Artista transforma espaços abandonados em misteriosos mundos de fantasia

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé e área interna

A americana Karen Jerzyk começou a fotografar retratos em 2009, depois de ter passado anos dedicando seu tempo a fotografar estritamente a cena musical como concertos, capas de álbuns e bandas.

Por falta de grana ela foi forçada a ser criativa e usar o mundo à sua volta como cenário. “Através de uma busca na internet achei a foto de um teatro em um asilo abandonado e imediatamente me apaixonei. Eu não tinha ideia de que existiam lugares como aquele”, contou em seu site.

Então ela se tornou especialista em encontrar e fotografar ‘lugares legais’. No entanto sentia que algo estava faltando. “Visualmente, minhas fotos foram ok, mas eu nunca estava realmente orgulhosa ou satisfeita com elas. Para mim, parecia que algo não estava bom”, disse.

Em 2011, seu pai faleceu inesperadamente e ela ficou desolada, pois como filha única era muito apegada a ele. Inexplicavelmente, este momento foi o verdadeiro nascimento de sua carreira de fotografia.

De repente, minhas fotos exibiam emoção, histórias, propósito e uma bonita sensação de consternação, que era um espelho direto de como eu me sentia no interior. Despejei todos os meus sentimentos e lutas no meu trabalho. Aprendi a controlar como eu me sentia e finalmente aprendi a fazer a conexão entre imagens e emoção”.

Veja seu trabalho:

karen-1

karen-2

karen-3

karen-4

karen-5

karen-6

karen-7

karen-8

karen-9

karen-10

Todas as fotos © Karen Jerzyk

Anúncios

Estas são algumas das fotos antigas mais fofas que você já viu

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, filho, área interna e atividades ao ar livre

Quando olhamos para fotos antigas, é comum pensar que o mundo não era tão legal assim antigamente. Isso porque a maioria das fotografias parece retratar cenas de guerra, fome ou problemas sociais. Mesmo assim, embora em menor número, algumas imagens antigas também falavam sobre as pequenas felicidades diárias.

É o caso dessas imagens incríveis e repletas de inocência compiladas pelo site gringo Bored Panda. São todas situações banais, mas que prometem arrancar um sorriso do seu rosto.

fotos1

Em 1955, esse menino ainda não sabia que estava prestes a ganhar um cachorrinho. Foto via

fotos2

Esse casal não conseguia parar de rir enquanto tentava tirar uma selfie por volta de 1890. Foto via

fotos3

Essa menininha tocando uma música para seu cachorro. Foto via

fotos4

A felicidade desta menininha francesa com seu gato, em 1959. Foto via

fotos5

O Sargento Frank Praytor aparece nessa foto alimentando um gatinho órfão adotado por ele durante a Guerra da Coreia, em 1963. Foto © Martin Riley

fotos6

Um menino órfão austríaco após ganhar sapatos novos durante a Segunda Guerra Mundial. Foto via

fotos7

Uma foto que dispensa legendas. ❤ Foto © National Geographic

fotos8

Soldados russos dormindo com um cachorrinho durante a Segunda Guerra Mundial. Foto © Georgy Lipskerov

fotos9

Estes patinhos sendo usados como parte de um tratamento médico, em 1956. Foto © Francis Miller/Getty Images.

fotos10

A pequena Carrie Fisher assistindo à apresentação de sua mãe Debbie Reynolds, em 1963. Foto © Wireimage

Artista cria incríveis e assustadoras estátuas submersas para ajudar a salvar recifes de coral

A imagem pode conter: planta e atividades ao ar livre

Cansado dos museus tradicionais? Que tal admirar obras de arte expostas em um lugar completamente diferente? Quem convida para uma experiência totalmente diferente é o escultor Jason deCaires Taylor, co-criador de um parque e um museu subaquáticos.

O primeiro é o Molinere Underwater Sculpture Park, localizado em Granada, no Caribe. Inaugurado em 2006, o parque tem como objetivo levantar atenção para os riscos que corremos ao explorar as barreiras de coral, importantes para o ecossistema marinho e que servem como proteção para a costa.

screen-shot-2016-03-20-at-20-17-12-1200x791

O material usado nas esculturas é receptível aos corais, que podem se desenvolver sobre o cimento. A grande maioria das obras tem pessoas representadas, já que Jason acha que “o ser humano só consegue sentir empatia quando vê algo parecido consigo”.

museo-atlantico_lanzarote_rubicon_growth_dsc02703_jason-decaires-taylor_sculpture

O outro grande projeto de Jason fica em Cancun. Trata-se do MUSA, o Museo subacuático de Arte, onde estão mais de quatrocentas obras de Jason e outros artistas. Assim como em Granada, foi utilizado um material que permite a propagação dos corais. Fica próximo à segunda maior barreira de corais do mundo e pode ser visitado em um barco com fundo transparente ou mergulhando.

Confira um pouco do trabalho do artista, que também está presente em nas Bahamas, em Lanzarote, na Espanha, e Londres e Canterbury, na Inglaterra.

museo-atlantico_lanzarote_hybrid-forest_growth_04438_jason-decaires-taylor_sculpture

museo-atlantico_lanzarote_lampedusa_growth_04526_jason-decaires-taylor_sculpture

museo-atlantico_lanzarote_rubicon_clean_02576_jason-decaires-taylor_sculpture

enhanced-buzz-wide-20141-1389780829-15

dive-cancun-underwater-museum-musa-1l6y

the-dream-collector-jason-de-caires-taylor

enhanced-buzz-wide-7742-1389783962-23

enhanced-buzz-wide-8625-1389783487-7

enhanced-buzz-wide-11685-1389784083-12

museo-atlantico_lanzarote_tubular-cactus_growth_04003_jason-decaires-taylor_sculpture

Todas as fotos © Jason deCaires Taylor

Artista cria série de tirinhas divertidas para mostrar o que ninguém conta sobre ser pai

 

Quando um cara descobre que vai ser papai, os amigos logos tratam de parabenizá-lo. Mas a verdade sobre a nada fácil vida de ter filhos nem sempre é revelada. O cartunista norte-americano Brian Gordon tem dois pequenos em casa, um de 7 e um de 4 anos, e bem sabe o terror que pode se tornar o dia dia.

Mas em uma bem humorada série de tirinhas intitulada Fowl Language, ele encara de forma leve as dificuldades e enaltece os prazeres de ser pai. Confira algumas das tirinhas:

Meu filho com comida: “Eca, tem sementes nesse pão!”

Meu filho com todo o resto: “Meu Deus, você tem pedras na boca?”

tirinhas-pai

Isso é que o que meus filhos devem dizer que eu não estou por perto:

– “Eu estou entediado! Quer brigar e irritar um ao outro?”

– “Só se terminar com os dois chorando!”

tirinhas-pai2

– “Meu Deus! Você sorriu! Isso quer dizer que você gosta de mim e está agradecido por eu me matar para deixar você bem e vivo!”

– “Nah, só estou fazendo cocô”

tirinhas-pai3

“Estou entediado. Você está acordado?”

Crianças: o terrível, terrível despertador da natureza

tirinhas-pai4

“Você ainda está comendo ou posso derrubar aquele copo para você?”

Jantares chiques para crianças

tirinhas-pai5

Brincadeira

Como começa:
– “Quer brincar comigo?”
– “Claro, querida!”

Como termina:
– “Pare! Você está fazendo errado!”
– “Como?! Eu nem sei do que estamos brincando”

tirinhas-pai6

Ajudando seu filho mais velho a escolher a fantasia de Halloween: “Eu quero ser um… robô! Não, um lobisomem! Um cientista maluco! Não, um zumbi! Abraham Lincoln! Não, Abraham Lincoln zumbi!”

Ajudando seu filho mais novo a escolher a fantasia de Halloween: “Você vai usar algo bonitinho e fácil de vestir. Alguma objeção?” “Oba, suco!” “Ótimo, missão cumprida!”

tirinhas-pai7

Voltando para o trabalho depois de um longo fim de semana

Pessoas sem filhos: “Ugh… esse lugar de novo?”

Pessoas com filhos pequenos: “Olááá, trabalho!”

tirinhas-pai8

Crianças: elas só são burrinhas por pouco tempo.

“Droga, eu queria tanto ir ao McDonald’s de novo, mas… eles fecham no fim de semana”

Aproveite!

tirinhas-pai9

Eu costumava sonhar que um dia meu filho seria presidente.

“Você não come cereal. Eu come cereal!”

Mas agora penso que ditador maluco é o mais provável.

tirinhas-pai10

Todas as imagens © Brian Gordon