7a%cc%83o8

Como qualquer criança sabe, a extinção de uma espécie somente pode provocar intenso desequilíbrio no meio ambiente, afetando direta e indiretamente um sem fim de outras espécies ao redor. Incêndios, desmatamentos, culturas predatórias, poluição, uso excessivo de combustível fóssil, o crescimento irrefreável da população humana, excesso de pesca e, principalmente o excesso de produção de carne bovina são apontados como os principais motivos para esse horizonte apocalíptico que se anuncia.

https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2FNowThisNews%2Fvideos%2F996052343862774%2F&show_text=0&width=628

sextinc%cc%a7a%cc%83o7

sextinc%cc%a7a%cc%83o3

Ainda que o aquecimento global esteja somente começando, e que a eleição de uma figura como Trump – que nega tais fenômenos como se não passassem de propaganda, contrariando toda a comunidade científica – sejam notícias ainda mais assustadoras, é possível adotar pequenas medidas que, em massa, poderão impactar positivamente para transformarmos esse destino trágico.

sextinc%cc%a7a%cc%83o2

Deixar de usar sacos plásticos, trocar suas lâmpadas por luzes LED, diminuir o consumo de carne vermelha e pressionar os políticos a adotarem e investirem em energia limpa são excelentes exemplos de atitudes concretas que podem ser tomadas hoje. Ou então, o que será preciso acontecer para que levemos a sério o que está se sucedendo dia após dia diante de nossos olhos? Até o momento que nem esse dia após o outro estiver garantido.

sextinc%cc%a7a%cc%83o1

© fotos: divulgação