Filho sem braços ajuda sua mãe paralisada usando os seus pés

lost-arms-man-feed-sick-mother-teeth-chen-xinyin-22
Chen Xinyin, 48, teve uma vida difícil. Ele perdeu os braços depois de sofrer um choque elétrico com sete anos de idade, mas ainda assim começou a trabalhar na fazenda da família. Com a idade de 20 anos, seu pai morreu, deixando apenas Chen e sua mãe doente para cuidar de si mesma . Como sua mãe ficou doente e a vida ficou mais difícil, O chinês chegou a ouvir de algumas pessoas que fosse pedir ajuda ou esmolas,no entanto, a resposta foi surpreendente. Diante disso, ele foi forçado a aprender a fazer tudo com os pés, até mesmo cozinhar.

Xinyin disse que não tinha braços, mas que tinha bons pés e que não queria conseguir dinheiro dessa maneira (pedindo esmolas).

Mesmo tendo só os pés para realizar tarefas e cuidar de sua mãe doente, Chen não se deu por vencido. Ele utiliza o resto do seu corpo para compensar sua falta de braços.

Nem sempre as coisas dão certo, resultado disso é uma cicatriz em seu pé que surgiu da primeira vez que tentou usar uma faca. Mesmo assim, ele não desistiu.

Mesmo tendo só os pés para realizar tarefas e cuidar de sua mãe doente, Chen não se deu por vencido. Ele utiliza o resto do seu corpo para compensar sua falta de braços.

Nem sempre as coisas dão certo, resultado disso é uma cicatriz em seu pé que surgiu da primeira vez que tentou usar uma faca. Mesmo assim, ele não desistiu.

lost-arms-man-feed-sick-mother-teeth-chen-xinyin-16

Os invernos são difíceis para Chen, pois ele tem dificuldade para colocar meias e por causa das baixíssimas temperaturas do interior da China sofre com queimaduras de frio nos pés.

lost-arms-man-feed-sick-mother-teeth-chen-xinyin-19

Image credits: Imaginechina

Para conscientizar, série ‘antes e depois’ mostra como Aleppo mudou após a guerra

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, céu e atividades ao ar livre

Há alguns anos, poucas pessoas saberiam indicar onde fica Aleppo. Hoje, infelizmente, a maior cidade da Síria entrou no mapa e ficou conhecida graças à guerra que acomete o país. Durante os mais de quatro anos de batalhas, muita coisa mudou nas paisagens da cidade.

Ao todo, estima-se que mais de 30 mil pessoas tenham morrido durante esse tempo, enquanto cerca de 20 mil tiveram que se deslocar. Porém, a diminuição da população é apenas uma das muitas consequências da guerra. Aleppo está também completamente devastada e muitas das suas paisagens se traduzem em uma mudança irreversível no cotidiano da cidade, como mostram as fotografias abaixo, compiladas pelo Olympia Restaurant.

aleppo1

aleppo2

aleppo3

aleppo4

aleppo5

aleppo7

aleppo11

aleppo12

aleppo13

aleppo15

aleppo16

aleppo17

aleppo18

aleppo19

aleppo20

Todas as fotos © Olympia Restaurant

Casal de artistas brasileiros viaja América do Sul há um ano morando em kombi-home

Viver viajando, livre de horários, de cobranças e sem a loucura da vida moderna é o sonho de muitas pessoas do mundo. O casal curitibano Daphine Augustini e Marcelo Simões não se limitou apenas a sonhar com este estilo de vida e há um ano mora e viaja em uma Kombi.

03_kombi

A colorida Kombi, batizada Sacica, não serve apenas como moradia e meio de transporte, a dupla também usa o veículo como loja e como um palco. Eles trabalham com artes circenses e artesanato, duas de suas paixões e também ferramentas para seguir a viagem.

02_kombi

Em um ano de estrada o casal já visitou 15 estados brasileiros de maneira totalmente independente vivendo somente da arte de rua. Nos locais visitados, realizaram exposições de suas artes manuais, intervenções, oficinas e espetáculos circenses.

04_kombi

01-kombi

Todas as aventuras que eles vivem são retratadas periodicamente com textos, fotos e vídeos, na fanpage “Kombi Sacica”. Na página, Daphine e Marcelo mostram que a vida na estrada pode resultar em ótimas histórias.

06_kombi

O intuito é visitar todos os estados do Brasil e os países da América do Sul.

05_kombi

Todas as fotos © Kombi Sacica

Ele fotografou seu próprio casamento e o resultado é encantador

https://scontent.fssa2-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/15578811_1828720070737746_2705295560409426445_n.jpg?oh=e4eed3fac335c3584a8183c13ddc2f5e&oe=58B311E1

Quando o casamento do jovem australiano Mark Condon se aproximava, uma importante questão não deixava seus pensamentos: como escolher o fotógrafo para esse dia tão especial?

Se para qualquer pessoa a escolha dos fornecedores já é uma decisão difícil, imagina para Mark, que também trabalha como fotógrafo de, adivinha, casamentos. Não conseguindo decidir por nenhum colega de profissão, o jovem teve a ideia de ele mesmo fotografar seu casamento.

markwedding1

markwedding2

markwedding3

Ao dividir sua vontade com Elissa, então sua noiva, imaginou que ela não aprovaria, já que a tarefa não seria das mais fáceis. Mas para sua surpresa, ela adorou a proposta, e disse sim para Mark, que obviamente teria que utilizar o tripé em algumas ocasiões para também ser protagonista da própria história.

“Há muitos fotógrafos de casamento cujo trabalho admiro, e claro, muitos outros fotógrafos cujo trabalho é melhor do que o meu. Se tivéssemos contratado qualquer dessas pessoas, as fotos sem dúvida teriam ficado ótimas, mas não era o que queríamos. Resumindo, esta história não é sobre “o noivo que fotografou em seu próprio casamento”. É apenas sobre duas pessoas tentando manter o dia do seu casamento o mais simples possível.”, disse.

markwedding4

markwedding6

O resultado são imagens simples, sinceras e apaixonantes, confira:

markwedding9

markwedding10

markwedding11

markwedding12

markwedding14

markwedding15

markwedding16

markwedding17

markwedding18

markwedding19

markwedding20

markwedding21

markwedding22

markwedding23

markwedding24

markwedding27

markwedding28

markwedding29

markwedding30

markwedding31

markwedding32

markwedding33

markwedding34

A bonita cerimônia rendeu também um vídeo que você pode ver abaixo. Toda a história do casamento é contada neste post no site do fotógrafo.

Mark & Elissa’s Wedding from Gold Hat Photography on Vimeo

Todas as fotos © Mark Condon